25 abril

Páginas: 10 (2464 palavras) Publicado: 16 de maio de 2014
25 de Abril e a oposição ao estado novo

Em Portugal, com o golpe militar de 28 de Maio de 1926 teve início uma Ditadura Militar que culminou num novo regime, o Estado Novo , também de cariz ditatorial, que se institucionalizou com a aprovação da Constituição de 1933 e que se manteve até 25 de Abril de 1974. Este regime foi sempre marcado por um acentuado autoritarismo do Estado, que impôs aosportugueses um forte dirigismo político, económico e social, mantido por diversas instituições repressivas e policiais. Desde o seu início, o regime foi combatido por uma oposição proveniente de vários sectores da sociedade portuguesa. Entre estes, contam-se alguns sectores militares, vários núcleos republicanos, as organizações operárias, o Movimento Nacional-Sindicalista, o PCP e outrosmovimentos democráticos surgidos após a II Grande Guerra Mundial. Todos eles foram duramente reprimidos, quando não eliminados, pelo Estado Novo . Este trabalho debruça-se particularmente sobre a oposição ao regime ditatorial no concelho de Silves no período entre 1926 e 1958. Paralelamente foi feito o estudo da implementação do regime ditatorial a nível local, das suas instituições e apoiantes. Acidade, que se caracterizava por um forte movimento operário ligado à indústria corticeira e pelo republicanismo democrático da sua elite local, destacou-se, desde o primeiro momento, no combate à ditadura. Em Silves, houve opositores de todos os tipos. Neste âmbito foi feita a história desses movimentos, biografados os seus protagonistas e identificadas as suas actividades e influência dentro e fora doconcelho. De igual modo se estudou a repressão social, civil e política, a depuração administrativa e, por último, a repressão formal e a violência. A expulsão da função pública, os despedimentos, as torturas, as prisões e o desterro prolongado fazem parte da memória colectiva da cidade que aqui se pretendeu preservar.
Portugal viveu sob um regime ditatorial de 28 de Maio de 1926 até 25 de Abrilde 1974.
O Governo saído da Revolução de 28 de Maio de 1926 foi chefiado por José Mendes Cabeçadas Júnior (Almirante). Contudo, a ditadura portuguesa está e estará para sempre associada à figura de António de Oliveira Salazar
António de Oliveira Salazar nasce a 28 de Abril de 1889, no Vimieiro, Santa Comba Dão, filho de uma família de camponeses.
Em 1902 ingressa no seminário de Viseu ondepermanece oito anos.
No ano de 1908 emprega-se, como prefeito, no Colégio Via Sacra, naquela cidade, a fim de poder manter-se até fazer o sétimo ano do liceu.
Em 1910 matricula-se na Faculdade de Direito de Coimbra. Trava conhecimento com Gonçalves Cerejeira (Cardeal), Mário de Figueiredo e Bissaya Barreto.
No Ano de 1917 inicia a sua carreira de professor, tornando-se, no ano seguinte, lentede Ciência Económica.
António de Oliveira Salazar, embora, como referia, contra a sua vontade, entrou na vida política activa no ano de 1921. 
Por insistência de alguns amigos políticos que incluíram o seu nome nas listas do círculo de Guimarães (pese embora residisse em Coimbra), foi eleito, no dia 10 de Julho de 1921, deputado pelo Centro Católico Português. 
Por decreto de 3 de Junho de 1926é nomeado ministro das Finanças, cargo que recusa alegando motivos de saúde.
Salazar era à data um conceituado professor universitário na Universidade de Coimbra, carreira que havia iniciado no ano de 1917.
Após insistência, diz-se, de Mendes dos Remédios, acaba por tomar posse no cargo de ministro das finanças a 27 de Abril de 1928, pasta que lhe foi oferecida por Duarte Pacheco.
No ano de1932 ascende a Presidente do Conselho de Ministros (chefe de Governo).
Com uma política de austeridade, Salazar consegue equilibrar a balança económico-financeira do país e construir uma imagem de homem de estado forte. Essa imagem e a sua influência têm peso para a aprovação da nova Constituição, que instauraria o regime do Estado Novo.
A Constituição de 1933, que instaura o Estado Novo, vem...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Depois do 25 de Abril
  • 25 de abril
  • 25 de Abril
  • 25 Abril
  • 25 De abril
  • 25 de ABRIL
  • 25 De abril
  • 25 Abril

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!