Aluno ifce

Páginas: 18 (4476 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
TRABALHO DE ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS ABERTOS
Alexandre Gonçalves Pinheiro
www.agopin.com




LDAP: O Lightweight Directory Access Protocol é um protocolo de aplicação para acessar e manter serviços de informação de diretório distribuído através de uma rede IP (Internet Protocol). [1] Os serviços de diretório pode fornecer qualquer conjunto organizado de registros, muitas vezes com umaestrutura hierárquica, como um diretório de e-mail corporativo. Da mesma forma que uma lista telefônica é uma lista de assinantes com um endereço e um número de telefone.

LDAP é especificado como uma série de padrões de: Internet Engineering Task Force (IETF), Request for Comments Pista (RFC), utilizando a linguagem de descrição ASN.1. Estando atualmente na versão 3, publicado como RFC 4511.Origem e influências: A compreensão das necessidades do diretório das empresas de telecomunicações foi bem desenvolvido após cerca de 70 anos de produção e gerenciamento de listas telefônicas. Essas empresas introduziram o conceito de serviços de diretório de tecnologia da informação e redes de computadores, isto culminando com a especificação completa X.500 [2], um conjunto de protocolosproduzidos pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), na década de 1980.

Os serviços de diretório X.500 foram tradicionalmente acessados através do X.500 Directory Access Protocol (DAP), que exigia a pilha de protocolos da camada OSI (Open Systems Interconnection). O LDAP foi originalmente destinado a ser um protocolo alternativa leve para acessar serviços de diretório X.500 através da simplespilha de protocolos TCP / IP. Este modelo de acesso ao diretório foi emprestado do diretório protocolos de serviço de assistência e da DIXIE(protocolos obsoleto para acessar X.500).

Servidores de diretório LDAP independente surgiram logo em seguida, assim como os servidores de diretório suportando tanto DAP quanto LDAP. Este último tornou-se popular nas empresas, pois LDAP removeu qualquernecessidade de se implantar uma rede OSI. Hoje, protocolos de diretório X.500, incluindo DAP também pode ser usado diretamente sobre TCP / IP.

O protocolo foi originalmente criado [3] por Tim Howes, da Universidade de Michigan, Steve Kille da ISODE Limited, Colin Robbins da Nexor e Wengyik Yeong da Performance Systems International, circa 1993. em 1996 Mark Wahl da Critical Angle Inc., Tim Howes eSteve Kille começou a trabalhar, em uma nova versão de LDAP, LDAPv3, sob a égide da Internet Engineering Task Force (IETF). LDAPv3 fora publicado pela primeira vez em 1997, substituído LDAPv2 com suporte para extensibilidade adicionado, integrou a Autenticação Simples e Camada de Segurança, e melhor alinhado ao protocolo para a edição de 1993 do X.500. Outras especificações de desenvolvimento dasLDAPv3 apareceram assim como inúmeras extensões adicionando recursos para LDAPv3 regidos IETF.

Nos estágios iniciais de engenharia do LDAP, era conhecido como Lightweight Directory Browsing Protocol, ou LDBP. Foi rebatizado com a ampliação do escopo do protocolo além navegação e pesquisa do diretório, para incluir funções de atualização de diretório. Foi dado o seu nome LIGHT(leve), porque elenão era tão intenso como o seu antecessor DAP e, portanto, mais facilmente implementada através da internet devido ao seu uso de banda relativamente modesta.

LDAP tem influenciado subseqüentes protocolos de Internet, incluindo versões posteriores do X.500, XML Enabled Directory (XED), Directory Service Markup Language (DSML), Service Provisioning Markup Language (SPML), e o Service LocationProtocol (SLP).

Protocolo, Visão geral: Um cliente inicia uma sessão de LDAP quando ele se conecta um servidor LDAP, chamado de DSA (Directory System Agent), por padrão, na porta TCP 389. O cliente então envia um pedido de operação para o servidor, e o servidor envia respostas de volta. Com algumas exceções, o cliente não precisa esperar por uma resposta antes de enviar o próximo pedido, e o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • IFCE
  • O pibid como ferramenta de preparação à docência dos alunos do curso de licenciatura em ciências biológicas do ifce
  • Topografia IFCE
  • Pesquisa Laboral em IFCE
  • Projeto cabo a Rabo
  • De aluno para aluno
  • Manual de elaboração de TCC- IFCE
  • Aluno

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!