Amazonia

Páginas: 7 (1624 palavras) Publicado: 29 de abril de 2013
Introdução

Analisa os relatórios das duas viagens científicas do Instituto Oswaldo Cruz à Amazônia, realizadas em 1910 e 1913, sob a liderança respectivamente de Oswaldo Cruz e Carlos Chagas. Os relatórios colaboraram na construção de representações e imagens sobre a região. As observações de campo, além de trazerem questões para o estudo e controle das doenças tropicais, inserem-se nomovimento de denúncia das graves condições sanitárias dos trabalhadores da borracha. A viagem pelo vale amazônico possibilita o encontro direto dos cientistas com o ambiente e as populações doentes e confronta-os com o grande desafio de conhecer e controlar a malária. A análise desses relatórios insere-se nos estudos sobre os 'retratos do Brasil', que buscam trazer questões para a história das políticaspúblicas de saúde. Trabalhamos com as fontes primárias (dos manuscritos ao texto oficial), buscando mostrar o processo de construção de um registro científico.

desenvolvimento

Carlos Ribeiro Justiniano Chagas nasceu em 9 de julho de 1879, numa fazenda próxima à cidade de Oliveira, oeste de Minas Gerais. Em 1897, ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, num momento em que a áreamédica vivia a efervescência da chamada “era bacteriológica”. Sob o primado do laboratório, eram produzidos novos conceitos e conhecimentos sobre a etiologia e os modos de transmissão das doenças infecciosas. Sua tese de doutoramento para conclusão do curso médico, abordando os aspectos hematológicos da malária, foi desenvolvida no Instituto Soroterápico Federal ou Instituto de Manguinhos (criadoem 1900 e denominado, a partir de 1908, Instituto Oswaldo Cruz). Formado em 1903, Carlos Chagas abriu consultório no centro do Rio e, como médico da Diretoria Geral de Saúde Pública (então dirigida pelo sanitarista Oswaldo Cruz, que acumulava o cargo com a direção do Instituto de Manguinhos), trabalhou no hospital de Jurujuba, Niterói.

Em 1905, foi encarregado por Oswaldo Cruz de coordenarmedidas de profilaxia da malária em Itatinga, interior de São Paulo, onde uma epidemia da doença vinha prejudicando obras da Companhia Docas de Santos. Foi a primeira campanha antipalúdica realizada no Brasil. Dois anos depois, combateu outra epidemia da doença em Xerém, na Baixada Fluminense, onde a Inspetoria de Obras Públicas realizava a captação de águas para a capital federal. Constatando que atransmissão da malária ocorria fundamentalmente no interior dos domicílios, Chagas formulou a noção de que, além dos métodos antilarvários e da aplicação de quinina, a profilaxia deveria concentrar-se no ataque aos mosquitos adultos, mediante aplicação de inseticidas como o piretro nestes ambientes. A teoria da infecção domiciliária da malária e o método profilático nela baseado seriam consideradoscontribuições pioneiras à malariologia e base para o uso extensivo dos inseticidas sintéticos, como o DDT, a partir da década de 1940.

Em junho de 1907, Chagas foi designado para combater uma epidemia de malária que grassava no norte de Minas Gerais, na região do rio das Velhas, entre Corinto e Pirapora, e paralisava o projeto que pretendia integrar o sul ao norte do país através doprolongamento da Estrada de Ferro Central do Brasil, do Rio até Belém. Na pequena vila de Lassance, onde se construía uma estação da ferrovia, ele improvisou um laboratório num vagão de trem, que também usava como dormitório. Enquanto coordenava as atividades de profilaxia, costumava observar e examinar espécies da fauna brasileira, devido a seu crescente interesse pela entomologia.

Examinando ointestino de um inseto hematófago comum na região, que proliferava nas paredes barreadas das casas de pau-a-pique e era popularmente conhecido como barbeiro, Chagas identificou, em dezembro de 1908, um protozoário flagelado. Mediante experiências realizadas no Instituto de Manguinhos, comprovou tratar-se de uma nova espécie de tripanossoma, à qual denominou Trypanosoma cruzi, em homenagem a Oswaldo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Amazonia
  • Eu e a Amazônia
  • amazonia
  • Amazonia
  • AMAZONIA
  • amazonia
  • Amazonia
  • amazonia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!