Arquitetura britânica do pós guerra

Páginas: 6 (1323 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014

V. Arquitetura britânica do pós-guerra

A continuidade do urbanismo racionalista
Primeiramente é preciso exaltar o interesse dos experimentos para descongestionar Londres, as chamas new towns (ou novas cidades), operação prepara por Abercombrie e aprovada em 1944, que era baseada no Plano da Grande Londres, e promulgada pelo governo trabalhista, que previa a descentralização do crescimentode Londres e na criação de cidades ao seu redor.
A primeira cidade jardim foi criada em 1903, e para continuar essa tradição entre os anos de 45 e 51 foram criadas as primeiras new towns, inspiradas formalmente na arquitetura sueca, que na época chamava-se nem empirism.
As new towns foram realizadas segundo o método de conhecimento da confiança na tese da cientificidade da arquitetura moderna,em estreita relação com o positivismo da cultura anglo-saxônica e com o predomínio das correntes da filosofia da ciência. O interesse dessa experiência consiste na continuidade das cidades jardim e nas novas propostas do urbanismo racionalista baseadas no planejamento estatal, na segregação de funções, na criação de novas cidades e na importância dos espaços verdes entre as zonas.
Foram 30 anos depratica contínua das new towns, desenvolvidas em três gerações, que geraram residências para aproximadamente dois milhões de pessoas.
A primeira geração das novas cidades obteve criticas, e por isso apresentou-se um novo protótipo que se tratava de criar cidades mais compactas: aumentando densidades, diminuindo distancias e a estruturando em torno de um Civic Center. Na terceira geração das Newtowns foi feito uma maior flexibilidade urbana e uma maior diversidade de tipos de edificações.
A experiência das new towns parte de uma clara contradição e ambigüidade, o idealismo para o futuro e o tradicionalismo da casa unifamiliar com jardim. E isso foi um dos pontos de partida das atitudes criticas dos jovens arquitetos britânicos, que encaravam essa experiência como geradora de novascidades sem alma, sem vida urbana e sem identidade.
A arquitetura do new brutalism
Outro fator do pós guerra mundial britânico é o predomínio da tecnologia e os processos e necessidades em torno da produção da arquitetura.
A insistência no processual, material, pragmático e tecnológico definiu grande parte da arquitetura britânica das ultimas décadas. E também provocou uma certa relação harmônicaentre a política industrial e as aspirações sociológicas. E por esse motivo a arquitetura foi se desenvolvendo entre dois pólos.
Por um lado a arquitetura que se baseava na reinterpretação não romântica da arquitetura vernácula. E por outro lado a tendência da arquitetura hipertecnológica ou high-tech.
Conhecer parte das arquiteturas brutalistas dos anos cinqüenta, especialmente a Escola emHustanton (1949-1977 é fundamental para interpretar obras posteriores.
A escola em Hustanton foi a obra dos Smithson que expressava mais fielmente as idéias chaves do que posteriormente se denominou novo brutalismo. Realizada como uma das conseqüências das formas de Miss Van der Rohe e resolvida por meio de uma planta ordenada e simétrica. No interior do edifício, são os elementos estruturais, deuso e de instalações que, totalmente aparentes e despidos, outorgam qualidade e expressão ao espaço. Nos halls, auditórios, salas de aula e biblioteca predominam os painéis do teto, os condutos da calefação e de escoamento de água, os cabos de eletricidade e as luminárias, e outros elementos técnicos do edifício. Nos lavados, os condutores de água e as peças de porcelana mostram ao máximo a suapresença e seu valor como objeto. É um edifício que se aproxima da estética dos armazéns e das fabricas.
A escola de Hustanton encabeçou uma extensa lista de obras que nos anos cinqüenta desenvolveram as características da arquitetura chamada neobrutalista: a estrutura do edifício aparente, a valorização dos materiais por suas qualidades inerentes e a expressão de cada um dos elementos técnicos....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Arquitetura britânica do pós guerra: new brutalism e urban structuring
  • Arquitetura britânica do pós guerra: new brutalism e urban structuring
  • Arquitetura Britânica
  • Pos guerra
  • Pós guerra e guerra fria
  • Primeira Guerra pós declaração de guerra.
  • Primeira Guerra pós declaração de guerra.
  • Arquitetura pós-moderna

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!