Analise De Filmes

Páginas: 20 (4905 palavras) Publicado: 27 de abril de 2015
Análise de Filmes - conceitos e metodologia(s)
Manuela Penafria*
VI Congresso SOPCOM, Abril de 2009
Índice
1. O que é a análise de filmes e para que
serve?
2. Como analisar?
3. Bibliografia

1
5
9

Resumo
O texto procura reflectir sobre a actividade
de análise de filmes, em especial o seu papel
nos discursos sobre cinema e discutir possíveis metodologias para essa mesma actividade.

1.

O que é aanálise de filmes e
para que serve?

Aparentemente, a análise de filmes está
presente em vários discursos sobre os filmes,
sejam eles de carácter mais publicitário, um
mero comentário, um discurso monográfico
ou mesmo um estudo académico. À partida,
um qualquer discurso sobre um determinado
filme fará algum tipo de análise. E o discurso
mais visível é o da crítica de cinema, diariamente publicadaem jornais e revistas. Numa
*

Doutorada
em
Ciências
da
Comunicação/especialidade Cinema, pela Universidade
da Beira Interior.

primeira abordagem, a análise aparenta ser
uma actividade banal que pode ser praticada
por qualquer espectador sem que o mesmo se
veja obrigado a seguir um determinado enfoque ou uma determinada metodologia. Perante a profusão de discursos sobre os filmes
é imperativo,desde já, distinguir a análise da
crítica.
Analisar um filme é sinónimo de decompor esse mesmo filme. E embora não exista uma metodologia universalmente aceite
para se proceder à análise de um filme (Cf.
Aumont, 1999) é comum aceitar que analisar implica duas etapas importantes: em
primeiro lugar decompor, ou seja, descrever
e, em seguida, estabelecer e compreender as
relações entre esses elementosdecompostos,
ou seja, interpretar (Cf. Vanoye, 1994). A
decomposição recorre pois a conceitos relativos à imagem (fazer uma descrição plástica
dos planos no que diz respeito ao enquadramento, composição, ângulo,...) ao som (por
exemplo, off e in) e à estrutura do filme
(planos, cenas, sequências). O objectivo da
Análise é, então, o de explicar/esclarecer o
funcionamento de um determinado filme epropor-lhe uma interpretação. Trata-se, acima de tudo, de uma actividade que separa,
que desune elementos. E após a identificação
desses elementos é necessário perceber a ar-

2

ticulação entre os mesmos. Trata-se de fazer uma reconstrução para perceber de que
modo esses elementos foram associados num
determinado filme. Não se trata de construir
um outro filme, é necessário voltar ao filme
tendoem conta a ligação entre os elementos encontrados. O filme é o ponto de partida para a sua decomposição e é, também, o
ponto de chegada na etapa de reconstrução
do filme (Cf. Vanoye, 1994). Este segundo
movimento em direcção ao filme evita cair
em interpretações/observações despropositadas ou pouco pertinentes.
Já a crítica tem como objectivo avaliar, ou
seja, atribuir um juízo de valor a umdeterminado filme - trata-se de determinar o valor de um filme em relação a um determinado fim (o seu contributo para a discussão de
um determinado tema, a sua cinematografia,
a sua beleza, a sua verdade, . . . ). Este tipo
de discurso não é pois uma análise propriamente dita, mas poderá beneficiar do trabalho de análise que consideramos anterior a uma atribuição de um juízo de valor.
Ou seja,consideramos que a atribuição de
um juízo de valor deverá ser suportada por
uma decomposição do filme em causa. E a
nosso ver, a crítica de cinema encontra-se
algo afastada dessa actividade que poderia
servir-lhe de suporte e dar-lhe uma maior
consistência de discurso: a análise. Não raro,
a crítica de cinema utiliza frases feitas que
poderiam ser aplicadas a outros filmes que
não os criticados. O maisdas vezes, a crítica
coloca de lado as características singulares
e a especificidade de cada um dos filmes. O
discurso crítico encontra-se carregado de adjectivos que, no nosso entender, poderiam ser
aplicados a filmes indiferenciados. De uma
recolha a criticas de cinema recentes destacamos os seguintes exemplos e que confir-

Manuela Penafria

mam esta nossa posição a respeito da crítica...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!