AS TEORIAS DA EDUCAÇÃO E O PROBLEMA DA MARGINALIDADE

Páginas: 23 (5713 palavras) Publicado: 13 de novembro de 2013
AS TEORIAS DA EDUCAÇÃO E O PROBLEMA DA MARGINALIDADE

O PROBLEMA

De acordo com estimativas relativas a 1970, “cerca de 50% dos alunos das escolas primárias desertavam em condições de semi analfabetismo ou de analfabetismo potencial na maioria dos países da América Latina"
Pode se dizer que, no que diz respeito à questão da marginalidade, as teorias educacionais podem ser classificadas emdois grupos.
Num primeiro grupo: temos aquelas teorias que entendem ser a educação um instrumento de equalização social, portanto, de superação da marginalidade.
Num segundo grupo, estão as teorias que entendem ser a educação um instrumento de discriminação social, logo, um fator de marginalização.
Ora, percebe-se facilmente que ambos os grupos explicam a questão da marginalidade a partirde determinada maneira de entender as relações entre educação e sociedade.
Tomando como critério de criticidade a percepção dos condicionantes objetivos, denominarei as teorias do primeiro grupo de "teorias não-críticas" já que encaram a educação como autônoma e buscam compreendê-la a partir dela mesma. Inversamente, aquelas do segundo grupo são críticas uma vez que se empenham em compreender aeducação remetendo-a sempre a seus condicionantes objetivos, isto é, aos determinantes sociais, vale dizer, à estrutura sócio-econômica que condiciona a forma de manifestação do fenômeno educativo. Como, porém, entendem que a função básica da educação é a reprodução da sociedade, serão por mim denominadas de "teorias crítico-reprodutivistas".

AS TEORIAS NÃO-CRÍTICAS

A PEDAGOGIA TRADICIONALA constituição dos chamados "sistemas nacionais de ensino" data de meados do século passado. Sua organização inspirou-se no princípio de que a educação é direito de todos e dever do Estado. O direito de todos à educação decorria do tipo de sociedade correspondente aos interesses da nova classe que se consolidara no poder: a burguesia. Nesse quadro, a causa da marginalidade é identificada com aignorância. É marginalizado da nova sociedade quem não é esclarecido. A escola surge como um antídoto à ignorância, logo, um instrumento para equacionar o problema da marginalidade. Seu papel é difundir a instrução, transmitir os conhecimentos acumulados pela humanidade e sistematizados logicamente. À teoria pedagógica acima indicada correspondia determinada maneira de organizar a escola. Como asiniciativas cabiam ao professor, o essencial era contar com um professor razoavelmente bem preparado.
Ao entusiasmo dos primeiros tempos suscitado pelo tipo de escola acima descrito de forma simplificada, sucedeu progressivamente uma crescente decepção.

A PEDAGOGIA NOVA

As críticas à pedagogia tradicional formuladas a partir do final do século passado foram, aos poucos, dando origem auma outra teoria da educação. Esta teoria mantinha a crença no poder da escola e em sua função de equalização social. Portanto, as esperanças de que se pudesse corrigir a distorção expressa no fenômeno da marginalidade, através da escola, ficaram de pé. Segundo essa nova teoria, a marginalidade deixa de ser vista predominantemente sob o ângulo da ignorância, isto é, o não domínio de conhecimentos. Omarginalizado já não é, propriamente, o ignorante mas o rejeitado. Alguém está integrado não quando é ilustrado, mas quando se sente aceito pelo grupo e, através dele, pela sociedade em seu conjunto. É interessante notar que alguns dos principais representantes da pedagogia nova se converteram à pedagogia a partir da preocupação com os "anormais" (ver, .por exemplo, Decroly e Montessori).Portanto, a marginalidade não pode ser explicada pelas diferenças entre os homens, quaisquer que elas sejam: não apenas diferenças de cor, de raça, de credo ou de classe, o que já era defendido pela pedagogia tradicional; mas também diferenças no domínio do conhecimento, na participação do saber, no desempenho cognitivo. Marginalizados são os "anormais", isto é, os desajustados e desadaptados de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Teorias da educação e o problema da marginalidade.
  • AS TEORIAS DA EDUCAÇÃO E O PROBLEMA DA MARGINALIDADE DE DERMEVAL SAVIANE
  • As Teorias Da Educa O E O Problema Da Marginalidade
  • Teorias da EDUCAÇÃO( antiautoritárias e da marginalidade)
  • As teorias da educação e o problema da marginalidade na américa latina
  • Resumo de Escola e Democracia
  • O problema da marginalidade
  • Resenha crítica sobre o capítulo 1 – as teorias da educação e o problema da marginalidade do livro escola e...

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!