Apontamentos do plano decenal dos direitos humanos da criança e do adolescente 2011 2020

2106 palavras 9 páginas
Componentes: Erick, João Victor, Renan, Patrick W, Caio, Jean
Nº: 19, 26, 41, 39, 47, 24
Turma: 1012

Colégio estadual Jardim Meriti 2011

Trabalho apresentado a disciplina da História, Ministrada pela professora Maria angélica aos alunos do 1º ano da turma 1012

Índice * Introdução (Página 4) * Conclusão (Página 8) * Bibliografia (Página 10) * Anexo (Página 11)

Expansão espanhola
A expansão do comércio europeu, a partir do século XV, impeliu várias nações europeias a empreenderem políticas que visassem ampliar o fluxo comercial como forma de fortificar o estado econômico das nascentes monarquias nacionais. Nesse contexto, a Espanha alcança um estrondoso passo ao anunciar a existência de um novo continente à Oeste. Nesse momento, o Novo Mundo desperta a curiosidade e a ambição que concretizaria a colonização dessas novas terras.

Ao chegarem por aqui, os espanhóis se depararam com a existência de grandes civilizações capazes de elaborar complexas instituições políticas e sociais. Muitos dos centros urbanos criados pelos chamados povos pré-colombianos superavam a pretensa sofisticação das “modernas”, “desenvolvidas” e “civilizadas” cidades da Europa. Apesar da descoberta, temos que salientar que a satisfação dos interesses econômicos mercantis era infinitamente maior que o valor daquela experiência cultural.

Um dos mais debatidos processos de dominação da população nativa aconteceu quando o conquistador Hernán Cortéz liderou as ações militares que subjugaram o Império Asteca, então controlado por Montezuma. Em razão da inegável inferioridade numérica, nos questionamos sobre como uma nação de porte tão pequeno como a Espanha foi capaz de impor seu interesse contra aquela numerosa população indígena.

Para explicarmos essa questão, devemos avaliar uma série de fatores inerentes a essa terrível e violenta experiência que marca o passado americano. Primeiramente, frisamos a superioridade

Relacionados

  • Crack
    1830 palavras | 8 páginas
  • Resenha Critica de Paro
    8095 palavras | 33 páginas
  • Estatuto da criança e adolescente
    11944 palavras | 48 páginas
  • SUBSIDIOS PARA EDUCAÇÃO
    19206 palavras | 77 páginas
  • Serviço social na educação
    19396 palavras | 78 páginas
  • Subsídios Serviço Social na Educação
    22401 palavras | 90 páginas
  • educação religiosa
    11579 palavras | 47 páginas
  • Bullying
    411387 palavras | 1646 páginas
  • Serviosocial 120401122231 Phpapp01
    739516 palavras | 2959 páginas
  • 3 Conhecimentos Pedag Gicos RETIFICADO
    120002 palavras | 481 páginas