Ambiguidade da autonomia escolar nas reformas educacionais

Páginas: 17 (4132 palavras) Publicado: 28 de agosto de 2014


A AMBIGUIDADE DA AUTONOMIA ESCOLAR NAS
REFORMAS EDUCACIONAIS


Lílian Braga Alevato ¹
Zita Ana Lago Rodrigues 2


RESUMO
Ao propor uma reflexão da autonomia decretada pelas políticas descentralizadoras das reformas educacionais da América Latina e Caribe, o presente artigo, através de pesquisa bibliográfica, analisa os conceitos mais utilizados em estudos sobre o tema e retrata aincoerência entre a autonomia defendida nos discursos políticos educacionais (burocrática) e a autonomia necessária a prática da Gestão Democrática. Por meio dessa reflexão é possível identificar a forte influência do Banco Mundial e sua visão economicista nas reformas educacionais. No presente contexto histórico, as reformas tem como objetivo modernizar as instituições escolares, no entanto,utilizam medidas padronizadoras, que engessam a gestão administrativa e pedagógica e dificultam a emancipação da escola. Este texto convida às escolas a examinar os discursos políticos e as propostas feitas pelas reformas, afim de não aceitarem resoluções vazias e inalcançáveis e construir com as próprias mãos a sua autonomia, ferramenta tão necessária à Gestão Democrática, que é o caminho para umaeducação libertária que é capaz de formar cidadãos conscientes, críticos, participativos e autônomos.


Palavras-chave: Gestão Democrática. Autonomia escolar. Reformas Educacionais. Políticas Descentralizadoras.

1. INTRODUÇÃO

Tão presente nas discussões e reformas descentralizadoras do cenário educacional atual, a inserção da autonomia nos discursos políticos- pedagógicos traz umaquestão: existe autonomia imposta? Fez-se necessária a confrontação do conceito de autonomia decretada nas Reformas Educacionais em acordo com as resoluções liberalistas do Banco Mundial de descentralização, e a autonomia necessária no âmbito escolar para a construção de um sistema educacional democrático: a escola de todos e de cada um.

Na sociedade pós-moderna, caracterizada pelomulticulturalismo, o papel da escola tradicional é questionado. Numa era marcada pela globalização, pluralismo político, diversidade e avanço das tecnologias, haveria espaço para instituições que têm como prática o adestramento cognitivo? Como é possível as escolas formarem cidadãos livres, críticos e criativos se a elas não são dadas condições de serem, de fato, autônomas, construtoras e participantes da suaprópria história? Dessa forma, o presente trabalho pretende refletir sobre a autonomia escolar, um dos principais instrumentos para se construir uma escola democrática, e que, não raro, é distorcida e reduzida nos discursos políticos educacionais.

Os objetivos gerais desse trabalho é analisar o papel da escola na Sociedade da Informação, refletir sobre a importância da autonomia nosprojetos pedagógicos que visam à construção de um sistema educacional democrático. Os objetivos específicos são: confrontar os discursos políticos acerca da autonomia escolar com o que realmente fizeram para a efetivação da mesma, criar hipóteses sobre o que é preciso para que as escolas sejam autônomas e distinguir autonomia prática e autonomia burocrática.

Num primeiro momento, o texto discorresobre a substituição da Sociedade Industrial pela Sociedade da Informação. Logo em seguida, são analisadas as reformas educacionais, principais medidas dos Governos dos países da América Latina e Caribe e o Banco Mundial para modernizar as instituições educacionais e diminuir a dessincronização entre escola e sociedade. Depois, há uma definição dos principais conceitos presentes em estudosrealizados sobre as políticas de descentralização. E por fim, a elucidação sobre a contradição entre a autonomia prática e a autonomia burocrática.


2. DESENVOLVIMENTO

2.1 A ESCOLA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO
A partir da metade do século XX o mundo sofreu uma revolução: a Sociedade Industrial que ditava as regras econômicas e sociais foi substituída pela Sociedade da Informação. Se antes os...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • reformas educacionais
  • Reformas do estado e reformas educacionais
  • reforma educacional
  • Reforma educacional
  • REFORMA DA EDUCAÇÃO SUPERIOR: a autonomia
  • A autonomia e o direito educacional
  • A autonomia do professor no curriculo escolar
  • Afetividade com autonomia na mediação escolar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!