Abikús

Páginas: 14 (3281 palavras) Publicado: 17 de maio de 2012
A SOCIEDADE EGBE ÒRUN DOS ABIKÜ, AS CRIANCAS NASCEM PARA MORRER VARIAS VEZES *
Pierre Verger Universidade Federal da Bahia S uma mulher, em país iorubá, dá a luz uma série de criancas natie mortas ou mortas em baixa idade, a tradicão reza que não se trata da vinda ao mundo de várias criancas diferentes, mas de diversas aparicões do e mesmo ser maléfico chamado abíkú (nascer-morrer) que s julgavir ao mundo por um breve momento para voltar ao país dos mortos, òrun (o céu), várias vezes ( 1 1. Ele passa assim seu tempo a ir e voltar do céu para o mundo sem jamais permanecer aqui por muito tempo, para grande desespero de seus pais, desejosos de ter numerosos filhos vivos, para assegurar a continuidade da família sobre a terra. Esta crenca s encontra entre os akan, (2) onde a mãe é chamada eawomawu (ela bota os filhos no mundo para a morte). Os ibo chamam os abíkú deogbanje, os haucás de danwabi e os fanti, kossamah (3).Sua presenca entre os Mossi foi estudada por M. Houis (4). Encontramos informacões a respeito dos àbikú em algumas histórias (itan) de Ifá, sistema de advinhacão dos iorubá, praticada pelos babalaôs (pai-do-segredo)que transmitem de geracão em geracão um enorme"corpus" de histórias tradicionais, classificadas nos duzentos e cinqüenta e seis odu ou sinaisde Ifá (5). Oito deste itan são dados no fim destes artigo, nos seus textos originais iorubá, com a sua traducão para o português. Estas histórias mostram que os abíkú ou eméré (112) ( 6 ) formam sociedades no céu (egbé òrun), presididas por lyajansa (a mãe-se-bate-ecorre) para os meninos (V 11 112 e 76) eolókó (chefe da reunião) para as meninas ( V I 3 e V111/77), mas é Aláwaiyé (Rei de Awayé) (V11/17) que as levou ao mundo pela primeira vez na sua cidade de Awaiyé (V11118). Lá s encontra a floresta sagrada dos abikú (V11/44), aondé os pais de e ábíkú vão fazer oferendas para que eles fiquem no mundo (VI 1/45,52,54.). Quando eles vêm do céu para a terra, os ahikú passam os limites do céu diante doguardião da porta, o aduaneiro do céu onjbodé òrun (1/5), seus companheiros vão com ele até o local onde eles s dizem até logo e ( I 11/9). Os que partem declaram o tempo que tencionam ficar no mundo e o que farão. S prometem a seus companheiros que não ficarão ausene tes, essas criancas, apesar de todos os esforcos de seus pais, retornarão, para encontrar seus amigos no céu (V/7,9).

-

Osabíkú podem ficar no mundo por períodos mais ou menos longos. Um àbíkú menina chamada "A-morte-os-puniu" declara diante de oníbodé òrun (116,161 que nada do que os seus pais facam será capaz de retê-la no mundo, nem presentes em dinheiro, (117) nem roupas que Ihes oferecam, (119) nem todas as coisas que eles gostariam de fazer por ela (1111) atrairiam os seus olhares nem lhe agradariam (1112). Umàbíkú menino, chamado Ilere, diz que recusará todo alimento (1117) e todas as coisas (11/10) que lhe queiram dar no mundo. Ele aceitará tudo isto no céu. Quando Aláwaiyé levou duzentos e oitenta ibíkú ao mundo pela primeira vez, cada um deles tinha declarado, ao passar a barreira do céu, o e tempo que iria ficar no mundo (VI I 4, 10). Um deles s propunha a voltar ao céu assim que tivesse visto sua mãe;(V11/10) um outro, que iria esperar até o dia em que seus pais decidissem que ele s casasse ( V I1 1 1); e 1 um outro, que retornaria ao céu, quando seus pais concebessem um novo filho ( V I 1/15), um ainda não esperaria mais do que o dia em que comecasse a andar (V11/16). Outros prometem a lyàjanjasà, que está chefiando a sua sociedade no céu ( V 11 1/3), respectivamente, ficar no mundo sete dias,(V 1 1 1119 ou até o momento em que comecasse a andar (VI 11/23) ou quando ele comecasse a se arrastar pelo chão (V I 1/23), ou quando comecasse a ter den1 tes (V111124) ou ficar em pé (V111125). Nossas histórias de Ifá nos dizem que oferendas feitas com conhecimento de causa são capazes de reter no mundo esses abíkú e de Ihes fazer esquecer suas promessas de volta, rompendo assim o ciclo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!