Análise do conto “os três reinos” de josé régio

Páginas: 8 (1864 palavras) Publicado: 23 de setembro de 2011
ANÁLISE DO CONTO “OS TRÊS REINOS” de JOSÉ RÉGIO

Conhecido na literatura portuguesa como um dos fundadores da Revista e Geração Presença (a que veio destacar a importância dos poetas da Orpheu), José Régio configurou sua obra na conjugação da poesia, do teatro e da prosa de ficção. Era, aliás, um dos propósitos do seu grupo mostrar o talento do português para o romance, ao contrário doveredicto Camiliano “confessemos todos em voz alta uma dolorosa verdade: nós, os portugueses, não nos ajeitamos com o romance”.
Importa lembrar, em José Régio, sua recusa à literatura livresca, sua proposição de uma Literatura Viva. A acreditar que toda poesia seria autobiográfica, no que concerne à conjugação memória x invenção, terminaríamos com a fórmula pessoana, “O Poeta é um Fingidor”; mas quandoa voz lírica do narrador representa a do poeta/autor e quando se constitui o discurso simulado. José Régio se expressou em vários gêneros literários, pois não aceitava entre eles a delimitação aristotélica. Conforme Luiz Piva há um sentido de teatralidade que penetra tudo o que escreveu: viveiro de conflitos vivia em perpétua tensão consigo mesmo e esse dualismo antagônico é o eixo em torno doqual gravita a arte do poeta que é a sede antitética dessa antinomia imanente: jogo de forças obscuras onde o elo individual está sempre em confronto com o eu social, enigma subterrâneo e veículo da expressão artística.
Assim, como se dedicou em vários gêneros, neste trabalho vimos em específico estudar contos dessa literatura. Diz-se que o conto se define pela sua pequena extensão. Mais curtoque a novela ou o romance, o conto tem uma estrutura fechada, desenvolve uma história e tem apenas um clímax. Num romance, a trama desdobra-se em conflitos secundários, o que não acontece com o conto. O conto é conciso, apresenta um conflito central, quando neste conto por exemplo, que morre seus dois filhos legítimos que assumiriam o reino. E agora quem governará o reino, seus inimigos, cominteresse exclusivo no poder.
A descrição é elemento essencial da narrativa, a qual não sobrevive sem este componente que cuida de selecionar, ordenar e singularizar os elementos a serem manipulados no conto, romance e nas outras formas da narrativa. De acordo com Othon Garcia, a descrição seria a

...representação verbal de um objeto, ser, coisa, paisagem ou sentimento, através daindicação dos seus aspectos mais característicos, dos seus traços predominantes, dispostos de tal forma e em tal ordem, que, do conjunto deles, resulte uma impressão singularizante da coisa descrita, isto é, do quadro, que é a matéria da descrição.

Há que se tornar bem claro que a descrição é por excelência seletiva, ou seja, não tem as dimensões do inventário, onde todas as características do objetosão exaustivamente relatadas.
O que importa, e dentro de um contexto literário, a descrição será boa na medida em que o autor souber, deformando ou não, magnificando ou subtraindo, modificando, inventando, brincando, exagerando em suas medidas, inserir seu estilo e dar graça e conteúdo a seu texto.
Melhor do que dizer é mostrar. Melhor do que dizer, é deixá-los dizer. No instante em que ocontista instala o dizer na boca do personagem, o conto assume uma nova dimensão. Seja qual for o foco narrativo em uso, no momento em que o autor insere uma fala no texto, o seu dono surge. O personagem faz-se literalmente presente.
Alguns tipos de diálogos podem ser identificados na estrutura de um conto; o diálogo direto onde as personagens conversam entre si. No texto este tipo de diálogo éidentificado pelo uso de travessões. Alguns autores podem colocá-los entre aspas duplas, porém o mais comum é a utilização das aspas quando de algum pensamento, ou monólogo interno, de um personagem. Quanto ao indireto livre; comumente utilizado quando o foco narrativo está na primeira pessoa, ou seja, o narrador é personagem da estória, e surgem diálogos indiretos de personagens completando a fala...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Análise do conto infantil os três porquinhos
  • José régio
  • José regio
  • José régio
  • José régio
  • Análise de três contos de horacio quiroga: características da morte
  • Bibliografia de josé régio
  • Vida e Obra de José Régio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!