2 relatório física experimental vfinal

Páginas: 6 (1417 palavras) Publicado: 25 de setembro de 2015
Relatório de Física Experimental nº II

Francisco Wallacy Coutinho Braz 15/0059329
Lourrany Gomes de Mesquita 15/0040521
Samara Soares Ferreira 12/0135205
Thais Rodrigues de Oliveira 15/0022344
⁠⁠⁠Tiago Avelino 15/0022662
⁠⁠⁠Vitor Penha Carvalho 13/0137430
Universidade de Brasília – Faculdade do Gama


Resumo. Objetivo: Determinar o tipo de movimento do objeto desenvolvido no experimento.Métodos: Utilizou-se um carrinho que se movimentava ao longo de um trilho cujo atrito foi desprezado e anotou-se os valores que os sensores apresentavam no cronômetro digital. Resultado: Baseado nos dados obtidos, foi possível chegar aos valores das velocidades que o carrinho alcançara ao longo dos deslocamentos. Conclusão: O carrinho se movimentou pelo trilho conforme um Movimento RetilíneoUniforme(MRU).



Introdução Teórica



A análise de uma partícula cujo movimento se dá uma linha reta constitui um dos conceitos elementares no estudo da cinemática, ramo da física que tem como finalidade a descrição do movimento sem se preocupar com o que o causa(dinâmica). Segundo Moysés(2002, p. 23):

A análise do movimento é um problema fundamental em física, e a forma mais simples de abordá-la éconsiderar primeiro os conceitos que intervêm na descrição do movimento(cinemática), sem considerar ainda o problema de como determinar o movimento que se produz na dada situação física(dinâmica).
Portanto, como ponto de partida para tal estudo é plausível considerar o caso em que uma partícula percorre uma dada distância em um dado tempo. É necessário antes disso levar em consideração que para poderetirar as medidas dessas tais grandezas em uma análise, é preciso ter um referencial. Como a partícula se move em apenas uma dimensão, o referencial de comum adoção é uma reta orientada cuja origem é colocada no zero dessa reta.
A partícula em movimento ao longo desta reta então terá a cada instante uma parâmetro que diz sua posição. Porém esta posição será dada em função do tempo. Então:
x =x(t) , Ou seja, posição é uma função do tempo.
Se durante este movimento for anotado estes dois parâmetros(tempo e posição) em geral será obtida a seguinte tabela:









Se o movimento for um movimento retilíneo uniforme, ou seja se esta partícula percorrer distâncias iguais em tempos iguais então a velocidade v desta partícula pode ser definida como a variação da sua posição dividida porsua variação no tempo:

É possível então retirar desta relação a função horária da posição no movimento retilíneo uniforme:
Se convencionarmos que = , = , e então:
,
Onde é a posição do objeto em dado instante , é a posição inicial do objeto e a sua velocidade, que neste caso é constante.
O gráfico desta função em coordenadas cartesianas com x será um reta:
Onde o valor da sua inclinaçãocorresponde a velocidade(v) e = corresponde graficamente o local onde a reta corta o eixo da ordenada.

Objetivo
A partir da análise do experimento a seguir realizado, determinar o tipo de movimento desenvolvido pelo objeto que se move ao longo do trilho, usando para isso a análise gráfica dos dados obtidos.

Procedimento experimental
Material utilizado

01 trilho 120 cm;
01 cronômetro digitalmultifunções com fonte DC 12 V;
02 sensores fotoelétricos com suporte fixador (S1 e S2);
01 eletroímã com bornes e haste;
01 fixador de eletroímã com manípulo;
01 chave liga-desliga;
01 Y de final de curso com roldana raiada;
01 suporte para massas aferidas 19 g;
01 massa aferida 10 g com furo central de 2,5 mm;
02 massas aferidas 20 g com furo central de 2,5 mm;
01 cabo de ligação conjugado;
01unidade de fluxo de ar;
01 cabo de força tripolar 1,5 m;
01 mangueira aspirador 1,5”;
01 pino para carrinho para fixá-lo no eletroímã;
01 carrinho para trilho cor preta;
01 carrinho para trilho cor azul;
01 pino para carrinho para interrupção de sensor;
03 porcas borboletas;
04 manípulos de latão 13 mm;
01 pino para carrinho com gancho;
Metodologia
A princípio montou-se o equipamento conforme o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • relatorio de fisica experimental 2
  • Relatório física experimental 2
  • relatório 2 Física experimental 3
  • Equipotenciais
  • física experimental I relatório 2
  • Relatorio Fisica Experimental 2 1
  • Relatório 1
  • Relatorio 2 Fisica Experimental 3

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!