Antígona e a problemática ética contemporânea

Páginas: 17 (4075 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2014
ANTÍGONA E A PROBLEMÁTICA ÉTICA CONTEMPORÂNEA
Vincenzo Di Matteo∗
De todas as obras primas da antiguidade
e do mundo moderno que conheço (e conheço-as quase todas, assim como cada um de nós pode e deve
conhecê-las),
Antígona parece-me a mais perfeita e a mais reconciliante.
(HEGEL, 1993, p.658)

Sobre a Antígona de Sófocles, uma tragédia perpassada por uma problemática política,
ética,religiosa, de gênero e até ontológica, se debruçaram inúmeros pensadores de várias
áreas e épocas.1 Só para ficar nos últimos dois séculos, basta lembrar filósofos como Hegel
(1988; 2002), Kierkegaard, Heidegger (1997), Ricoeur (1991), Derrida (1974); teólogos
(Bultmann), poetas (Hölderlin, 1965) e dramaturgos (Anhouil, 1996; Brecht, 1993). Mais
recentemente, na onda da emancipação da mulher ede sua inserção na vida pública,
surgiram releituras feitas por mulheres tais como as de Nussbaum (1986) e Zambrano
(1995, 1997). Aqui no Brasil, se destaca a pesquisa de Kathrin Rosenfield (2000, 2002,
2005) que explora a figura institucional do epiclerado no confronto pela legitimidade do
poder entre Creonte e Antígona.2 Na primavera de 2000, se realizou, na Universidade de
Roma “LaSapienza”, um Seminário dedicado às relações entre o trágico e a filosofia, tendo
3

como objeto privilegiado de reflexão a tragédia de Sófocles Antígona.
Se Antígona continua a fascinar a todos é porque, a despeito do mudado quadro cultural e
religioso na qual foi concebida, ainda fala de problemas ligados à condição humana em
geral e também à nossa realidade histórico-cultural. Basta lembrar arecusa por parte de
várias cidades alemães, em 1977, de sepultar os corpos – „suicidados‟ (?) na prisão, do
grupo terrorista Baader-Meinhof4 ou o movimento das „loucas‟ mães argentinas da Praça de
Maio, exigindo que os filhos desaparecidos no período da ditadura militar aparecessem
vivos ou que recebessem uma sepultura digna. (Cf. Faigenbaum; Zanger, 1999), sem
esquecer – na época da ditaduramilitar- o exemplo de mães brasileiras, como o de Zuzu
Angel transposto em filme ultimamente.
Diante, porém de tantas e variadas interpretações resta sempre a necessidade de voltar ao
texto grego, se possível, a uma “Antígona sem explicações” (SANTOS, 2005). Ao mesmo
tempo é preciso reconhecer que “a” interpretação não existe, como nem existe uma tradução
consensual.6 O texto do século V a. C.não pertence mais a seu autor e aos gregos atenienses
seus contemporâneos. Antígona é dos leitores de todos os tempos que reinterpretam a
poderosa e sombria descrição da condição humana a partir do próprio contexto cultural e de
referenciais teóricos novos, evidenciando a fecundidade inesgotável do mito. É o que
tentaremos realizar nesta breve comunicação, aproximando épocas e espaçosgeográficos distantes e diferentes - na tentativa de lançar uma ponte entre o texto do séc. V a.C. e nossa
realidade contemporânea.
Os contextos culturais
Antígona é uma peça escrita e encenada pela primeira vez na segunda metade do séc. V, um
século de profundas mudanças e grandes eventos históricos para os gregos em geral e os
atenienses em particular.
De um ponto de vista político-militar oséculo se abre com duas guerras que mobilizaram as
principais polis gregas, especialmente Atenas e Esparta, para fazer frente às tentativas de
expansão imperialista do poderoso exército persa. Saídas vencedoras na primeira parte do
século V, na secunda, as cidades se envolvem numa guerra intestina e fratricida. A guerra
do Peloponeso (429-404) termina com a derrota ateniense. Não demora muito tempoe
Esparta perderá sua hegemonia para Tebas e essa para o rei Filipe da Macedônia, abrindo as
portas para a aventura militar de Alexandre. Surge o que pode ser considerada uma primeira
experiência de globalização cultural – o Helenismo – mesmo que restrito ao sul da Europa
(Macedônia e Grécia), norte da África (Egito), Oriente médio (da atual Turquia ao Irã).

Sófocles, não presenciou...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Problemática da ética
  • Antígona e a política contemporânea
  • Ética Contemporânea
  • Etica contemporânea
  • Etica contemporanea
  • Ética contemporânea
  • ética contemporânea
  • Etica contemporanea

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!