Análise do filme doze homens e uma sentença

Páginas: 5 (1079 palavras) Publicado: 21 de setembro de 2011
INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - ITPAC

Análise do filme Doze Homens e uma Sentença

Araguaína setembro/2011

Leonardo Braga Duarte

Análise do filme Doze Homens e uma Sentença.

Professor orientador: Rodrigo Éder Zambam

Araguaína Setembro/2011

Análise do filme Doze Homens e uma Sentença

O filme acompanha um júri composto de doze homens que devem julgar umjovem acusado de ter assassinado seu próprio pai. Para o veredicto final o juiz de forma clara orienta que a votação tem que ser unânime e, se for considerado culpado, a lei determina para estes casos que o réu seja condenado à morte. O que o juiz quis dizer é muito simples: precisa-se ter certeza para se condenar ou absolver um indivíduo, para que não se cometa injustiças e condene-se um inocenteou se absolva um culpado. Ambos os veredictos seriam injustos: a condenação injusta, seria cruel para com o réu, ao lhe ser privado o direito de viver, por um crime que ele não foi responsável; já a absolvição indevida seria injusta para com a sociedade.Para tanto é necessário que os jurados se certifiquem de todas as circunstâncias ocorridas e os seus respectivos agravantes, que observematentamente todas as provas e analisem com muito critério todos os testemunhos e indícios, o que, em essência, traduz-se por ser uma análise hermenêutica. Não caberá ao júri proceder uma análise de um texto, ou de um livro, mas sim de um processo judicial, onde caberá aos jurados decidir e exprimir um veredicto final quanto à culpa ou inocência do jovem acusado e, se tratando deste Tribunal, esta sentençaserá proferida pelo juiz, com base no veredicto do juri, que poderá definir pela pena de morte. Ao adentrar à sala do juri, os doze jurados iniciaram o procedimento padrão, quando fizeram uma votação preliminar, antes mesmo de discutir quaisquer aspectos, apenas para conhecer a idéia prévia de cada um e, somados, de todos eles, no seu conjunto. E para espanto dos outros onze jurados surge umasurpresa não esperada, quando apenas um deles declarou entender ser inocente o réu. E, em seguida, fez este jurado questão de dizer que ele não tinha certeza da inocência do réu; mas que também não estava convicto quanto a sua culpa, pelo assassinato. O “jurado número 8” (Aquele que discorda de todos os outros) apresenta aos demais onze membros do juri a necessidade de se analisar com mais cautelacada uma das provas apresentadas pela promotoria, cada detalhe dos depoimentos prestados por

cada uma das testemunhas, cada um dos fatos, objetos e circunstâncias ligadas à cena do crime, ao ambiente próximo e interligado à esta cena, além de detalhes mínimos e específicos, particulares e individuais, ligados às próprias testemunhas. E eles se lançam a fazê-lo, passo a passo.

Discutiu-sesobre o tempo em que o trem levava para passar, provocando um imenso barulho, capaz o suficiente de impedir ser crível que uma das testemunhas pudesse assegurar, com certeza, que realmente ouviu ser a voz do réu ameaçar o próprio pai de morte; questionou-se a alegação da promotoria, quanto a questão de ser incomum a faca usada para o crime, baseando-se esta alegação no fato de na loja em que a vítimaadquiriu a faca, aquela ser a última do estoque daquela loja, quando o “jurado número 8” consegue provar que o mesmo modelo de faca existia em uma outra loja do mesmo bairro; buscou-se reconstituir o tempo necessário para amparar ou negar a alegação do testemunho do vizinho que, sendo manco de uma perna e estando no seu quarto, sentado à cama no momento do crime, afirmava ter visto o réu,imediatamente após o som do corpo da vítima ter caído no chão, descer as escadas e cruzar com ele, na porta da sua casa; debateu-se a respeito dos possíveis motivos para o lapso de memória do réu, o qual, tendo alegado estar no cinema no momento do crime, não conseguia se lembrar do título do filme ou dos seus atores; reavivou-se na memória dos jurados o fato da testemunha, que morava em frente ao local...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Análise Filme- Doze homens e uma sentença
  • Analise do filme doze homens e uma sentença
  • Análise do Filme "Doze homens e uma sentença"
  • ANÁLISE DO FILME DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA
  • Filme doze homens e uma sentença
  • ANÁLISE DO FILME: DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA E A TEORIA DE SCHUTZ.
  • Análise do Filme "doze homens e uma sentença" com a psicologia
  • Filme: doze homens e uma sentença

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!