AD2 Prat 2 O corcunda de Notre Dame

Páginas: 6 (1359 palavras) Publicado: 8 de agosto de 2013
AD2 - 2013/1 PRÁTICA DE ENSINO II
Resumo:
Na cidade de Paris durante o século XV, uma jovem e orgulhosa cigana, chamada Esmeralda, dança na praça da Catedral de Notre Dame. Sua beleza transtorna o arquidiácono Claude Frollo, que, perturbado pela beleza da moça e querendo afastar-se dessa tentação, ordena que seu sineiro, o disforme Quasímodo, rapte a moça. Esmeralda é salva por um grupo dearqueiros, comandado pelo capitão da guarda Phoebus de Châteaupers. No instante que a cigana reencontra Phoebus, alguns dias mais tarde, ela demonstra todo o amor que passou a dedicar-lhe. Apesar de comprometido com a jovem Fleur-de-Ly, Phoebus fica seduzido pela cigana. Ele marca um encontro com ela em um local fechado, mas, quando está chegando a seu objetivo, Frollo aparece e o apunhala.
Acusadade assassinato, a Bela Esmeralda não aceita, para escapar do Suplício, se entregar a Frollo. Quando é levada ao átrio da catedral para receber a sua sentença de morte, Quasímodo - que também a ama, porém de forma desinteressada - se apossa dela e a leva para dentro da igreja, onde a lei de abrigo a torna protegida. Quasimodo passa a noite tratando dela.
No entanto, os vagabundos com quemEsmeralda vive vêm libertá-la. Frollo aproveita-se do tumulto formado para levá-la com ele e tenta seduzi-la. Furioso com sua recusa, ele a entrega às garras de uma velha reclusa do "buraco dos ratos", uma eremita enterrada por sua vontade nesse buraco no chão e considerada louca. Porém, ao invés de despedaçar Esmeralda, a velha reconhece na cigana sua própria filha e a poupa. Esmeralda não conseguedesfrutar de uma paz muito longa; logo em seguida, os guardas da cidade a encontram e ela é encaminhada novamente para a sua execução, na praça da catedral.
Do alto da Igreja de Nossa Senhora, Quasímodo e Frollo assistem à execução. Quasímodo, louco de desespero, atira o padre do alto da torre e desaparece para sempre. Muito tempo depois, ao ser aberto o ossário de Montfaucon, são encontrados doisesqueletos abraçados; um deles, com uma visível deformação da espinha.
Cronologia:
No caso do corcunda de Notre Dame sendo especial era visto como incapaz e colocado em isolamento da sociedade pelos representantes da igreja.
Nessa síntese trato das questões históricas relacionadas tanto com os portadores de necessidades especiais quanto com os jogos e brincadeiras, discuti-se historicamente comoos portadores de necessidades especiais eram tratados em sociedades como a Espartana, a Ateniense, dentre outras, e que contasse ainda a importância dos jogos e brincadeiras no processo de desenvolvimento das crianças ditas "normais" e também das crianças que tem algum tipo de necessidade especial dentro e fora da escola.
Um caso muito interessante em relação ao tratamento dos deficientes naantiguidade ocorreu na Roma antiga, onde Calígula sucessor do imperador Tibério, exibia em sua corte pessoas deformadas, anãs, albinas como se fossem verdadeiras vitrines de horrores. Diziam os historiadores da antiguidade que Calígula era em sua infância uma criança muito revoltada que posteriormente se tornou um imperador louco e sem coração por conta de seus atos de atrocidades.
Na Esparta daantiguidade as leis e a organização social tinham como finalidade criar um poderoso povo de guerreiros então não poderia haver nesta sociedade "monstruosidades" que pudessem macula a vontade de um povo, não quero dizer aqui que a aristocracia espartana era feita de homens e mulheres sem coração muito pelo contrário, segundo Carl Grimberg (1989), um historiador Sueco, as mulheres espartanas eram mãesadmiráveis, uma vez que para elas a maternidade era uma benção dos deuses. Os hebreus viam, na deficiência física ou sensorial, uma espécie de punição de Deus, e impediam qualquer portador de deficiência de ter acesso à direção dos serviços religiosos. A Lei das XII Tábuas, na Roma antiga, autorizava os patriarcas a matar seus filhos defeituosos, ou seja, os romanos já tomavam posições bem mais...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O corcunda de Notre Dame Capitulo 2
  • O corcunda de notre dame
  • corcunda de notre dame
  • o corcunda de notre dame
  • Seminario o corcunda de notre dame
  • Resenha do livro "O corcunda de Notre Dame"
  • Notre Dame
  • Notre-Dame

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!