Administração

Páginas: 8 (1834 palavras) Publicado: 21 de março de 2012
CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DA BAHIA
JUSCINEA GONZAGA











NOTÍCIAS:
PESQUISAS COM DADOS ESTATISTÍCOS











SALVADOR
2012

juscinea bernardo dos santos gonzaga















NOTÍCIAS:
PESQUISA COM DADOS ESTATISTÍCOS









Pesquisa, com análise nos diversos meios de comunicações envolvendoresultados de pesquisa com dados estatísticos.


Prof. Neide Pinheiro




Salvador
2011














































“Algoritmos computadorizados são ótimos, mas as pessoas ainda querem o elemento humano. Por isso que elas gostam de pegar notícias pelo Twitter. Há um humano por trás de cada uma delas.” (Limor Elkayam).resumo

TEORIA PROBABILÍSTICA PARA EXPLICAR A FREQUÊNCIA DA OCORRÊNCIA A PARTIR DOS DADOS DISPONÍVEIS, PARA MAIORES COMPREENSÕES OBSERVACIONAIS, POSSIBILITANDO ANÁLISE DOS DADOS ESTATÍSTICOS DE CADA NOTÍCIA.


sumário

1 NOTÍCIA 05
2 notícia 06
3 notícia 07
4 notícia 08
5 notícia -publicação 09
6 notícia 10
7 notícia 11
8 notícia 12
9 notícia 13
10 notícia 14REFERÊNCIAS 15







O IBGE SEGUE OS PARÂMETROS DA MUNDIAL DA SAÚDE (OMS) NA CONCEITUAÇÃO DE SOBREPESO (ÍNDICE DE MASSA CORPORAL A 25%) E OBESIDADE (IMC SUPERIOR A 30%).

O déficit de peso atinge hoje menos de 5% da população – o que é um indicador social positivo da maior relevância. Mas o excesso (ou sobrepeso, como preferem dizer os médicos) e a obesidade explodiram. A Pesquisa deOrçamento Familiar (POF) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que em todas as regiões do país, em todas as faixas etárias e em todas as faixas de renda aumentou contínua e substancialmente o percentual de pessoas com excesso de peso e obesas. O sobrepeso atinge mais de 30% das crianças entre 5 e 9 anos de idade, cerca de 20% da população entre 10 e 19 anos enada menos que 48% das mulheres e 50,1% dos homens acima de 20 anos. Entre os 20% mais ricos, o excesso de peso chega a 61,8% na população de mais de 20 anos. Também nesse grupo concentra-se o maior percentual de obesos: 16,9%.
































35,6% dos estudantes disseram serem vítimas constantes da agressão no df. belo horizonte (35,3%) ecuritiba (35,2%) ocupam segundo e terceiro lugar.



Pesquisa realizada pelo IBGE apontou Brasília como a capital do bulliyng. Segundo o estudo, 35,6% dos estudantes entrevistados disseram serem vítimas constantes da agressão. Belo Horizonte, em segundo lugar com 35,3%, e Curitiba, em terceiro lugar com 35,2 %, foram, junto com Brasília, as capitais com maior frequência de estudantes quedeclararam ter sofrido bulliyng alguma vez.













































Renda individual de todas as fontes e renda familiar de pessoas com diversos níveis educacionais.

[pic]




Este diferencial de renda é ainda mais significativo porque está associado a uma mobilidade social muito grande experimentada porestes estudantes. De fato, metade dos pais dos estudantes de nível superior do Brasil tiveram no máximo nove anos de educação, e, ainda que a maioria tenha renda familiar bastante significativa, 30% estavam abaixo dos mil reais mensais. Pela mesma razão, a contribuição proporcional das pessoas à renda familiar cresce com sua educação, indo de 36% para os que têm educação básica e média para 52% dosque têm nível superior.

 Expectativa de Vida, em anos:


[pic]

Azul = Mundo; marrom = América Latina; vermelho = Países mais desenvolvidos; verde = Países menos desenvolvidos; amarelo = Brasil. Fonte: ONU.


Segundo dados da ONU, a expectativa de vida ao nascer aumentou de 46,5 anos, em 1950-1955, para 65, em 1995-2000 (gráfico 1). O Brasil acompanhou essa evolução,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!