7654098

Páginas: 8 (1886 palavras) Publicado: 7 de agosto de 2013
Puberdade e adolescência – Henri Wallon

O estágio da puberdade e da adolescência é apresentado pela teoria Walloniana como última e movimentada etapa que separa a criança do adulto que ela tende a ser. A adolescência, que para Wallon tem acontece por volta de 11- 12 anos com a puberdade, é marcada por transformações de ordem fisiológica, mudanças corporais impostas peloamadurecimento sexual, assim como transformações de ordem psíquica com preponderância afetiva, provocando profundas transformações corporais acompanhada por desenvolvimento psíquico, marcado pela vinda de um fenômeno muito importante: o jovem adquire a posse da função reprodutora e a capacidade de exercitar a função sexual que vai efetivando-se ao longo do estágio da adolescência.Nesse estágio, os sentimentos se alternam procurando buscar a consciência de si na figura do outro, contrapondo–se a ele, além de incorporar uma nova percepção temporal. O jovem nega a infância, sente-se perdido em relação a si mesmo e a seu corpo, questiona valores paternos e busca fugir do domínio dos mesmos. Há nesta etapa uma necessidade de conquista, de renovação, de aventuras.Do ponto de vista intelectual, a adolescência é a fase em que o jovem se
questiona sobre o destino do mundo e o porquê de as coisas serem como são.
Busca transformar o mundo, anseia por um mundo melhor. Este é o momento
de opções religiosas, místicas, políticas, e os jovens procuram se filiar a
grupos ideológicos. Tais grupos o ajudam a buscar o significado da vida,
assim como uma açãoefetiva de transformação. É a esperança presente na
utopia juvenil.
• Transformações corporais
As transformações corporais acentuam as diferenças entre os organismos femininos e masculino, e o desenvolvimento da jovem é mais precoce que o do rapaz. Nos meninos os traços do rosto afirmam-se e acentuam-se. O nariz aumenta mais depressa que o resto da face; o queixo torna-sealongado; começa-se a desenhar uma nova fisionomia. Projeta-se uma sombra de bigode no lábio superior que se alonga até o queixo, tornando o barbear um grande acontecimento diante do qual o jovem sente-se homem.
Nas meninas as mudanças são menos bruscas, mais não menos intensas. A primeira menstruação acontece, os seios crescem, os quadris alargam-se e torna-se mais arredondados,conferindo ao corpo um aspecto feminino característico. A puberdade ainda se define pelo surgimento das espinhas, pelo engrossamento da voz, e pelo aparecimento dos pelos pubianos e nas axilas.
• Ambivalência de sentimentos
Na adolescência uma das características mais marcantes é a ambivalência de atitudes e sentimentos, resultante da riqueza da vida afetiva e imaginativa que traduz o desequilíbriointerior: alternam-se o desejo de oposição e conformismo, posse e sacrifício, renúncia e aventura. O jovem experimenta necessidades novas, ainda confusas; desejos poderosos e vagos o impelem a sair de si. O desejo de posse, de ter para si e de absorver em si o outro, convive com o desejo de se sacrificar totalmente por esse outro, e ambos representam o prelúdio de atracão pelo sexo oposto. O jovem inquieta-se para encontrar o ser ideal, o complemento da sua própria pessoa, que pode ser imaginário ou real, mais em todo caso é um ser dotado de méritos ou de atrativos desejáveis. Uma palavra, uma alusão, um gesto bastam para provocar por vezes, uma autêntica tempestade;e enrubescem por nada, particularmente se este nada diz respeito ao domínio sexual. Na adolescência acapacidade de representar mentalmente uma pessoa, uma cena ou uma situação amplia-se de tal modo que o limite entre o real e o imaginário torna-se frágil. O jovem ama o desconhecido e a novidade, pois atendem melhor às necessidades que os dados da realidade.

Esse exercício de imaginação servirá de trampolim aos progressos intelectuais que se observam na adolescência, pois...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!