As misérias do processo penal

840 words 4 pages
A presente obra nos remete ao nosso interior para que possamos nos ater ao fato que o processo penal não é simplesmente um mecanismo legal que nos permite “punir” de maneira “justa” os crimes cometidos, e também nos faz constatar as diferenças entre os delinquentes e os encarcerados. Observo na obra que segundo o autor o saber pode ser visto de duas óticas completamente distintas, onde poderemos utiliza-lo tanto para fazer o bem como para fazer o mau, nos remete ainda a identificar dentro do processo penal as mazelas que perduram por décadas entre o réu e o autor, nos mostra claramente a distinção de valores, e a afirmação soberba do poder, onde podemos constatar até mesmo no tribunal do júri, desde a toga até o posicionamento do Juiz, do Ministério Publico e do réu com seu Advogado de defesa, ficando em posições inferiores aos demais. Carnelutti nos mostra como a mídia de maneira as vezes até irresponsável interfere do desfecho do processo penal, tornando alguns casos um verdadeiro Reality Show, onde busca fazer com que a sociedade condene o delinquente antes mesmo, que este possa ter o direito de se defender em um processo transparente, onde esse possa ter o Direito que lhe é assegurado pela Carta Magna, que é o DIREITO de defesa, onde ninguém é considerado culpado até que o processo se tenha transitado em julgado CULPADO, a mídia as vezes antecipa algo que caberia ao processo penal fazer, que seria a reconstituição do crime e o levantamento das provas para que se possa ser o mais imparcial possível. Nesta obra podemos compreender a real importância da figura do Advogado, onde esse tem a missão de primeiramente buscar entender o que levou o réu a cometer aquele crime, que se coloque na posição de amigo, na posição de quem ele possa confiar e que possa compartilhar um pouco de todo o seu sofrimento e de sua dor, o Advogado dentro do processo penal é às vezes bombardeado pela sociedade, onde essa não consegue compreender a sua real importância dentro do DIREITO, a

Related

  • As misérias do processo penal
    1839 words | 8 pages
  • As misérias do Processo Penal
    628 words | 3 pages
  • as miserias no processo penal
    6690 words | 27 pages
  • As misérias do processo penal
    828 words | 4 pages
  • miserias do processo penal
    831 words | 4 pages
  • Misérias do Processo Penal
    941 words | 4 pages
  • As misérias do processo penal
    23065 words | 93 pages
  • As misérias do processo penal
    723 words | 3 pages
  • AS MISÉRIAS DO PROCESSO PENAL
    6132 words | 25 pages
  • As miserias do processo penal
    24681 words | 99 pages