Ansiedade e coping em adolescentes

Páginas: 14 (3272 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
1º Ano de Mestrado Integrado em Psicologia





Métodos de Investigação I

Relatório



Ansiedade e Coping em adolescentes













Docente: Maria João Pinheiro Morais Gouveia



Discentes: Turma 421738 Natacha Bhanji

21739 Raquel Margarido

21740 Marta Pequito

21778 Raquel Catarino

21885 Zuleyde Carneiro

ISPA – 2012/13ENQUADRAMENTO TEÓRICO

Introdução

O ser humano é um ser social e portanto está em constante interacção com os outros. Essa interacção, impele para a necessidade de que, numa sociedade, haja um conjunto de regras sociais com vista a achar um equilíbrio na vida em conjunto. Sendo assim, somos constantemente influenciados por estímulos exteriores cujas consequências podem ser negativas oupositivas. No primeiro caso, o indivíduo pode deparar-se com stress e assim ser obrigado a lidar com situações stressantes. Ao lidar com este tipo de situações, o mesmo pode fazer uso do Coping.
De acordo com o Dicionário de Psicologia (2001), o Coping pode ser definido como: “conjunto de estratégias às quais o indivíduo recorre para fazer frente a uma solicitação externa ou interna avaliadacomo constrangedora. As estratégias para fazer frente a esse tipo de solicitações têm por objectivo restabelecer o controlo da situação considerada como stressante […]”.Várias pesquisas têm sido feitas em torno desta temática, desde o motivo que desencadeia os mecanismos de defesa utilizados (internos e inconscientes ou externos e ambientais), até à influência que a personalidade do indivíduo podeexercer - “utilizador” do Coping - (Antoniazzi, Dell’Aglio & Bandeira, 1998).É importante referir que, o tipo de estratégias das quais o indivíduo faz ou vai fazer uso, depende da sua personalidade, da sua vivência ou da sua percepção do mundo. Isto faz com que o mesmo seja activo relativamente a uma situação de desconforto pois emite uma reposta – mesmo que muitas vezes não seja perceptível(Alves & Oliveira, 2008). Folkman & Lazarus (1980) citado por Antoniazzi et al (1998), classificaram o Coping em duas categorias funcionais: Coping focado no problema e Coping focado na emoção. Em ambos os casos, as estratégias utilizadas visam a utilização de esforços cognitivos e comportamentais o que diferencia é que na segunda categoria, os mecanismos de defesa procuram lidar com os sentimentos dedesconforto causados pelo stress e, na primeira categoria, os mecanismos de defesa procuram, lidar com a situação que motivou o stress (Borges, Manso, Tomé & Matos, 2008).
Para além do stress, a ansiedade também está associada ao Coping uma vez que, também pode desencadear situações desagradáveis. Esta caracteriza-se por ser um estado emocional que suscita sensações subjectivas (na suamaioria desagradáveis) manifestadas pelo organismo (Salles & Silva, 2011). Por um lado, a ansiedade muitas vezes é vista como um problema de saúde mental pois, quando muito intensificada, pode desencadear outras doenças. Mas, por outro lado, esta é comum entre os seres humanos e portanto nem sempre é um problema de saúde mental, muito pelo contrário, pode ser uma reacção normal perante inúmerassituações. Faz parte da experiência humana especialmente na fase da adolescência.
Esta fase é conhecida pela transição da infância para a fase adulta e pelas mudanças neuro-endocrinológicas da puberdade que estariam na base da turbulência deste período. Alguns investigadores acreditam que, apesar dessas mudanças neuro-endocrinológicas, elas não são o factor que desencadeia essa tensão; o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ansiedade em adolescentes
  • Minimização da ansiedade do adolescente custodiado
  • Transtorno de ansiedade social: os prejuízos na vida de um adolescente.
  • Coping
  • Coping
  • 02 Ansiedade No Tratamento Odontologico Estudo Exploratorio Com Criancas E Adolescentes De Um
  • coping
  • ansiedade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!