ambiental

Páginas: 34 (8294 palavras) Publicado: 8 de abril de 2014
Da formação ao desenvolvimento profissional*

João Pedro da Ponte
Universidade de Lisboa

Falar de formação é um terrível desafio. Em primeiro lugar, porque a formação é um mundo onde se inclui a formação inicial, contínua e especializada, onde é preciso considerar os modelos, teorias, e investigação empírica sobre a formação, analisar a legislação e a regulamentação e, o que não é demenor importância, estudar as práticas reais dos actores e das instituições no terreno e as suas experiências inovadoras. Em segundo lugar, porque a formação é um campo de luta ideológica e política. Não há grupo com interesses na educação que não tenha as suas posições a defender, e fá-lo com todo o à-vontade e, às vezes, com grande agressividade. E, em terceiro lugar, porque a formação é umdaqueles domínios em que todos se sentem à vontade para emitir opiniões, de onde resulta a estranha impressão que nunca se avança.
Na verdade, um significativo trabalho de reflexão e de investigação tem sido feito (tanto no estrangeiro como no nosso país) em torno da figura e do trabalho do professor, permitindo-nos ir além do senso comum. Com esse objectivo, abordarei alguns conceitos fundamentaisrelativos ao que o professor tem de saber, ao que ele é, e ao modo como se forma como profissional. Começarei procurando situar a questão numa perspectiva histórica: terá mudado algo nos últimos anos no modo como encaramos a formação?

1. O passado e o presente

De que falamos quando falamos em formação?

Em 1982, numa comunicação que elaborei em conjunto com Paulo Abrantes (Abrantes e Ponte,1982), o centro das atenções estava na formação inicial. Falávamos da carência de professores profissionalizados de Matemática, da preparação científica, pedagógica e prática proporcionada por diversas instituições e sistemas de formação (em especial os Ramos Educacionais das Faculdades de Ciências e a Formação em Exercício). Mas falávamos também da formação contínua, contrastando duasperspectivas: uma, baseada em acções de “reciclagem” e outra, reconhecendo a necessidade do professor “reflectir sobre a sua própria experiência e estudar e aprofundar temas” para os quais se sinta motivado.
Um pouco depois, em 1984-85, nos mestrados de Boston, várias teses dizem respeito à formação de professores. Alguns estudos incidem na compreensão de conceitos matemáticos dos futuros professores. É ocaso da tese de José Manuel Matos (1984) que estuda os seus níveis de raciocínio geométrico e Cristolinda Costa (1985), que estuda a sua compreensão do conceito de área. Por outro lado, Domingos Fernandes (1984), caracteriza os professores do ensino primário do distrito de Viana da Castelo já em serviço em relação ao seu treino em Matemática e identifica os temas em que sentem maior necessidade deformação e Cecília Monteiro (1985) procura conhecer os interesses de formação de professores do 2º ciclo da cidade de Lisboa em temas de Matemática e de Ciências da Educação. Assim, nesta época, para além da componente prática do estágio, a formação — tanto inicial como contínua — era sobretudo entendida como preparação no domínio da Matemática e no domínio das Ciências de Educação (incluindo aDidáctica).
Em contrapartida, muitos dos trabalhos que presentemente se realizam sobre formação têm por detrás a ideia de desenvolvimento profissional, ou seja, a ideia que a capacitação do professor para o exercício da sua actividade profissional é um processo que envolve múltiplas etapas e que, em última análise, está sempre incompleto.
É possível indicar diversos contrastes entre as lógicasda formação e do desenvolvimento profissional1. Em primeiro lugar, a formação está muito associada à ideia de “frequentar” cursos, enquanto que o desenvolvimento profissional ocorre através de múltiplas formas, que incluem cursos mas também actividades como projectos, trocas de experiências, leituras, reflexões, etc. Em segundo lugar, na formação o movimento é essencialmente de fora para...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ambiental
  • Ambiental
  • ambiental
  • Ambiental
  • ambiental
  • ambiental
  • Ambiental
  • Ambiental

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!