amor liquido

Páginas: 6 (1432 palavras) Publicado: 21 de junho de 2013
RESENHA
INFINITO ENQUANTO DURE
BAUMAN, Zygmunt. Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio
de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2004.
RESUMO
Esta resenha analisa a obra Amor Líquido: sobre a fragilidade dos laços
humanos, do sociólogo Zygmunt Bauman. O autor disserta sobre os efeitos do
que ele chama de modernidade líquida sobre os relacionamentos humanos
procurando demonstrar comoo processo de individualização levou a
fragilização dos vínculos humanos. A modernidade líquida que não se enraíza,
é volátil e não leva em conta a longa duração, afeta os relacionamentos, que se
tornaram também líquidos, de pouca duração – infinito enquanto dure.
PALAVRAS CHAVE: ZYGMUNT BAUMAN; RELACIONAMENTOS; AMOR
LÍQUIDO, MODERNIDADE.
Em uma conversa entre Jesus e os seus discípulossobre o divórcio, o
mestre galileu ensinou que é pecado se divorciar da sua mulher. Os discípulos
argumentaram que assim era melhor não casar. Jesus contra argumentou que
a exigência da castidade é ainda algo mais restrito, coisa para poucos. O ideal
cristão de uma união monogâmica, de um sentimento eterno, sempre foi
considerado algo inatingível para muitas pessoas, contudo, tornou-se o idealburguês por excelência. Na modernidade sólida cultivou-se um ideal de
relacionamento em que a família monogâmica era idealizada e o amor definido
como eterno.
No Brasil o poeta Vínicius de Morais intuiu outro ideal de amor e paixão:
[...]
Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.
(Soneto de fidelidade)

O sociólogoZygmunt Baumann pergunta sobre a influência da
modernidade líquida sobre os relacionamentos humanos e disserta sobre a
fragilidade dos vínculos humanos, o sentimento de insegurança que ela inspira
e os desejos conflitantes (estimulado por tal sentimento) de apertar os laços e
ao mesmo tempo mantê-los frouxos. (p.8). A questão de fundo é a
possibilidade de relacionamento em um mundo de furiosaindividualização. A
construção de relacionamentos baseados em parentesco, parcerias, que
lembram a solidariedade mecânica de Durkheim, dá lugar a relacionamentos
em rede, relações virtuais.
No seu pequeno livro O Amor Líquido, Baumann escreve na forma de
ensaios, lembrando mais um livro de sabedoria do que de sociologia. Mas
como falar com linguagem científica e acadêmica sobre o maisfluído dos
assuntos?

Quem

procura

uma

dissertação

sociológica

sobre

os

relacionamentos certamente se decepcionará. Temos no livro as impressões
do que está acontecendo no mundo atual sobre os vínculos afetivos, sobre as
coisas que valem a pena conversar: o amor e os relacionamentos. A
modernidade líquida que não se enraíza, é volátil e não leva em conta a longa
duração. Issoafeta os relacionamentos, que se tornaram também líquidos, de
pouca duração – infinito enquanto dure.
No primeiro ensaio – capítulo – o objeto da análise é a paixão. Ou a
capacidade de apaixonar-se e desapaixonar-se diversas vezes. Baumann faz a
distinção entre o amor e o desejo. O amor se relaciona a vontade de possuir
(cuidar, preservar, assumir responsabilidades) enquanto o desejo ao deconsumir. Ele utiliza a metáfora da compra no shopping center para falar dos
relacionamentos: “é como num shopping: os consumidores hoje não compram
para satisfazer um desejo [...] compram por impulso.”(p.26). Esta situação de
impulso consumista leva os relacionamentos a uma situação de insegurança.
Temos assim os relacionamentos de curta duração – as relações de bolso –
que

se

traduzemno

ideal

dos

CSSs:

“casais-semi-separados”

,

“revolucionários do relacionamento”, que “romperam a sufocante bolha do
casal” e “seguem seus próprios caminhos”.
No segundo ensaio o tema é a sociabilidade. Partindo da idéia de Lévy
Strauss que do impulso sexual é que surgiu a cultura (o ato fundador da

cultura: a proibição do incesto), ele defende que houve uma mudança...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Amor liquido
  • Amor liquido
  • Amor líquido
  • Amor liquido
  • Amor liquido
  • Amor líquido e amor sólido
  • amor liquido
  • Amor liquido

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!