Antropologia na atualidade uma reflexão crítica

Páginas: 6 (1305 palavras) Publicado: 7 de novembro de 2012
1

ANTROPOLOGIA NA ACTUALIDADE: UMA REFLEXÃO CRÍTICA Neste ensaio pretende-se distinguir os conceitos de etnografia, etnologia e antropologia e a sua utilização em países como a França, Grã-Bretanha e Estados Unidos, assim como explicar qual o objecto de estudo da antropologia segundo Marc Augé e as razões da mudança que levaram a uma alteração no objecto de estudo. Por fim, defende-se avalidade da alteração do objecto de estudo da antropologia. O texto em análise reflecte a incerteza que impera no senso comum sobre os conceitos, principalmente, de etnologia e antropologia, assim como a delimitação do objecto de estudo desta última. Pretende, em suma, legitimar a validade de uma ciência - a antropologia - nos dias de hoje. De facto, a imprecisão dos conceitos deve-se, sobretudo, àhistória e tradições científicas dos países dos países onde esta disciplina teve o seu maior desenvolvimento: Grã-Bretanha, Estados Unidos e França. Assim, na Grã-Bretanha, o termo etnologia, foi utilizado inicialmente e durante muito tempo, para incluir "os estudos sintéticos e as conclusões teóricas elaboradas a partir de documentos etnográficos orientados em particular para os problemas de origens,de reconstituição do passado, de contactos, de difusão" (SANTOS, 2002:51), pelo que o estudo destes problemas deveria constituir um domínio à parte da antropologia social e cultural. Entretanto, em França, o mesmo termo foi utilizado inicialmente como um sinónimo de antropologia física, tendo vindo a aproximar-se o seu conteúdo daquilo que se designava nos países anglo-saxónicos por antropologiasocial. Nos últimos anos, termo etnologia tem vindo a ser substituído gradualmente pelo de antropologia social. Relativamente ao termo antropologia, este foi utilizado pela Grã-Bretanha e Estados Unidos com o mesmo sentido que os franceses davam ao vocábulo etnologia, embora também aqui as perspectivas sejam diferentes entre si. Efectivamente antropologia social para os britânicos, tal como para osfranceses, diz respeito à compreensão dos fenómenos sociais, enquanto os norteamericanos prefiram dar mais enforque à vertente cultural desses mesmos fenómenos. As razões desta abordagem diferente residem na história destes países: enquanto a GrãBretanha foi uma grande potência colonizadora e lhe interessava perceber os povos que colonializava "no sentido de harmonizar, o mais possível, a práticado direito privado com o direito colonial" (SANTOS, 2002:52), aos Estados Unidos interessava a "complexidade das descontinuidades culturais internas e as suas relações com o fundo cultural comum americano" (SANTOS, 2002:52), já que na génese da formação daquele país estão numerosas minorias culturais (melting pot). Não obstante esta diferença de perspectiva, os anglo-saxões distinguiramclaramente etnologia de antropologia. Para eles, a etnologia procede a uma comparação e a uma classificação cultural

2

dos povos (classificação essa não dos tipos sociais mas de difusão e de origem do fenómenos culturais), enquanto a antropologia consiste no estudo das práticas sociais (família, relações de parentesco, organização política...). Mas então o que distingue etnografia, etnologia eantropologia? De acordo com o que é proposto por Claude Lévi-Strauus (1970), a etnografia corresponde a uma primeira etapa: à observação e à descrição, em suma, ao trabalho de campo, cujo resultado corresponde uma monografia sobre um grupo restrito. Segue-se-lhe a etnologia, que "representa o primeiro passo em direcção à síntese" (LÉVI-STRAUSS, 1970). Sem excluir a observação, a etnologia tende paraconclusões suficientemente extensas, ela compreende a etnografia como o seu passo preliminar e constitui o seu prolongamento. A antropologia, será, por fim, “uma segunda e última etapa da síntese, tomando por base as conclusões da etnografia e da etnologia” (idem). Clarificados os conceitos e de volta ao texto de Marc Augé, importa registar a sua opinião sobre o objecto de estudo actual da...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • REFLEXÃO CRÍTICA SOBRE AS REFRAÇÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO PASSADO EXTRAPOLANDO NO CONTEXTO DA ATUALIDADE
  • Reflexão crítica sobre as refrações da questão social no passado extrapolando no contexto da atualidade.
  • REFLEXÃO CRÍTICA SOBRE AS REFRAÇÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO PASSADO EXTRAPOLANDO NO CONTEXTO DA ATUALIDADE
  • REFLEXÃO CRÍTICA SOBRE AS REFRAÇÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO PASSADO EXTRAPOLANDO NO CONTEXTO DA ATUALIDADE
  • REFLEXÃO CRÍTICA SOBRE AS REFRAÇÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO PASSADO EXTRAPOLANDO NO CONTEXTO DA ATUALIDADE
  • REFLEXÃO CRÍTICA SOBRE AS REFRAÇÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO PASSADO EXTRAPOLANDO NO CONTEXTO DA ATUALIDADE.
  • Reflexão critica
  • reflexão critica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!