Anatomia do Racismo Ambiental

Páginas: 14 (3440 palavras) Publicado: 7 de agosto de 2013
A anatomia do racismo ambiental e o movimento por justiça ambiental*
Robert D. Bullard
O tema do racismo ambiental aparece incialmente nos Estados Unidos e vem se
espalhando por outros países na África e na Ásia. No Brasil, ONGS e entidades
sindicais ainda estão iniciando este debate e, para fornecer subsídios à sociedade, o
Projeto Meio Ambiente e Democracia, do Instituto Brasileiro deAnálises Sociais e
Econômicas (Ibase), em conjunto com com a Central Única dos Trabalhadores do
Rio de Janeiro (CUT/RJ) e o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e
Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ippur/UFRJ) e o apoio da
Fundação Heinrich Böll, publicaram a série "Sindicalismo e Justiça Ambiental", três
cartlhas com textos sobre poluição industrial e estudos de caso. Otexto abaixo,
sobre racismo ambiental, foi publicado originalmente em um dos volumes e conta a
experiências de comunidades não-brancas americanas contra a exposição excessiva
à materias poluentes.
As comunidades não são, todas elas, criadas de forma igual. Nos Estados Unidos,
por exemplo, algumas comunidades são rotineiramente intoxicadas enquanto o
governo finge ignorar. A legislaçãoambiental não tem beneficiado de maneira
uniforme todos os segmentos da sociedade. As populações não-brancas (afroamericanos, latinos, asiáticos, povos das ilhas do Pacífico e povos indígenas
americanos) têm sofrido, de modo desproporcional, danos causados por toxinas
industriais em seus locais de trabalho ou nos bairros onde moram. Estes grupos
têm de lutar contra a poluição do ar e daágua--subprodutos de aterros sanitários
municipais, incineradores, indústrias poluentes, e tratamento, armazenagem e
vazadouro do lixo tóxico.
Por que algumas comunidades se tornam "depósitos de lixo" enquanto outras não?
Por que a legislação ambiental é rigidamente aplicada em algumas comunidades e
não em outras? Por que alguns trabalhadores têm a saúde protegida das ameaças
ambientais enquanto outros(como os trabalhadores temporários do campo)
continuam sendo intoxicados? Como inserir questões de justiça ambiental nas
campanhas por proteção ambiental? Que mudanças institucionais habilitariam os
Estados Unidos a se tornarem uma sociedade justa e sustentável? Que estratégias
de organização comunitária podem ser efetivas contra o racismo ambiental? Estas
são algumas das questões tratadas aseguir.

Um

dos

volumes

da

série

"Sindicalismo e Justiça Ambiental".

Colonialismo tóxico no exterior
Para entender a crise ecológica mundial, é importante compreender que a
intoxicação sofrida por afro-americanos no Centro-Sul de Los Angeles e por
mexicanos nas montadoras da fronteira dos EUA têm suas raízes no mesmo
sistema de exploração econômica, opressão racial edesvalorização da vida
humana. A busca por soluções para problemas ambientais e por caminhos para
alcançar o desenvolvimento sustentável nos Estados Unidos tem implicações
consideráveis para o movimento ambientalista mundial.
Hoje, mais de 1900 maquiladoras, fábricas de montagens geridas por americanos,
japoneses e outras nacionalidades estrangeiras, estão sendo instaladas ao longo
das 2 mil milhasda fronteira Estados Unidos-México. Estas fábricas utilizam mãode-obra mexicana barata para montar produtos a partir de componentes e
matérias-primas importados que, depois, serão embarcados de volta para os
Estados Unidos. Quase meio milhão de mexicanos trabalham nas maquiladoras,
recebendo uma remuneração média diária de US$3,75. Enquanto estas fábricas
abrem oportunidades de emprego, apesarde subremunerado, elas agravam o nível
de poluição local provocado pela superpopulação das cidades da fronteira, pelo
escoamento para as redes de esgoto e água e pela redução da qualidade do ar.
Tudo isto compromete a sáude dos trabalhadores e habitantes das comunidades
próximas.

O

departamento

mexicano

de

controle

ambiental

tem

poucos

funcionários e é mal...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RACISMO AMBIENTAL
  • Racismo Ambiental
  • Resenha Racismo Ambiental
  • Conceito de Racismo Ambiental
  • Racismo
  • racismo
  • racismo
  • Racismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!