Art A

Páginas: 20 (4851 palavras) Publicado: 7 de junho de 2015
ARTIGOS

o MYTHOS DA RAZÃO ADMINISTRATIVA *
Fernando Guilhenne Tenório**
•... e damo-nos conta, ainda graças a investigações ih
caráter inteiramente diverso, que os mitos são mais
válidos do que os racionalistas têm ousado admitir.• 1

1. Prólogos - Zeus, o deus olímpico; 2. Ágon - Zeus condena
Sísifo; 3. bodos - Sísifo busca uma saída.
A mitologia grega reforçando o caráter mítico das teoriasorganizacionais. "Condenação" das teorias organizacionais pela racionalidade instrumental, enquanto razão
suprema da modernidade.
THE MYTH OF 11ffi ADMINISTRATIVE REASON
This study aims at árawiDg the attention to the "condemnation~ to which organizational
theories - while supreme reason of modernity - have been subjec'.ed by the
instrumentary rationality. Tne avail of Greek mythology as ananalogical element only
strengthens the mythica1 character of organizational theories.

Palavras-coove:
Consciência mítica; organizações; teorias
organizacionais; racionalidade instr.JII1enta1;
racionalidade substantiva; razão administrativa.

1. Prólogos - Zeus, o deus olímpico***
Hesiodo descreve na Teogonía que a origem dos homens e dos deuses é mna só:
uns e outros nasceram de mna só mãe, a Terra,Géia. Como a espécie hmnana, os

* Artigo recebido em out. 92 e aceho em mar. 93.
** Chefe de Departamento de Pesquisa e Publicação da Esco:a Brasileira àe Administração Púbiíca
(EBAP) da Fundação Getulio Vargas - (Endereço: Praia de Botafogo, 190{502 - 22.253-900- Rio
de Janeiro, RJ.)
*** Cena inicial da coméclia grega (Aristofánica) Harvey, Paul. Dicior.ário Oxford de literatura
clássica grega elatina. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, ed., 1987, p.13l.

1

Feyerabend, Paul. Contra o mitodo. Rio de Janeiro, Francisco Aives, 1977, p. 450.

Rev. Adro. púb.,

Rio de Janeiro,

27 (3): 5-14,

jul./set. 1993

deuses gregos pertencem à totalidade do mundo, mas, "Diante dos grandes imortais,
a espécie humana aparece sob o jugo do desvario e oferece o espetáculo de sua
impotência congênita em encontrarrecurso contra o envelhecimento ou remédio
contra a morte. "2 Entretanto, por sua origem comwn, a vida dos homens e a vida
dos deuses são constantemente comparadas; e em toda a tradição desde Homero e
Hesíodo, o gênero de vida dos mortais faz referência ao dos deuses, dos deuses tão
próximos, tão parecidos, que são imaginados como "seres tendo a forma do rebento
humano".3 Os deuses moram noOlimpo, vivem nas alturas, em pleno céu. É um
espaço onde as estações não existem, onde o tempo não muda. Apesar disso, o topo
de uma montanha, por mais elevado, não existe sem ligações com o solo terrestre.
Os deuses vivem nas alturas, mas nwn lugar que é ainda terra.
Entre si, os habitantes do Olimpo formam wna sociedade. Ligados por relações
de parentesco, aliados por casamentos endógamos, constituemum grupo fechado,
grupo em que cada individuo é etenúzado. A estrutura familiar, hierática, gera
relações de força, relações de poder. É nesse ambiente que surge Zeus, representado
na tradição épica como soberano, e tal soberania tem toda uma história. Na mitologia
grega, Zeus é o filho mais novo de Cronos, que ele destronou após wna longa guerra
no monte Olimpo e o substituiu como deus supremo.Depois da guerra, Zeus e dois
de seus innãos dividem o universo: Poseidon ficou com o mar, o mundo subterrâneo
coube a Hades e a Zeus o céu e os fehômenos aUnosféricos. Na realidade, essa
partilha só é equilibrada na aparência. Do alto do céu, Zeus domina. Na qualidade
de pai dos deuses e dos homens - diante de quem não só os deuses, mas também
os mortais compartilham idêntica inferioridade - Zeusnão se considera sujeito a
regras democráticas. É ele quem faz a lei. Atena, sua filha, diz: "é preciso temê-lo,
pois ele castiga, indistintamente, o inocente e o culpado".
O mito é uma lenda que narra a relação dos deuses com a natureza ou, em um sentido
mais amplo, é o significado da relação homem-universo. Neste último caso, a noção de
mito transcende a relação mito-cultura, usada por...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ART
  • Arts
  • Art
  • Art
  • Art
  • Art
  • arts
  • arts

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!