Apologia Da Historia

Páginas: 14 (3350 palavras) Publicado: 10 de dezembro de 2013

Apologia da História
ou O Ofício de Historiador






















Indicação Bibliográfica:
Bloch, Marc Leopold Benjamin. Apologia da História ou O ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar / Ed. 2001

Resumo:
Em sua introdução, Marc Bloch deixa claro o que está por vir, partindo do questionamento de uma criança: “Pai,então me explica para que serve a história?”, e da reação que esta ingênua pergunta causa, levando-o a uma reflexão profunda sobre a serventia do estudo da história no mundo. O autor explica sobre a importância do oficio do historiador, as pesquisas (através de muitos exemplos) e abre um espaço para que o leitor o acompanhe e reflita.


Capitulo 1: A história, os homens e o tempo

1. Aescolha do historiador
“Não deixa de ser menos verdade que, face à imensa e confusa realidade, o historiador é necessariamente levado a nela recortar o ponto de aplicação particular de suas ferramentas; em consequência, a nela fazer uma escolha que, muito claramente, não é a mesma que a do biólogo, por exemplo; que será propriamente uma escolha de historiador. Este é um autêntico problema de ação. Elenos acompanhará ao longo de todo o nosso estudo” (pag 52)

O autor explica a questão da reflexão do historiador diante das evidencias dos fatos e como ele os problematiza, no momento de análise.

2. A história e os homens
“Ora, a obra de uma sociedade que remodela, segundo suas necessidades, o solo em que vive é, todos intuem isso, um fato eminentemente "histórico". Assim como asvicissitudes de um poderoso núcleo de trocas. Através de um exemplo bem característico da topografia do saber, eis portanto, de um lado, um ponto de sobreposição onde a aliança de duas disciplinas revela-se indispensável a qualquer tentativa de explicação; de outro, um ponto de passagem onde, depois de constatar um fenômeno e pôr seus efeitos na balança, este é, de certa maneira, definitivamente cedido poruma disciplina à outra.” (pag 53-54)
“Do caráter da história como conhecimento dos homens decorre sua posição específica em relação ao problema da expressão. Será uma "ciência"? ou uma "arte"?”
(...) “. Os fatos humanos são, por essência, fenômenos muito delicados, entre os quais muitos escapam à medida matemática. Para bem traduzi-los, portanto para bem penetrá-los (pois será que se compreendealguma vez perfeitamente o que não se sabe dizer?), uma grande finesse de linguagem, [uma cor correta no tom verbal] são necessárias. Onde calcular é impossível, impõe-se sugerir.” (Pag 54-55)

A primeiro ponto, o autor nos faz entender a história como uma ciência, uma ciência interdisciplinar. Isto é, diz que seu estudo depende de outras ciências importantes para que se firme suas “teorias”. Aoque diz a respeito aos “homens” como objeto da história, ele explica que por mais que venhamos a buscar uma explicação exata por meio de outras ciências, a historia nos permite entendimentos profundos, nos leva onde a lógica não pode alcançar.

3. O tempo histórico
“O historiador não apenas pensa "humano”. A atmosfera em que seu pensamento respira naturalmente é a categoria da duração.Decerto, dificilmente imagina-se que uma ciência, qualquer que seja, possa abstrair do tempo.” (pag 55)
(...)“Ora, esse tempo verdadeiro é, por natureza, um continuum. É também perpétua mudança. Da antítese desses dois atributos provêm os grandes problemas da pesquisa histórica. Acima de qualquer outro, aquele que questiona até a razão de ser de nossos trabalhos. Sejam dois períodos sucessivos,recortados na sequência ininterrupta das eras. Em que medida — o vínculo que estabelece entre eles o fluxo da duração prevalecendo ou não sobre a dessemelhança resultante dessa própria duração — devemos considerar o conhecimento do mais antigo como necessário ou supérfluo para a compreensão do mais recente?]” ( pag 55-56)

Marc Bloch ratifica a história como sendo uma ciência dos homens. Discute sobre...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Apologia da historia
  • Apologia da historia
  • Apologia da Historia
  • Apologia da história
  • Apologia da História
  • Apologia da história
  • apologia da historia
  • APOLOGIA DA HISTÓRIA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!