assitencia de enfermagem a paciente portador de aneurisma

Páginas: 9 (2235 palavras) Publicado: 16 de maio de 2014



ESTUDOS DE CASO:
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE PORTADOR DE ANEURISMA INTRACRANIANO.




Acadêmicas de Enfermagem: Anísia Regina O Paiva
Kelly AlvesPaula Lima







TERESINA13/05/2014


SUMÁRIO


1 INTRODUÇÃO..................................................................................................
- DEFINIÇÃO
- ETIOLOGIA
1.2 MANIFESTAÇÕES CLÍNICA.........................................................................

1.3 DIAGNÓSTICOMÉDICO.............................................................................

1.4 TRATAMENTO..............................................................................................

2 DADOS DO PACIENTE: ....................................................................................
- IDENTIFICAÇÃO
- HISTÓRIA DO PACIENTE NA ADMISSÃO
- EXAMES REALIZADOS- PRESCRIÇÃO MÉDICA

3 SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM:

3.1 EVOLUÇÕES DE ENFERMAGEM............................................................

3.2 DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM..................................................
3.3 PRESCRIÇÕES DE ENFERMAGEM...................................................

3.4 INTERVENÇÕES DEENFERMAGEM..................................................


4 CONCLUSÃO................................................................................................

5 REFERÊNCIAS...............................................................................................



1 INTRODUÇÃO

Aneurismas intracranianos são dilatações dos vasos sanguíne­os cerebrais quepossuem um risco potencial de ruptura, o que leva à hemorragia subaracnoidea (HSA), localizados tipicamente próximos ao polígono de Willis na base do crânio em pontos de bifurcação. São classificados quanto ao tamanho: pequenos (menores que 10 mm), grandes (10 a 25 mm) e gigantes maiores que 25 mm de diâmetro (SANTOS 2011).
São raros os casos de aneurismas congênitos, porém pessoas podemnascer com tendência à fragilidade nos vasos desencadeando à formação dessa patologia. Em geral, os episódios de ruptura e sangramento ocorrem a partir da quinta década de vida, afetando mais as mulheres. Muitos pacientes que sobrevivem à ruptura de um aneurisma ficam com sequelas, o que resulta em problemas de adaptação ambiental e social, bem como na queda da qualidade de vida (BERNARDO, 2010).Os mecanismos responsáveis pela formação, crescimento e ruptura dos aneurismas intracranianos ainda são controversos. Estudos mostram, que a presença de fatores hemodinâmicos, instabilidade de fluxo, assim como o estresse na parede do vaso, poderiam contribuir para lesão e início da sua formação. De acordo com suas principais característica morfológicas, os aneurismas são divididos em doistipos: Saculares (protrusão da parede do vaso e são frequentes em bifurcações, representando 97% dos aneurismas); e Fusiformes (dilatações do corpo de grande segmento arterial, constituindo 3% dos casos (SANTOS 2011).

O surgimento de um aneurisma intracraniano é um evento mul­tifatorial que engloba componentes genéticos e ambientais. Alem da idade avançada, evidência da presença...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Assitência de enfermagem ao portador de coqueluche
  • Assistência de Enfermagem à paciente portador de
  • Assistência de enfermagem ao paciente portador de hemorróidas
  • Assistência de enfermagem ao paciente portador de erisipela
  • cuidados da enfermagem com pacientes portador da dengue
  • ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A PACIENTES PORTADORES DE FERIDAS
  • Assitência de enfermagem a paciente com cólica nefrética estudo de caso
  • Cuidados de enfermagem aos pacientes portadores da doença de alzheimer

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!