antropologia

Páginas: 16 (3950 palavras) Publicado: 8 de agosto de 2013
1 INTRODUÇÃO
Escravidão é a prática social em que em que a liberdade individual é tolhida. No mundo contemporâneo frequentemente nos deparamos com diversas situações que manipulam ou cerceiam nossa liberdade individual.
O Trabalho Escravo, infelizmente, ainda é uma triste realidade presente em nossa sociedade. Tratá-lo como assunto ultrapassado é um erro. Sabemos que a lei Áurea, de 13 de maiode 1888, foi um passo importantíssimo para o reconhecimento da ilegalidade do direito de propriedade de uma pessoa sobre a outra, pelo menos no papel. Atualmente encontra-se situações de trabalho escravo no campo, em grandes empresas, envolvendo crianças, entre tantas outras. Porém, a manipulação de nossa liberdade não se restringe apenas a situações laboriosas.
A sociedade é colocada diante deepisódios impositivos do modo “correto” de se vestir, comportar, de cuidar da aparência. Vive-se em uma verdadeira ditadura da beleza. As pessoas nunca gastaram tanto com produtos e serviços estéticos por considerarem-se insatisfeitas consigo mesmas.
É notório que a indústria da beleza não tenha primordialmente o objetivo de cuidar do bem estar ou qualidade de vida das pessoas, afinal, é maiseconomicamente vantajoso criar protótipos do que seja belo, tornando as pessoas literalmente submissas a esses padrões que são impostos pela mídia, construindo uma sociedade altamente consumista e ansiosa. A fuga da realidade é uma consequência comum para aqueles que buscam incessantemente o ideal de beleza apresentado, refletindo em sentimentos de frustração, medo, angústia e insegurança.
A idadetambém não é fator limitante. Muitos fazem do próprio corpo um ídolo, originando um verdadeiro culto ao corpo. Jovens que adquirem transtornos alimentares para conseguir alcançar o conceito pregado pela sociedade do corpo dito como perfeito. Bulimia e anorexia são ocorrências características dos transtornos alimentares. Com a popularização do acesso às cirurgias plásticas de natureza estética, ocorpo ainda nem se formou e já está sendo mudado para atender um padrão de beleza midiático.
A vigorexia também está no elenco das ações de apologia ao culto ao próprio corpo. A busca frenética pela perfeição corporal imposta culmina com o uso indiscriminado de anabolizantes, sem orientação médica adequada, colocando em risco a própria vida.
Por sua vez, com o desenvolvimento tecnológico,surgiram também outros tipos escravagistas: a escravidão pelas marcas, eletrônicos, mundo virtual, redes sociais. As pessoas passaram a ser induzidas a adquirirem o modelo mais novo de determinada marca, passaram a ser dependentes das máquinas, caracterizando outras situações capazes de manipular nossa liberdade.
O presente trabalho se propõe a explanar os principais aspectos de situações de escravidãorecorrentes no mundo atual, seus reflexos para a sociedade e suas origens.
2 TRABALHO ESCRAVO NO CAMPO
O trabalho tem sua compreensão como qualquer atividade física ou intelectual, realizada por um ser humano, tendo como objetivo transformar, fazer ou obter alguma coisa. Na história do homem, o trabalho sempre interagiu de forma especial. A escravidão legalmente foi abolida com o advento daassinatura da lei Áurea, em 13 de maio e 1888. Atualmente a escravidão ainda existe, sob uma perspectiva diferenciada e diretamente conflitando com a legislação trabalhista e com os direitos humanos.
No Brasil, principalmente nas fazendas de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, São Paulo, Pará, Tocantins, Alagoas, Piauí, Maranhão e Ceará existem milhares de trabalhadores que foram iludidoscom a falsa promessa de ganho financeiro e iniciam uma rotina de aquisição de crédito para alojamento, alimentos e outros produtos na mercearia a preços absurdos e se veem endividados sem possibilidade alguma de saldar o débito e sair daquele local. A dívida adquirida com a compra de produtos é uma prisão virtual que se concretiza em pouco tempo, pois se torna impagável e os fazendeiros não...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • o que é antropologia?
  • Antropologia
  • Antropologia
  • antropologia
  • Antropologia
  • Antropologia
  • Antropologia
  • Antropologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!