200 Anos da industria gráfica no brasil

Páginas: 13 (3005 palavras) Publicado: 19 de novembro de 2012
SENAI Fundação Zerrenner

Marina Pereira Jaques e Vitor Clemente da Silva

200 Anos de Indústria Gráfica no Brasil

São Paulo, 2011

SENAI Fundação Zerrenner

Marina Pereira Jaques e Vitor Clemente da Silva

200 Anos de Indústria Gráfica no Brasil

Relatório técnico – científico apresentado à Escola SENAI “Fundação Zerrenner”, como parte da avaliação de C.O.E ─ Comunicação Oral eEscrita. Orientador (a): Profª Marina Dias Amorim

São Paulo, 2011

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 4
O INICIO DA INDÚSTRIA GRÁFICA 5
200 ANOS DE CONQUISTAS 6
Linha do tempo desses 200 anos 8
A organização se perdeu no corporativismo e na falta de consciência política 12
CONCLUSÃO 13
BIBLIOGRAFIA 14

INTRODUÇÃO

Neste trabalho apresentam-se os 200 anos de história da indústria gráfica noBrasil. Os dados da pesquisa estão apresentados na forma de um trecho retirado da Revista Pronews e ainda há uma linha do tempo exemplificando a mudança durante esses duzentos anos. Nosso objetivo é fazer com que se entenda a importância desses duzentos anos na história gráfica do Brasil e como veio a ocorrer esta inclusão no nosso país.

O INICIO DA INDÚSTRIA GRÁFICA

Muito antes de Gutenberg,as inovações chinesas nas tintas, impressão xilográfica e impressão com caracteres móveis de argila já tinham prestado a sua contribuição para a comunicação impressa. Durante séculos, os monges copistas garantiram a manutenção e a reprodução de textos sagrados, mas apesar do empenho, a demanda já era grande e esse era um trabalho demorado.
Foi então que Gutenberg sentiu a necessidade de umatecnologia que pudesse solucionar estes problemas, e inventou a prensa. A novidade usava uma técnica semelhante à de esculpir, no aço, letras e números e logo em seguida as hastes de aço eram prensadas num metal mais mole. Os espaços vazios que se formavam no chumbo serviam de molde, que eram cheios com estanho fundido, obtendo-se as letras, números e sinais. Após a confecção dos tipos, usavam-se osmesmos em um processo lento e vagaroso para formar linhas e consequentemente páginas inteiras, possibilitando a impressão.
Para montar a página de um livro, era necessário um dia inteiro de trabalho com os tipos. Depois deste processo, impregnava-se a página com tinta e em seguida, com uma prensa, pressionava-se o papel contra as letras embebidas de tinta para se obter o papel impresso. Um pontoimportante da prensa é que todo o material usado na confecção dos tipos podia ser reaproveitado por longo tempo, fundindo os mesmos novamente após o desgaste pelo uso contínuo.
Em 1796, o austríaco Alois Senefelder inventou outro processo para reprodução de textos em papel chamado de litografia. Sua técnica consistia em gravar com tinta gordurosa em uma pedra polida, depois pressionar o papel contraela usando uma prensa, obtendo então a reprodução do texto. Mais tarde, a pedra foi substituída por placas metálicas. Anos depois foi a vez de Friedrich Koenig, que inventou o entintamento automático por meio de rolos que espalhavam a tinta sobre as letras metálicas. E em 1803, ele desenvolveu a impressão cilíndrica, que usava dois cilindros para levar o papel até a prancha de impressão.

200Anos de Conquistas

O segmento gráfico só chegou ao Brasil em 1808, com a vinda da corte portuguesa. Desde então a história de um setor que sempre influenciou os rumos da economia brasileira, do ponto de vista das empresas, mas também por parte dos trabalhadores, foi se fazendo com o passar dos anos.
Nesses duzentos anos, os empresários do setor gráfico tiveram lugar de destaque no crescimentodo segmento. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf), o Brasil possui 17.962 estabelecimentos, e destes, 2.249 estão instalados no Nordeste. Uma das gráficas de grande importância na região é a gráfica Santa Marta, que está no mercado há 42 anos e hoje é referência em qualidade e tecnologia.
Com sede em João Pessoa (PB), e escritório comercial no Recife há mais de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • 200 anos de imprensa no Brasil
  • 200 anos de imprensa no brasil
  • Brasil: 200 anos de Estado
  • Balança Comercial da Industria Gráfica no Brasil
  • Resenha do texto de Frederico Lustosa Brasil: 200 anos de Estado; 200 anos de administração pública; 200 anos de...
  • brasil 200
  • industria grafica
  • 200 anos de estado

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!