An Lise

Páginas: 7 (1605 palavras) Publicado: 29 de março de 2015
Doane Braga de Carvalho
(Universidade Federal de Rondônia)






Análise do romance Balada de amor ao vento de Paulina Chiziane















09 de dezembro de 2014.

Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar o romance Balada de Amor ao Vento da escritora moçambicana Paulina Chiziane que enfatiza a distinção de gênero. O romance traz a história de amor entre Mwando e Sarnau, que representaas tensões culturais e religiosas da sociedade moçambicana. Por Mwando e Sarnau serem de religiões diferentes, eles não poderiam se casar, ele era católico e só poderia ter uma esposa que acabou sendo escolhida pela família, e Sarnau foi escolhida para ser a primeira mulher de Nguila, o herdeiro de Mambone. Em Moçambique a poligamia não é crime, o rei podia ter outras mulheres e a sua esposateria que aceitar e não ter ciúmes, pois seria uma ofensa para o mesmo. Paulina Chiziane descreve o papel feminino em uma sociedade africana patriarcal, mostrando em detalhes a realidade vivida por muitas mulheres moçambicanas.
Palavras-chave: Moçambique, romance, gênero.


















Introdução
O objetivo deste estudo é analisar o romance Balada de amor ao vento a primeira publicação de PaulinaChiziane. Ela nasceu em Gaza no dia 4 de julho de 1955, na vila Manjacaze, Moçambique. Na juventude participou ativamente da FRELIMO1. Deu início às suas atividades literárias em 1984, sendo o Balada de amor ao vento, sua primeira obra. A crítica literária a aponta como a primeira mulher moçambicana a escrever um romance, mas a autora se considera uma contadora de histórias e não uma romancista,pelo fato de se inspirar nos contos em volta da fogueira, o que a escritora considera como primeira escola de arte. No primeiro romance de Paulina, percebemos sua discussão e preocupação sobre alguns problemas políticos, culturais e religiosos de Moçambique.
O romance Balada de amor ao vento nos mostra a grandeza de uma das muitas religiões do continente africano. Paulina Chiziane descreve o papelfeminino em uma sociedade africana patriarcal, onde as mulheres têm que cozinhar, lavar e ainda serem submissas ao homem. Mulheres não podiam saber de assuntos masculinos como podemos ver no trecho:
– Dissiparam-se-me as dúvidas. Era mesmo daquele rapaz que os velhotes falavam ontem à noite e eu, curiosa, ouvi tudo. Se eles descobrirem que escutei vão castigar-me à larga, pois em coisas de homensas mulheres não se podem meter. (CHIZIANE, 2003, p. 16)
Nesta parte, Sarnau está atrás de saber quem é Mwando.
A narrativa que possui vinte capítulos, que foram elaborados de forma independente, nos leva profundamente à história de Mwando, Sarnau e o rei de Mambone. O romance também dá muito valor à forma com que as palavras são ditas, mostrando a que foi passada de geração em geração, fazendopermanecer na cultura moçambicana, apesar de terem sido colonizados por portugueses. Paulina Chiziane não se considera romancista e, sim, uma contadora de histórias. Quem narra o romance é Sarnau, ela nos aproxima da natureza, descrevendo as paisagens de acordo com o que estava se passando ou de como estava seu estado de espírito. Quando Mwando, que estudava para ser padre, e Sarnau têm o seuprimeiro contato sexual, a narradora mostra a aproximação e a forma que a natureza age enquanto eles estão ali:
Emudecemos de repente. As mãos encontraram-se. Veio o abraço tímido. Trocamos odores, trocamos calores. Dentro de nós floresceram os prados. Os pássaros cantaram para nós, os caniços dançaram para nos. O céu e a terra uniram-se ao nosso abraço e empreendemos primeira viagem celestial nas asasdas borboletas. (CHIZIANE, 2003, p. 20)
E ainda:
A maçã era ainda verde, por isso arrepiante. Trincou um pouco e não me pareceu muito agradável; senti o doce-amargo das pevides e polpa e, lá do meu fundo, escorreu um fio de sangue que as águas do Save lavaram. Mwando deu o primeiro golpe. Os nossos sangues uniram-se. Neste momento os defuntos que estão no fundo do mar festejam, porque eu hoje...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • AN LISE E
  • An Lises
  • An Lise
  • Exp3 An Lise De Malhas E An Lise Nodal
  • AN LISE BIBLIOGRAFICA 2
  • O Monge E O Executivo An Lise
  • An Lises CRM
  • An Lise De Uma Obra

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!