Assistência de Enfermagem para Criança com Diarréia

Páginas: 24 (5752 palavras) Publicado: 23 de março de 2014

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP









ATIVIDADES PRÁTICAS SUPLEMENTARES
Assistência de Enfermagem para Criança com Diarréia















Novembro
2013



















Aline Oliveira da Silva RA: A573DA-6
Andreza da Silva Santos RA: 827336-7
Carla Simom Mendes RA: B05269-4
Denise S. M. Jamal RA: B0241F-9
Elda Fernanda M. PBrandão RA: A98HHE-4
Gisela Gomes de Souza RA: B04BFF-0
Keila Guimarães dos Reis dos Santos RA: T542EG-1
Kethury Roncatto RA: A7AEDE-5
Raquel de Souza RA: B052JF-4
Thais Yuri Tamari RA: B178CB-4
Sumário









RESUMO

A diarreia aguda é uma doença causada por diferentes agentes etiológicos, caracterizada pela perda de água e eletrólitos devido ao aumento donumero de evacuações e diminuição da consistência das fezes. No Brasil, as doenças diarreicas são a terceira maior causa de morte em crianças de um a quatro anos de idade. A doença diarreica aguda pode ser de origem infecciosa e não infecciosa, cabe destacar que as crianças que vivem em condições socioeconômicas desfavoráveis (situação de pobreza e miséria) estão sujeitas a ter mais adoecimento emorte por diarreia. O quadro clinico é agudo, autolimitado, com duração menor que duas semanas e não confere imunidade duradoura. A manifestação clínica mais evidente é a própria diarreia. O diagnóstico é clínico e laboratorial, é também importante saber se o paciente é portador de doença que pode estar relacionada com o quadro (confuso, reescrever ou retirar). O tratamento consiste em correção dadesidratação e do desequilíbrio eletrolítico, combate a desnutrição, uso adequado de medicamentos e prevenção das complicações. Fica claro a necessidade de desenvolvimento de políticas publicas de saúde voltadas para as comunidades carentes que vivem em condições sanitárias precárias.



















INTRODUÇÃO

A doença diarreica aguda (DDA) pode ser causada por diversosagentes etiológicos (bactérias, vírus e parasitos). A manifestação clínica mais evidente é o aumento do número de evacuações, com fezes aquosas ou de pouca consistência, eventualmente com presença de muco e sangue, e podem ser acompanhadas de náusea, vômito, febre e dor abdominal (¹).
Geralmente a DDA é autolimitada, com duração de 2 a 14 dias. As formas variam desde leves até graves, comdesidratação e distúrbios eletrolíticos, principalmente quando associadas à desnutrição (¹).
A diarreia é um grave problema de saúde pública intimamente associado às condições de higiene e da água utilizada. Relatório da OMS aponta a diarreia como a segunda maior responsável por óbito na infância representando em torno de 1,5 milhões de mortes anuais de crianças de até cinco anos. (²).
Infelizmentecerca de 88% das mortes por diarreia são atribuídas à água não potável, saneamento inadequado e higiene precária. Portanto, entre as medidas de prevenção estão o fornecimento de água com qualidade; afastamento e tratamento dos esgotos domiciliares; e promoção do saneamento em toda comunidade (²).
Neste contexto, enquanto as medidas sanitárias ainda não estão adequadas ás necessidades humanas, econsequentemente os episódios de diarreia são muito frequentes, e com uma mortalidade bastante acentuada; o surgimento da TRO (Terapia de Reidratação Oral) vem salvando muitas vidas desde seu advento, em 1984, onde esta terapêutica tornou-se bastante simplificada propiciando resultados amplamente satisfatórios. Essa prática seguramente foi definitiva para o declínio observado na mortalidade pordiarreia/desidratação (4).
Além destas medidas relativamente simples como às medidas de prevenção e controle, bem como a TRO, é necessário que as equipes de saúde estejam preparadas para a correta hidratação, endovenosa se necessário, conforme os estágios da doença, principalmente em relação aos sinais de desidratação e risco de choque; de forma que um dos principais objetivos deste trabalho é trazer...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM CRIANÇAS COM
  • Assistência de enfermagem na saúde da criança e do adolescente
  • Assistencia de enfermagem a criança portadora de câncer
  • ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM À SAÚDE DA CRIANÇA NA CRECHE
  • A AVALIAÇÃO DA DOR ONCOLÓGICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES E A ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM
  • Assistencia de enfermagem a criança, ao adolescente, ao jovem e a mulher
  • Assistência de enfermagem a criança e ao adolescente vitima de violência sexual
  • DIARREIA EM CRIANÇAS

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!