Alves 2009

Páginas: 8 (1954 palavras) Publicado: 24 de junho de 2015
Para além dos números...
Oswaldo Luiz Alves

LQES – Laboratório de Química do Estado Sólido
Instituto de Química, UNICAMP
lqes@iqm.unicamp.br

As implicações de primeira ordem
Inegavelmente, a produção científica brasileira só tem feito aumentar nos últimos 20
anos. Hoje, todos os indicadores apontam para números da ordem de mais de 2% da
produção mundial. Trata-se de um resultado extremamenteimportante, uma vez que
ainda representa uma das maiores taxas de crescimento mundiais.
Vários fatores contribuíram e se somaram para que se atingisse estes resultados, dentre
eles, a política nacional de pós-graduação, financiamentos mais ou menos contínuos
(nos últimos anos muito mais regulares), programas especiais e, sobretudo, a crença
incansável da comunidade científica brasileira. Sem a menordúvida, agências como o
CNPq, CAPES, FAPs (aquelas que conseguiram efetivamente se estabelecer) e, mais
recentemente, os Fundos Setoriais, foram atores importantes deste processo.
Ao atingirmos este valor da produção mundial, atingimos também um maior grau de
visibilidade da Ciência e Tecnologia brasileiras, ou seja: fica praticamente impossível
circunscrever a geração do conhecimento unicamenteà esfera acadêmica. Os
desdobramentos da atividade de pesquisa começam a gerar outras expectativas para o
governo, para as empresas, para a sociedade como um todo. Todo este novo quadro
começa por ter importantes implicações sobre as hostes acadêmicas e na própria
concepção da formação de recursos humanos, sejam eles de graduação ou de pósgraduação.
Na verdade, a lógica que trouxe o país a estepatamar de produção científica nos remete,
hoje, a algumas questões, dentre elas: como continuarmos a aumentar a produção do
conhecimento, em termos numéricos, sem que isto implique numa perda de qualidade,
dando lugar a um processo no qual a razão primordial seja, única e exclusivamente, a
geração de “papers”.
Sempre se acreditou, ou se acreditava, em nosso país, que professores com nível depósgraduação - numa linha de conseqüência direta -, fariam com que os cursos de
graduação ficassem mais ricos, mais motivadores e que experimentassem uma melhora
substancial. O resultado, como sabemos, não é dos melhores. O ensino de graduação há
muito tempo vem padecendo da falta de uma melhor qualidade, mesmo nas chamadas
universidades de pesquisa.
Realmente, no sistema universitário brasileiro deu-seum valor exagerado à produção
científica (mais quantitativa que qualitativa), o que vem trazendo reflexos negativos

mediatos e imediatos na formação dos estudantes em nível de graduação e, por incrível
que possa parecer, também começa chegar à pós-graduação, caracterizando uma
situação de duplo efeito, para aqueles que atravessam os dois níveis.
Acreditamos que a faixa amarela já há algum tempofoi ultrapassada. Uma constatação
disto nos leva diretamente aos concursos de provimento de cargos e vagas, onde alguns
comentários são bastante recorrentes: “os candidatos tinham muitos trabalhos
publicados, mas deram uma péssima aula”. Não estamos falando de didática nem de
técnicas pedagógicas, estamos falando do domínio de conceitos básicos das disciplinas
de graduação que estão explicitadas,por força de lei, nos editais. No que diz respeito às
publicações nas quais os candidatos figuram como autores, o cenário é igualmente
sombrio: via de regra não conseguem sustentar a autoria das publicações científicas
apresentadas nos seus, geralmente fartos, currículos. Algumas universidades mantêm,
nestes concursos, uma Prova de Erudição. Desnecessário se faz, aqui, qualquer
comentário!
Nossasobservações ao longo de muitos anos hoje se tornam mais claras, nos levando à
percepção de que se trata de uma cultura que vem sendo disseminada desde a Iniciação
Científica, onde formação conta pouco e o que vale é ter “trabalho publicado”, mesmo
que seja uma comunicação em congresso.
De tal situação decorre que, atividade e produção científicas - tão caras e sempre
assumidas como de grande...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Gonc Alves Souki Gonc Alves 2009 Valor Das Marcas Brand Equity 5193
  • Alves
  • Alves
  • alves
  • 2009
  • 2009
  • Alves
  • Cleussimar alves

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!