Artigo baseado no Livro Escravidão e Razão Nacional.

Páginas: 6 (1368 palavras) Publicado: 6 de agosto de 2013


Universidade Federal do Pará
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Faculdade de Ciências Sociais
Matéria: Formação Histórica e Social do Brasil
Professor: Roberto Ribeiro Corrêa



Artigo baseado no Livro Escravidão e Razão Nacional.



Aluno: Manoel Augusto da Silva Neto
Matricula: 10011002501








Introdução
O texto de José Murilo de Carvalho é ricoe mostra claramente o aspecto econômico da escravidão, que é definido como razão principal para tardia extinção do trabalho escravo no Brasil, a dinâmica do texto é feita de pros e contras definidos por agentes religiosos e filosóficos. Mostrando que no dado contexto histórico Portugal necessitou da escravidão para o desenvolvimento da colônia e em primeiro lugar da metrópole.
Religiosos,Filósofos e Liberdade no Hemisfério Norte
As correntes abolicionistas tiveram seu inicio no século XVII predominantes nos Estados Unidos e Europa, tendo sido encorajadas em primeira mão pelo grupo religioso Quaker, também conhecidos como Sociedade Religiosa dos Amigos, idéias iluministas e razões religiosas começavam a fazer parte da construção de uma sociedade que não mais toleraria a escravidão comofonte de lucratividade.
Dentre os argumentos iniciais encontramos a deixa de Willian Edmundson que em 1676 atribui os pecados existentes na ilha de Barbados a ocorrência da escravidão e não o contrario, visão esta que é adversa a fala de Santo Agostinho que afirmava a escravidão como consequência do pecado.
Após o movimento de renovação religiosa “O Grande Despertar” a posiçãoantiescravista Quaker foi declarada, alguns membros dos grupos Quaker da América foram expulsos por comercializarem escravos.
Em 1787, Londres, é criada a sociedade para abolição do tráfico de escravos, tendo por sua maioria de frenquentadores os Quakers, que pregavam a igualdade entre o escravo e o homem livre, vendo a escravidão ser erradicada das colônias inglesas o próximo passoseria a erradicação total da escravidão no reino unido.
Nos Estados Unidos, os Quakers em seus seminários tinham como foco a libertação e a educação para os libertos, sempre aliando a religiosidade cristã ao fato dos escravos estarem sendo libertos, que acrescentou fortemente o protestantismo, na construção da identidade negra americana, tais posicionamentos iam de encontro à covardiaanglicana, que se limitava a fazer pedidos aos senhores de que não maltratassem tanto seus escravos.
A outra vertente abolicionista era construída no conceito de liberdade como direito natural, direito este que é legítimo a todo e qualquer ser humano. Passando por Locke, Montesquieu e os Enciclopedistas, tal corrente também era bem aceita no meio social.
A liberdade comodireito natural anulava a escravidão, era tão forte este conceito que fora adicionado a declaração de independência dos Estados Unidos da América e a declaração de direitos do homem e do cidadão.
A terceira vertente se apoiava nos preceitos da economia, diziam alguns militantes radicais que o trabalho escravo era obviamente mais caro que o trabalho dos homens livres, pois o escravo além de custar aosenhor elevado preço, não tinha motivações privadas para que trabalhasse com esmero nos interesses do explorador, já o homem livre, recebia salário para que sustentasse sua família, era essencial a relação entre o proletário e o senhor, diferente da relação entre o escravo e o senhor, por isso, para que os senhores se tornassem cada vez mais ricos, seria necessário e de suma importância quelibertassem os escravos.

Desenvolvimento da Colônia e Realidade Econômica.

No Brasil, as coisas aconteceram de formas diferentes, mesmo com a proibição do comércio de escravos e com a revolução religiosa e filosófica sobre a libertação do homem negro na Europa e Estados Unidos, a economia continuava sendo o maior interesse da metrópole que continuará explorando a colônia e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Somos baseados mais na Fé do que na Razão
  • livro razao
  • livro razão
  • Artigo Escravidão
  • livro razao
  • Livro razão
  • livro razao
  • livro razao

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!