Agosto

Páginas: 397 (99101 palavras) Publicado: 9 de setembro de 2014
Copy right © 1990 Rubem Fonseca
Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19.02.1998
Coordenação da edição
Sérgio Augusto
Revisão
Joana Milli
Capa
Retina 78
Não foram medidos esforços para localização dos titulares dos direitos usados
nesta
obra. Eventuais direitos não obtidos encontram-se devidamente reservados.
Texto estabelecido segundo o Acordo Ortográfico daLíngua
Portuguesa de 1990, em vigor no Brasil desde 2009.
CIP-BRASIL.CATALOGAÇÃO NA FONTE
SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ.
F747a
4.ed.
Fonseca, Rubem, 1925Agosto/Rubem Fonseca. - 4.ed. - Rio de Janeiro : Agir, 2010.
ISBN 978-85-220-1068-4
1. Brasil – História – Crise de 1954 – Ficção. 2. Romance brasileiro. I.
Título.

09-6379

CDD 869.93
CDU
821.134.3(81)-

3
Todosos direitos reservados à
AGIR EDITORA LTDA.– uma empresa Ediouro Publicações
Rua Nova Jerusalém, 345 – CEP 21042-235 – Bonsucesso – Rio de Janeiro – RJ
tel.: (21)3882-8200 fax: 3882-8212/8313

Finora abbiamo parlato di un paradigma indiziario (e
suoi sinonimi) in senso lato. E venuto il momento di
disarticolarlo. Un conto è analizzare orme, astri, feci
(ferine o umane), catarri, cornee,pulsazioni, campi di
neve o ceneri di sigaretta; un altro è analizzare scrittu
re o dipinti o discorsi. La distinzione tra natura (inani
mata o vivente) e cultura è fondamentale — certo piú
di quella, infinitamente piú superficiale e mutevole, tra
le singole discipline.
[CARLO GINZBURG,
Miti emblemi spie: morfologia e storia]
History , Stephen said, is a nightmare
from which I am try ing toawake.
[JAMES JOYCE, Uly sses]

1

O porteiro da noite do edifício Deauville ouviu o ruído dos passos furtivos
descendo as escadas. Era uma hora da madrugada e o prédio estava em silêncio.
“Então, Raimundo?”
“Vamos esperar um pouco”, respondeu o porteiro.
“Não vai chegar mais ninguém. Já está todo mundo dormindo.”
“Mais uma hora.”
“Amanhã tenho que acordar cedo.”
O porteiro foi até aporta de vidro e olhou a rua vazia e silenciosa.
“Está bem. Mas não posso demorar muito.”

No oitavo andar.
A morte se consumou numa descarga de gozo e de alívio, expelindo resíduos
excrementícios e glandulares — esperma, saliva, urina, fezes. Afastou-se, com
asco, do corpo sem vida sobre a cama ao sentir seu próprio corpo poluído pelas
imundícies expulsas da carne agônica do outro.
Foiao banheiro e lavou-se com cuidado sob o chuveiro do box. Uma dentada
no seu peito sangrava um pouco. No armário da parede havia iodo e algodão, que
serviram para um curativo rápido.
Apanhou sua roupa sobre a cadeira e vestiu-se, sem olhar para o morto, ainda
que tivesse a aguda consciência da presença do mesmo sobre a cama.
Não havia ninguém na portaria quando saiu.

O homem conhecido pelosseus inimigos como Anjo Negro entrou no
pequeno elevador, que ocupou por inteiro com seu corpo volumoso, e saltou no
terceiro pavimento do Palácio do Catete. Andou cerca de dez passos no corredor
em penumbra e parou em frente a uma porta. Dentro, no modesto quarto, vestido
com um pijama de listas, sentado na cama com os ombros curvados, os pés a
alguns centímetros do assoalho, estava o homemque ele protegia, um velho
insone, pensativo, alquebrado, de nome Getúlio Vargas.
O Anjo Negro, depois de tentar ouvir se algum ruído vinha de dentro do
quarto, recuou, apoiando as costas numa das colunas coríntias simetricamente
dispostas na balaustrada tetragonal de ferro que cercava o vão central do hall do
palácio, àquela hora silencioso e escuro. Deve estar dormindo, pensou.
Depois decertificar-se que não havia anormalidades no andar residencial do
palácio, Gregório Fortunato, o Anjo Negro, chefe da guarda pessoal do
presidente Getúlio Vargas, desceu as escadas em direção ao gabinete da
assessoria militar, no térreo, verificando, no caminho, se os guardas mantinhamse nos seus postos, se o Palácio das Águias estava em paz.

O major Dornelles conversava com outro...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Agosto
  • agosto
  • A 17 de Agosto
  • Agosto 2011
  • Trabalho agosto
  • VIAGEM AGOSTO
  • Cardapio De Agosto
  • 20 de agosto

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!