56 A

Páginas: 116 (28815 palavras) Publicado: 4 de maio de 2015
MATERNIDADE SEGURA

http://www.abcdoparto.com.br/Assistencia/AssistenciaPartoNormal-OMS.htm

Page 1 of 93

23/4/2009

MATERNIDADE SEGURA

Page 2 of 93

1.

INTRODUÇÃO
1.1. Preâmbulo
1.2. Antecedentes
1.3. Abordagem de Risco em Obstetrícia
1.4. Definição de Parto Normal
1.5. Objetivo da Assistência ao Parto Normal, Tarefas do Prestador de
Serviços
1.6. O Prestador de Serviços no Parto Normal

2.ASPECTOS GERAIS DA ASSISTÊNCIA AO PARTO
2.1. Avaliação
2.2. Procedimentos de Rotina
2.3. Nutrição
2.4. Local de Parto
2.5. Apoio durante o Parto
2.6. Dor Durante o trabalho de Parto
2.6.1. Métodos não farmacológicos de alívio da dor
2.6.2. Alívio da Dor durante o trabalho de parto por meios
farmacológicos
2.7. Monitoramento Fetal Durante o Trabalho de Parto
2.7.1. Avaliação do Líquido Amniótico2.7.2. Monitoramento da Freqüência Cardíaca Fetal
2.7.3. Exame do sangue do escalpo fetal
2.7.4. Comparação entre a ausculta e o monitoramento eletrônico fetal
2.8. Higiene

3.

ASSISTÊNCIA DURANTE O PRIMEIRO ESTÁGIO DO PARTO
3.1. Avaliação do Início do Trabalho de Parto
3.2. Posição e Movimento durante o Primeiro Estágio do trabalho de parto
3.3. Exame Vaginal
3.4. Monitoramento da Progressão doTrabalho de Parto
3.5. Prevenção do Trabalho de Parto Prolongado
3.5.1. Amniotomia Precoce
3.5.2. Infusão Intravenosa de Ocitocina
3.5.3. Administração Intramuscular de ocitocina

http://www.abcdoparto.com.br/Assistencia/AssistenciaPartoNormal-OMS.htm

23/4/2009

MATERNIDADE SEGURA

Page 3 of 93

4.

ASSISTÊNCIA DURANTE O SEGUNDO ESTÁGIO DO PARTO
4.1. Antecedentes Fisiológicos
4.2. Início doSegundo Estágio
4.3. Início do Puxo durante o Segundo Estágio
4.4. Procedimento do Puxo durante o Segundo Estágio
4.5. Duração do Segundo Estágio
4.6. Posição Materna durante o Segundo Estágio
4.7. Cuidados com o Períneo
4.7.1. Proteção do Períneo Durante o Parto
4.7.2. Laceração de períneo e episiotomia

5.

ASSISTÊNCIA DURANTE O TERCEIRO ESTÁGIO DO PARTO
5.1. Antecendentes
5.2. Uso Profilático deOcitócitos
5.3. Tração Controlada do Cordão
5.4. Comparação entre os Manejos Ativo e Expectante do terceiro Estágio
5.5. Momento para o Clampeamento do Cordão
5.6. Cuidados Imediatos do Recém-Nascido
5.7. Cuidados da Mãe Imediatamente Após a Dequitação da Placenta

6.

CLASSIFICAÇÃO DE PRÁTICAS NO PARTO NORMAL
6.1. Práticas que são Demonstradamente Úteis e que Devem ser
Estimuladas
6.2. PráticasClaramente Prejudiciais ou Ineficazes e que devem ser
Eliminadas
6.3. Práticas em Relação às quais Não Existem Evidências Suficientes para
Apoiar uma Recomendação Clara e que devem Ser Utilizadas com
Cautela até que Mais Pesquisas Esclareçam a Questão
6.4. Práticas Freqüentemente Utilizadas de Modo Inadequado

7.

REFERÊNCIAS

http://www.abcdoparto.com.br/Assistencia/AssistenciaPartoNormal-OMS.htm23/4/2009

MATERNIDADE SEGURA

Page 4 of 93

MATERNIDADE SEGURA
Assistência ao Parto Normal: Um Guia Prático (OMS 1996).
€

1. INTRODUÇÃO
1.1.

Preâmbulo

€

Apesar de muitos anos de consideráveis debates e pesquisas, o
conceito de "normalidade" no parto não é padronizado ou
universal. Nas últimas décadas, vimos uma rápida expansão no
desenvolvimento e uso de uma variedade de práticas desenhadaspara iniciar, corrigir a dinâmica, acelerar, regular ou monitorar o
processo fisiológico do parto, com o objetivo de obter melhores
resultados de mães e recém-nascidos, e algumas vezes para
racionalizar padrões de trabalho, no caso do parto hospitalar.
Em
países
desenvolvidos
onde
essas
atividades
se
generalizaram, questiona-se cada vez mais se esses altos níveis
de intervenção são valiosos oudesejáveis. Ao mesmo tempo, os
países em desenvolvimento estão procurando fazer com que
todas as mulheres tenham acesso a uma assistência obstétrica
segura, a um preço a seu alcance. A adoção sem críticas de uma
variedade de intervenções inúteis, inoportunas, inadequadas
e/ou desnecessárias, com muita freqüência mal avaliadas, é um
risco incorrido por muitas pessoas que tentam melhorar os
serviços...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • 56
  • 951563002/56
  • 458922365465989+.56
  • 11007/56
  • 11007/56
  • 927803802/56
  • 1274807602/56
  • 56

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!