“ANALISE AMBIENTAL POR GEOPROCESSAMENTO DO PARQUE PALEONTOLÓGICO DE SÃO JOSÉ DE ITABORAÍ, MUNICÍPIO DE ITABORAÍ (RJ): UMA CONTRIBUIÇÃO AO TURÍSTICO CIENTÍFICO”

Páginas: 8 (1854 palavras) Publicado: 9 de agosto de 2013
INTRODUÇÃO
O relatório tem como finalidade apresentar as atividades realizadas pelo bolsista Matheus de Almeida Garcia, no Laboratório de Geoprocessamento Aplicado (LGA), entre os meses de agosto de 2006 e janeiro de 2007. As atividades são relacionadas ao projeto “ANALISE AMBIENTAL POR GEOPROCESSAMENTO DO PARQUE PALEONTOLÓGICO DE SÃO JOSÉ DE ITABORAÍ, MUNICÍPIO DE ITABORAÍ (RJ): UMACONTRIBUIÇÃO AO TURÍSTICO CIENTÍFICO”, projeto vinculado a linha de pesquisa de Geologia Ambiental.
Tem-se como meta fundamental, atualizar a base de dados georreferenciada do Parque Paleontológico de São José de Itaboraí, BDG/PPI, o que por sua vez irá permitir subsidiar um elenco de avaliações sobre questões ambientais mais pertinentes e estratégicas do referido parque, conforme o seu perfil ambiental. Nocaso do presente estudo, foi selecionada a questão relativa a definir por geoprocessamento, as áreas que apresentam potencial para desenvolver e explorar racionalmente o turismo científico. Os tópicos deste relatório parcial são assim resumidos:
Aquisição de dados e informações; Complementação da BDG/PPI e sua atualização; Apresentação e análise ambiental da BDG.

JUSTIFICATIVA
No presentetrabalho não existia nenhum tópico que justificava o porquê daquela pesquisa estar sendo realizada.
Seria de grande importância se o autor tivesse elaborado esta justificativa, pois esta destacaria a relevância e o porquê tal pesquisa estava sendo realizada, sendo este, o momento em que se tenta convencer com argumentos sólidos que a proposta ou projeto merece ser realizado. Dessa forma, ajustificativa deverá exaltar a importância do tema a ser estudado e a necessidade de se levar adiante tal empreendimento.

OBJETIVO
O primeiro levantamento diagnosticado será armazenado no Programa VICON/SAGA – Sistema de Vigilância e Controle Ambiental, em segundo momento, será utilizado para fins de apoiar diretamente nas subsequentes avaliações ambientais dirigidas às questões sobre oturismo-científico.
Apresentar os mapas básicos temáticos ou planos de informação da base de dados georreferenciada atualizada.
Fazer a análise ambiental temática dos mapas já prontos usando a metodologia de Goes (1994).
Realizar assinatura ambiental das categorias Geologia e Geomorfologia para fins turísticos, usando o programa SAGA/UFRJ.
Apresentar fotografias convencionais registrando os aspectosgeológicos e geomorfológicos para fins de turismo científico.

METODOLOGIA
A tecnologia desenvolvida segue todo um fluxograma operacional da estrutura metodológica do software SAGA/UFRJ (Sistema de Análise Geoambiental). Em seu primeiro módulo, relativo à criação da base de dados georreferenciada, foi gerada a BDG/ITABORAÍ, constituída por quatro mapas básicos temáticos. Entre estes destacamos parafins de interpretação os mapas de GEOLOGIA E GEOMORFOLOGIA. Estes mapas foram analisados em suas categorias usando o programa Assinatura Ambiental. Posteriormente, na apresentação do relatório final serão mostrados os produtos relativos às avaliações das questões ambientais sobre o turismo científico.
Portanto, para o desenvolvimento desta pesquisa aplicada a uma questão ambiental que se refleteno Parque Paleontológico de Itaboraí, foram desenvolvidas as seguintes fases operacionais:
• Aquisição de dados e informações
• Complementação e atualização da BDG/PPI
• Análise ambiental temática dos mapas da BDG
• Levantamento das assinaturas ambientais
• Avaliação das áreas com potencial para o turismo científico

PERFIL AMBIENTAL DA ÁREA
A área de estudo, posiciona-se geograficamenteno estado do Rio de Janeiro, no município de Itaboraí, distrito de Cabuçú localizado especificamente no Povoado de São José, cujas coordenadas Geográficas, são 22°50’15” de Latitude Sul e 42°52’21” de Longitude Oeste.
A origem desta bacia relaciona-se aos movimentos tectônicos iniciados há aproximadamente 80 milhões de anos, com um amplo soerguimento da borda do continente, desde o Paraná...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Parque paleontologico são josé itaboraí
  • Análise urbana do municipio de sao francisco de itabapoana-rj
  • Itaboraí
  • UMA CONTRIBUIÇÃO PARA MANEJO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
  • O Programa Mais Educação no Município de Itaboraí: da implantação a atualidade induzido a implantação da Educação...
  • LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE UM EMPREENDIMENTO TURÍSTICO EM ZONA RURAL NO MUNICÍPIO DE VASSOURAS
  • Itaboraí
  • CONCEITOS DE COMPOSTAGEM E A REALIDADE AMBIENTAL NO MUNICIPIO DE PETROPOLIS-RJ.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!