Alfabetização

Páginas: 13 (3143 palavras) Publicado: 10 de novembro de 2012
A reinvenção da alfabetização
Magda Soares*
Vou tentar aqui defender a especificidade da alfabetização e a sua importância na escola, ao
lado do letramento.
O que poderíamos chamar de acesso ao mundo da escrita – num sentido amplo – é o processo
de um indivíduo entrar nesse mundo, e isso se faz basicamente por duas vias: uma, através do
aprendizado de uma "técnica". Chamo a escrita detécnica, pois aprender a ler e a escrever
envolve relacionar sons com letras, fonemas com grafemas, para codificar ou para decodificar.
Envolve, também, aprender a segurar um lápis, aprender que se escreve de cima para baixo e
da esquerda para a direita; enfim, envolve uma série de aspectos que chamo de técnicos. Essa
é, então, uma porta de entrada indispensável.
A outra via, ou porta de entrada,consiste em desenvolver as práticas de uso dessa técnica. Não
adianta aprender uma técnica e não saber usá-la. Podemos perfeitamente aprender para que
serve cada botão de um forno de microondas, mas ficar sem saber usá-lo. Essas duas
aprendizagens – aprender a técnica, o código (decodificar, usar o papel, usar o lápis etc.) e
aprender também a usar isso nas práticas sociais, as mais variadas,que exigem o uso de tal
técnica – constituem dois processos, e um não está antes do outro. São processos simultâneos e
interdependentes pois todos sabem que a melhor maneira para aprender a usar um forno de
microondas é aprender a tecnologia com o próprio uso. Ao se aprender uma coisa, passa-se a
aprender a outra. São, na verdade, processos indissociáveis, mas diferentes, em termos deprocessos cognitivos e de produtos, como também são diferentes os processos da alfabetização
e do letramento.
Que significa isso? Significa que a alfabetização, aprendizagem da técnica, domínio do código
convencional da leitura e da escrita e das relações fonema/grafema, do uso dos instrumentos
com os quais se escreve, não é pré-requisito para o letramento.
Não é preciso primeiro aprender a técnicapara depois aprender a usá-la. E isso se fez durante
muito tempo na escola: "primeiro você aprende a ler e a escrever, depois você vai ler aqueles
livrinhos lá". Esse é um engano sério, porque as duas aprendizagens se fazem ao mesmo
tempo, uma não é pré-requisito da outra.
Mas, por outro lado, se a alfabetização é uma parte constituinte da prática da leitura e da escrita,
ela tem umaespecificidade, que não pode ser desprezada. É a esse desprezo que chamo de
"desinventar" a alfabetização. É abandonar, esquecer, desprezar a especificidade do processo
de alfabetização. A alfabetização é algo que deveria ser ensinado de forma sistemática, ela não
deve ficar diluída no processo de letramento. Acredito que essa é uma das principais causas do
que vemos acontecer hoje: a precariedade dodomínio da leitura e da escrita pelos alunos.
Estamos tendo a prova disso através das avaliações nacionais. O último SAEB mostrou um
resultado terrível: aproximadamente 33% dos alunos com quatro anos de escolaridade ainda são
analfabetos.
Quais são as causas dessa perda da especificidade da alfabetização? É muito difícil analisar os
fatos recentes, por um lado, por estarmos participando doprocesso; por outro, temos de fazê-la
porque a questão é grave. Não podemos deixar esses milhões de alunos, crianças e jovens,
saírem da escola semi-alfabetizados, quando não saem analfabetos.
O que poderíamos levantar como hipótese? Primeiro, uma concepção de alfabetização que,
coincidentemente, chegou ao País na mesma época que o conceito de letramento, nos anos 80;
segundo, uma novaorganização do tempo da escola, que consiste na divisão em ciclos,
trazendo junto a questão da progressão continuada – da não-reprovação.
Essa concepção de alfabetização está, de certa maneira, associada ao construtivismo. Não
estou afirmando que essa concepção seja errada, mas a maneira como ela se difundiu no

sistema é que pode ser uma das causas da perda de especificidade do processo de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • alfabetizaçao
  • Alfabetização
  • Alfabetização
  • Alfabetização
  • Alfabetizaçao
  • Alfabetização
  • Alfabetização
  • Alfabetização

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!