Aps “olhares contextualizados sobre espaços culturais”

Páginas: 5 (1182 palavras) Publicado: 1 de janeiro de 2013
“Olhares contextualizados sobre espaços culturais”

Trabalho de Atividades Práticas Supervisionadas elaborado sob orientação da Professora Eloisa Passos, como exigência parcial da disciplina de Metodologia do Ensino de Artes e Movimento: Corporeidade.


Introdução
O Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) é uma das mais importantes instituições culturais do Brasil. Localiza-se sob amarquise do Parque Ibirapuera, em São Paulo, em um edifício inserido no conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer em 1954 e reformado por Lina Bo Bardi em 1982 para abrigar o museu. É uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, sem fins lucrativos, que tem por objetivo a conservação, extroversão e ampliação de seu patrimônio artístico, a divulgação da arte moderna e contemporâneae a organização de exposições e de atividades culturais e educativas.
O museu foi fundado por Francisco Matarazzo Sobrinho, dito Ciccillo Matarazzo, em 1948, concomitante ao surgimento do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, ambos inspirados pelo Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA) e frutos do ambiente de grande efervescência cultural e progresso socioeconômico que caracterizou oBrasil na década de 1940. Ao longo de sua história, o MAM se notabilizou por sua ativa agenda cultural e por importantes iniciativas voltadas à sedimentação e difusão da arte moderna na sociedade brasileira, nomeadamente a criação da Bienal Internacional de São Paulo. Amealhou também, nos seus primeiros anos, um notável acervo artístico, agregando obras de alguns dos mais relevantes nomes nacionais einternacionais das artes visuais no século XX.
Sucessivas crises institucionais e dificuldades financeiras, entretanto, levaram ao rompimento do fundador com o conselho diretor do museu, resultando na sua extinção temporária e doação de todo o seu patrimônio à Universidade de São Paulo (que o utilizou como acervo base de seu Museu de Arte Contemporânea). O MAM iniciou então um processo dereestruturação e recomposição de seu acervo, hoje focado na arte contemporânea, apesar de sua denominação. Permaneceu, entretanto, como importante referência na vida cultural do país.
O acervo conta hoje com mais de 5.000 peças, a maioria produzida por artistas brasileiros ativos da década de 1960 em diante. Mantém o Jardim de Esculturas, um espaço de 6.000 m2 projetado por Roberto Burle Marx, onde sãoexpostas obras do acervo a céu aberto. Possui uma das maiores bibliotecas especializadas em arte da cidade de São Paulo, com mais de 60.000 volumes, além de um setor de publicações próprias, responsável pela edição de catálogos e pela revista trimestral Moderno. Desde 1969 organiza a mostra bienal Panorama da Arte Atual Brasileira, uma das mais tradicionais exposições periódicas do país eimportante ferramenta para a ampliação do acervo.
Sobre Oswaldo Goeldi
Goeldi nasceu no Rio de Janeiro em 1895. A família muda-se para Belém, no Pará, logo após o seu nascimento, para onde o pai, o naturalista Emílio Goeldi, é enviado com o objetivo de fazer pesquisas em zoologia e botânica. Aos seis anos vai estudar em Zurique. Em 1915, inicia estudos politécnicos, que abandona ao ingressar na Écoled’arts et Métiers, em Genebra, que também abandona. Realiza sua primeira exposição individual em Berna, onde conhece a obra do austríaco Alfred Kubin, que tem fortes ligações com os movimentos expressionistas germânicos.
De volta ao Brasil em 1919, trabalha como ilustrador. Começa a gravar em madeira em 1924. Contribui regularmente para editoras, jornais e periódicos, o que o aproxima do mundoliterário.
Em 1930, lança o álbum Dez gravuras em madeira, prefaciado por Manuel Bandeira, e viaja para a Europa expondo em Berna e Berlim. Retorna em 1932 e faz as primeiras experiências com cor em Xilogravura.
Ganha projeção internacional em 1950, quando participa da 25ª Bienal de Veneza. No ano seguinte recebe o prêmio da Gravura Nacional na 1ª Bienal de São Paulo. Inicia carreira como...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • “Olhares e leituras contextualizados em espaços culturais”
  • OLHARES E LEITURAS CONTEXTUALIZADOS EM ESPAÇOS CULTURAIS
  • Olhares e leituras contextualizados em espaços culturais
  • olhares e leituras contextualizadas em espaços culturais
  • “Olhares e leitura contextualizada no espaço cultural”
  • OLHARES E LEITURAS CONTEXTUALIZADAS EM ESPAÇOS CULTURAIS
  • “OLHARES E LEITURAS CONTEXTUALIZADAS EM ESPAÇOS CULTURAIS”
  • Olhares e leituras contextualizadas em espaços culturais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!