aph atendimento

Páginas: 10 (2309 palavras) Publicado: 7 de setembro de 2014
ATENDIMENTO INICIAL À VITIMA DE TRAUMA
INTRODUÇÃO
Estabelecer rotina de prioridades no atendimento de urgência à vítima de trauma é fundamental para garantir maiores chances de sobrevida e de diminuir sequelas.
As prioridades no manejo das vítimas de trauma são: vias aéreas, ventilação, oxigenação, controle de hemorragias e perfusão.
1. Controle da cena.
2. Abordagem primária;
3.Abordagem secundária;
4. Sinais vitais;
5. Escala de coma e trauma


CONTROLE DA CENA.

Condições gerais da cena, situação das vítimas etc.


SEGURANÇA DA CENA-
equipe de socorro garante sua própria condição de segurança, a das vítimas e a dos demais presentes.
Se houver risco potencial aos demais presentes na cena do acidente ou risco de novos acidentes, a equipe de socorro deve-seisolar e sinalizar o local.
Lembrar que a proteção da equipe contra doenças potencialmente transmissíveis faz parte dessa etapa inicial. Assim, a utilização de EPI ( luvas, máscaras ou óculos) é fundamental para evitar contato com secreções da vítima.

MECANISMO DE TRAUMA

O socorrista deve examinar as forças envolvidas no acidente e as lesões resultantes da troca de energia, permitindo assim,estimar a gravidade do acidente. Outras informações: presença de vítimas presas nas ferragens, necessidade de veículos de apoio como outras ambulâncias ou equipamentos etc.

Em seguida, aproximar-se da vítima imobilizando sua cabeça com uma das mãos (controle cervical) e identificar-se e perguntar o que aconteceu. Nesse momento, a abordagem primária está sendo iniciada.

ABORDAGEM PRIMÁRIA

Aabordagem primária visa identificar precocemente qualquer prejuízo à oxigenação nos pulmões e á distribuição de oxigênio aos tecidos e seu manejo imediato.
A abordagem primária é realizada em duas fases. Inicialmente, uma fase de avaliação mais rápida que fornece uma impressão geral do estado do paciente e que pode ser completada em 15 a 30 segundos. A finalidade é identificar rapidamente ascondições gerais de respiração, circulação e neurológicas. Além disso, rapidamente se observam hemorragias evidentes e deformidades. Com isso, é possível iniciar o suporte básico de vida, informar à Central de regulação e desencadear recursos de apoio como, por exemplo, acionar o médico para que se dirija o local, aeronaves para transporte etc. Essa fase chama-se abordagem primária rápida.
Asegunda fase é abordagem primária completa, que segue uma sequência fixa de passos, estabelecida cientificamente e de fácil memorização, cuja finalidade é manejar com as alterações encontradas.

Passos:
Avaliação do estado neurológico;
Condição de respiração;
Estado circulatório.
Observação de hemorragias ou deformidades.

Passos a seguir:
Aproximar-se da vítima e imobilizar a cabeça ( controlecervical);
Observar se a vítima está consciente e respirando. Pergunte: “ O que aconteceu?” Uma resposta adequada permite esclarecer que a vítima está consciente, as vias aéreas estão permeáveis, e que respira. Caso não haja resposta (vítima inconsciente), examinar a respiração – se ausente, iniciar as manobras de controle de vias aéreas e a ventilação artificial;
Simultanemente palpar pulsoradial e definir se está presente e a qualidade (normal, muito rápido ou lento). Se ausente, palpar pulso de artéria carótida ou femoral (maior calibre) e, caso confirmado que a vítima esteja sem pulso, iniciar massagem cardíaca externa;
Verificar temperatura, umidade e coloração da pele e enchimento capilar. Palidez, pele fria e úmida e tempo de enchimento capilar acima de dois segundos são sinaisde compromentimento de perfusão/oxigenação dos tecidos (choque hipovolêmico por hemorragia interna ou externa, por exemplo), que exigem intervenção imediata;
Observar rapidamente da cabeça aos pés, procurando por hemorragias pou grandes deformidades;
Repassar as informações para a Central de regulação Médica de Urgência (CRMU).

Em 15 a 30 segundos é possível estimar o risco dessa vítima, a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • APH ATENDIMENTO PRE HOSPITALAR
  • APH
  • Atendimento Pr Hospitalar APH
  • A importância do enfermeiro no Atendimento Pré-Hospitalar (APH)
  • A enfermagem em aph
  • Manual de aph
  • APH
  • manual APH

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!