Absolutismo na Inglaterra

Páginas: 19 (4689 palavras) Publicado: 3 de novembro de 2013
Guerra das Rosas

A Guerra das Duas Rosas foi uma série de longas e intermitentes lutas dinásticas pelo trono da Inglaterra, ocorridas ao longo de trinta anos de batalhas esporádicas (1455 e 1485), durante os reinados de Henrique VI, Eduardo IV e Ricardo III. Em campos opostos encontravam-se as casas de York e de Lancaster. As lutas pelo trono de Inglaterra entre famílias rivais dosdescendentes de Eduardo III devem o seu nome aos símbolos das duas facções: uma rosa branca para a Casa de York, uma vermelha para a Casa de Lancaster (ambas de descendência Plantageneta).
Esta série de guerras civis iniciou-se com a disputa da aristocracia pelo controle do Conselho Real, por causa da menoridade de Henrique VI. Havia uma rivalidade entre dois aspirantes ao trono: Edmundo Beaufort(1406-1455), duque de Somerset, da casa de Lancaster, e Ricardo Plantageneta, terceiro duque de York. O primeiro apoiava Henrique IV e a rainha Margarida de Anjou. O segundo pôs em causa o direito ao trono de Henrique VI de Lencastre, um homem pio mas fraco, sujeito a fases de insanidade. Henrique VI, ao assumir o poder em 1442, teve o apoio dos Beaufort e do duque de Suffolk, aliados da casa de York.
Ostempos eram de dificuldade para a Casa de Lancaster, no poder, fortemente abalada pela demência do rei e pelas derrotas militares do exército inglês na França durante a última fase da Guerra dos Cem Anos. O duque Ricardo de York, pretendente ao trono, esperou muitos anos que Henrique VI, vítima de problemas mentais, morresse. Ao nascer um príncipe herdeiro, porém, York resolveu agir e, na décadade 1450, chefiou uma liga de barões, na qual Richard Neville, barão de Warwick, era o mais influente. Os senhores de York exigiram a demissão de um membro do Conselho Real da casa dos Lancaster. O rei negou-se a atendê-los; assumiu o comando de dois mil representantes dos Lancaster e marchou para o vilarejo de Saint Albans. Ricardo de York liderou 3 mil homens na direção de Londres. Suas tropasforam interceptadas em Saint Albans pelos soldados do rei. Na batalha de Saint Albans (1455) Ricardo derrotou os soldados do rei, o qual foi capturado. O confronto, que deixou um rastro de 300 mortos pelo caminho, foi o início da Guerra das Duas Rosas. Quatro anos depois, York foi derrotado em Ludford Bridge e fugiu para a Irlanda.
Foi breve, porém, a vantagem da casa de Lancaster pois, em 1460,após ter derrotado os exércitos dos Lancaster em Northampton, Ricardo de York reclamou para si o trono. No entanto, nesse mesmo ano, Warwick veio da França, onde se refugiara, venceu as forças do rei e o aprisionou. Designado pelo Parlamento sucessor de Henrique VI, York foi, porém, assassinado na batalha de Wakefield, quando perseguia os últimos contingentes das forças reais. Seu filho e herdeiro,Eduardo de York, com o auxílio de Warwick, vingou a morte paterna. Entrou em Londres e em 1461 foi aclamado rei com o nome de Eduardo IV. Yorkistas e lancasterianos voltaram a se enfrentar em meio a uma nevasca numa colina chamada Towton. Os arqueiros de Eduardo se posicionaram melhor e lançaram flechas a uma distancia maior que a do inimigo. O exército de Lancaster foi destruido pelo duque de Yorkna batalha de Towton. Henrique VI refugiou-se na Escócia.
Os partidários de Henrique IV venceram a segunda batalha de Saint Albans (fevereiro de 1461), porém o filho de Ricardo, Eduardo, foi coroado mês depois na Abadia de Westminister, como Eduardo IV, o primeiro rei da Inglaterra originário de York. Pouco depois, Eduardo inflingiu uma derrota decisiva a Henrique e Margarida, que abandonaram ailha.
A guerra estava longe de terminar. Lordes partidários dos Lancaster e o próprio rei deposto, Henrique, no exílio, mantinha viva a resistência contra os York. Eduardo IV apagou os focos de revolta e reinou com mão pesada. O poderoso Warwick influenciou os primeiros anos do reinado de Eduardo IV, mas os dois nobres divergiram após o casamento do rei, e a ruptura ocorreu em 1467. Eduardo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Absolutismo na Inglaterra
  • absolutismo na inglaterra
  • Absolutismo França e Inglaterra
  • ABSOLUTISMO
  • Absolutismo
  • Inglaterra
  • inglaterra
  • Inglaterra

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!