Alterações cognitivas na esquizofrenia

Páginas: 14 (3362 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
Revisão da Literatura

Alterações cognitivas na esquizofrenia:
conseqüências funcionais e abordagens terapêuticas
Cognitive deficits in schizophrenia: functional consequences and therapeutic approaches
Luciana de Car valho Monteiro1, Mário Rodrigues Louzã2
1
Mestre em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Neuropsicóloga do Serviço de Psicologia eNeuropsicologia do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq-HC-FMUSP).
2

Doutor em medicina pela Universidade de Würzburg, Alemanha. Médico-assistente e coordenador do Projeto Esquizofrenia (Projesq) do Instituto de Psiquiatria
do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq-HC-FMUSP).Resumo
Contexto: Muitos pacientes com esquizofrenia apresentam prejuízos cognitivos significativos, especialmente em
relação à memória, à atenção e ao funcionamento executivo. Esses prejuízos inevitavelmente têm um importante impacto sobre a conseqüência funcional da doença. Objetivo: Este artigo tem como foco os aspectos do funcionamento
cognitivo na esquizofrenia, sua relação com as conseqüênciasfuncionais e o efeito das medicações antipsicóticas
sobre a cognição. Método: pesquisa de base de dados Medline/PubMed e Lilacs utilizando os termos esquizofrenia,
cognição, neuropsicologia, desfecho, funcionamento, tratamento. Resultados: Apesar de um grande número de pesquisas descrever alterações cognitivas na esquizofrenia, ainda não há uma concordância em relação ao padrão dessesdéficits. Contudo, alterações cognitivas têm apresentado correlação significante com o nível de prejuízo funcional.
Os antipsicóticos de segunda geração parecem ter um impacto positivo na cognição, entretanto, o significado dessa
melhora cognitiva no desempenho funcional e social dos pacientes ainda não é claro. Os resultados na área de reabilitação neuropsicológica, apesar de discretos, mostram-sepromissores. Conclusão: A habilidade dos antipsicóticos
de segunda geração de melhorar domínios específicos da cognição varia com o padrão de alterações apresentado
por esses pacientes. Assim, estratégias para melhorar a cognição de pacientes com esquizofrenia incluem o uso dos
antipsicóticos de segunda geração em associação com as abordagens de reabilitação neuropsicológica.
Monteiro, L.C.;Louzã, M.R. / Rev. Psiq. Clín. 34, supl 2; 179-183, 2007
Palavras-chave: Déficits cognitivos, esquizofrenia, conseqüência funcional, antipsicóticos, reabilitação neuropsicológica.

Abstract
Background: Many patients with schizophrenia have severe impairments in cognitive functions, especially in memory, attention and executive functions. These impairments inevitably have an important impact onthe functional
outcome of the disorder. Objective: This article focuses on aspects of cognitive function in schizophrenia, their relationship to functional outcome and the effect of antipsychotics on cognition. Method: Research on databases such
as Medline/PubMed and Lilacs using the terms schizophrenia, cognition, neuropsychology, outcome, functioning,
treatment. Results: Even though a greatnumber of studies report cognitive impairments in schizophrenia, there
is no agreement in relation to the pattern of these deficits. Nevertheless, cognitive impairments have a significant
correlation with functional handicaps. Second generation antipsychotics seem to have a positive impact in cognition,
although the meaning of this improvement on social and functional performance of thepatients is not clear. Neuropsychological rehabilitation shows discrete, though promising, results. Conclusion: The ability of second generation
antipsychotics to improve specific domains of cognition vary as does the pattern of deficits of the patients. Thus,
strategies to improve cognition in schizophrenia include the use of second generation antipsychotics associated with
neuropsychological...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Alterações funcionais – Função psicológica e cognitiva
  • Atualização sobre alterações cognitivas em idosos com síndrome depressiva
  • Neuropsicologia das alterações cognitivas em pacientes com doença de parkinson: características clínicas e tratamento
  • As causas da esquizofrenia na visão da Teoria Cognitiva e Opções de Tratamento da TCC
  • Principais diferenças de alterações cognitivas entre adolescentes e adultos que sofrem de drogadição
  • AIDS e alterações cognitivas- a importancia do acompanhamento psicologico ao paciente soropositivo
  • esquizofrenia
  • O que é esquizofrenia?

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!