assedio moral

Páginas: 7 (1679 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
O Assédio Moral, o Assédio Sexual e a
Síndrome do Burnout na ambiência do trabalho*

“O Trabalho é a condição psíquica mais organizada da
vida humana, depois da Família. É nele que o Sujeito Humano
pode adquirir auto estima, capacidade de se saber autônomo e de
construir relações sociais saudáveis”.

Ivan Roberto Capelatto**
É publicado, em 1930, por Freud, um de seus mais valiososlivros
sobre a questão básica da dinâmica da vida humana, intitulado “O malestar na Cultura”. Nesta obra, Freud descreve sua angústia em relação à
sobrevivência do esforço humano em se adaptar à vida através de regras,
leis, tabus, esquemas de controle dos impulsos e dos instintos.
Mas, para suportar o controle das pulsões, é necessária a presença
das neuroses, consequência imediata das repressõesà sexualidade e aos
impulsos mais intrínsecos da vida instintiva humana. Não há como
garantir uma neurose social, na qual todos estejam engajados e conscientes da necessidade dessa repressão, dessa necessidade de se trocar um
Princípio do Prazer, de um gozo imediato, por um Princípio da Realidade,
no qual o Outro, as coisas, a espera, a ética, os deveres, enfim, um cuidado
com a vida própriae a vida do próximo devam ser olhados.
Para se garantir esse cuidado, é necessário ser cuidado, através de
* Texto base de palestra proferida no 10º Congresso Nacional de Direito do Trabalho e Processual do
Trabalho, nos dias 30 de junho a 1º de julho de 2010 em Paulínia/SP.
** Ivan Roberto Capelatto é psicoterapeuta de crianças, adolescentes e famílias; mestre em
Psicologia Clínica pelaPUCCAMP; professor e supervisor do GEIC de Londrina - PR; (grupo de
estudos e pesquisas em psicopatologias da família, da infância e da adolescência); professorconvidado do curso de Terapia Breve Familiar do The Milton H. Erickson Foundation Inc.(Phoenix,
Arizona, USA); professor convidado do curso de pós-graduação de Pediatria da Faculdade de
Medicina da PUC – Paraná (Curitiba) da matéria:“Adolescência Normal e Adolescência de Risco”;
colaborador da UNESCO com o Projeto de Vida , apoio do jornal O Estado de São Paulo; fundador do
Centro de Atendimento à Criança Leucêmica do Hospital Boldrini – Campinas – SP; Professorconvidado do Curso de Especialização em Medicina da Família da Faculdade de Medicina da
UNICAMP.

24

Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, n. 37,2010

um processo chamado maternagem ou holding, segundo Winnicott, onde
mães, pais e cuidadores se ocupam de seus filhos na infância, garantindo
que eles possam, através dos tão alertados limites, suportar as frustrações
e esperar pelo prazer, passando assim do Princípio do Prazer para o
Princípio da Realidade.
Esse processo garante, desde a infância, a presença de uma consciência a mais,chamada Superego, que podemos chamar também de
lucidez, que garante o uso do juízo crítico pela criança, e, mais tarde, pelo
adolescente e pelo adulto.
Quando esse cuidado não se dá, isto é, quando à criança tudo é
permitido, ou a negligência dos cuidadores se dá de forma contínua, sem
limites ou contenções, temos o provável aparecimento de um processo
chamado perversão, que é o negativo dasneuroses, isto é: enquanto o ser
que recebe cuidados se preocupa consigo e com o outro, é capaz de sentir
medo, culpa e preocupação (concern), o perverso não consegue estes
sentimentos e precisa do sentimento do outro para sentir o seu próprio
sentir. Causa dano para sentir medo; causa dano para se livrar da inveja;
causa dano para se livrar do ciúme; causa dor para experimentar o que é
dor.Enfim, não consegue eleger seus próprios sentimentos, a não ser
sentindo-os no outro.
O dolo e o dano são maneiras de experimentar autoestima, poder e
sentir-se acima do outro, uma sensação narcísica fundamental e prazerosa.
À medida que a sociedade vai se firmando como uma sociedade
consumista e devoradora de bens materiais e coisas concretas, vai deixando de valorizar o afeto, o contato...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Assédio moral
  • Assédio Moral
  • Assedio moral
  • Assedio Moral
  • assédio moral
  • assédio moral
  • assedio moral
  • Assédio moral

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!