Apropriações clássicas na De Civitate Dei de Santo Agostinho

Páginas: 22 (5338 palavras) Publicado: 8 de agosto de 2013

Apropriações clássicas na De Civitate Dei de Santo Agostinho1

Classical appropriation in De Civitate Dei of Saint Augustine

Marinalva Vilar de Lima2

RESUMO: Em 14 de agosto de 410 Alarico, rei dos visigodos conquistou Roma. Entre 413 e 426 Santo Agostinho (Aurelius Augustinus) escreveu a obra que viria a gozar de enorme influência e recepção: DE CIVITATE DEI, que pode ser pensada emseu duplo fazer-se: tratado teológico e de filosofia da história. É uma obra que comporta as compreensões agostinianas do fim do mundo antigo; os usos que faz das leituras de obras clássicas; a defesa inconteste dos cristãos; e, dentre outros aspectos, a elaboração de uma temporalidade que dista daquela experienciada pela tradição latina. Para Santo Agostinho, além do tempo presente, aquele queexiste sem contestações, há o pretérito, que “já não existe” e o futuro, que “ainda não existe”. De um lado, defende a existência do passado a partir do argumento de que se os fatos desse tempo foram narrados é porque existiram e foram vistos; de outro, argumenta sobre a existência do futuro. Vaticinando o futuro, é que Santo Agostinho constrói a idéia de uma “cidade celeste” ao se deparar em seupresente com uma “cidade terrena”, aos seus olhos depravada, por se constituir de vícios criados da relação entre os homens e um universo vasto de “falsas e enganadoras” divindades. Trata-se da Roma do séc. V, vista por Agostinho como a representação máxima do que era contrário à filosofia, que, então, era por ele edificada: o cristianismo. Promove uma série de inversões de visões de autoresclássicos, como Cícero, Tito Lívio e Platão para, com isso, dá sustentação aos seus argumentos.

ABSTRACT: On 14 august of 410 Alaric, visigoths king conquered Roma. Between 413 and 426 Saint Augustine (Aurelius Augustinus) wrote the book that would bring great influence and reception: DE CIVITATE DEI, which can be thought in his double make it: theological treatise and of history philosophy. Itis a work that involves the Augustinian comprehensions of end to ancient world; the uses that makes of the reading of classic works; the Christians undisputed defense; and, among other things, the distance of temporality preparation from that experienced by the Latin tradition. For Saint Augustine, beyond the present time, that there is no contradiction, exist the past, that "no longer exists" and thefuture, which "does not exist". On one hand, defends the past existence from the argument of facts were reported in this time is because they existed and were seen; on other hand, argues about the future existence. Predicting the future, Saint Augustine constructs the "heavenly city" idea faced to his present with the "earthly city", depraved in their eyes, as it presents the flaws of therelationship created between the men and the vast universe "false and misleading" deities. This is the Rome of the century V, seen by Augustine as the maximum representation of what was contrary to philosophy, which was built by him: the Christianity. Promotes a series of classical authors reversals visions, like Cicero, Titus Livy and Plato thereby gives support to their arguments.

PALAVRAS-CHAVES:História Medieval, Santo Agostinho, Memórias, Culto tradicional, Cristianismo.
Keywords: Medieval history, Saint Augustine, Memories, Traditional cult, Christianity.

É uma Roma, marcada por fortes tensões diante das ações dos “bárbaros”, que sobressai como cenário narrativo das memórias pretéritas agostinianas. Agostinho transforma a cidade num espaço de práticas terríveis, levadas a efeito em umambiente religioso de culto a uma multiplicidade de deuses infiéis. Condição humana dos romanos desde os primeiros fundamentos edificados para o nascimento da cidade. Ao se ocupar da recuperação de feitos grandiosos dos romanos à época da república, como o que desenvolve ao longo de todo o Livro III, mimetiza heróis excelentes que tiveram suas vidas ceifadas pela defesa da pátria; assevera que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trabalho Santo Agostinho e a De Civitate Dei
  • SANTO AGOSTINHO
  • Santo Agostinho
  • Santo Agostinho
  • Santo agostinho
  • Santo Agostinho
  • santo agostinho
  • Santo agostinho

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!