2 Artigo Nietzsche Mvcamara

Páginas: 13 (3097 palavras) Publicado: 31 de maio de 2015
REICH E NIETZSCHE:
PROBLEMATIZANDO O TRINÔMIO CORPO-MENTE-SOCIEDADE
Marcus Vinicius Câmara*
RESUMO
Este trabalho objetiva a complexização do trinômio corpo-mente-sociedade,
através das óticas reichiana e nietzscheana. Ao longo deste artigo configura-se um
território que assinala semelhanças e diferenças entre estas duas perspectivas. Este lugar
é constituído de limiares entre: a consciência e ainconsciência; o holismo e a
fragmentação; a auto-regulação e a potência; o moralismo, a condição social e a
estrutura de caráter; as redes de saber/poder e a construção de novas ciências, entre
outros.
Com a construção destes espaços de mediação busca-se não só concorrer para o
desenvolvimento do estudo das respectivas Obras, como também, provocar novas
digressões.

ABSTRACT
In this paper wepropose to think over the complex body-mind-society starting
up from Reich’s and Nietzsche’s perspectives. Throughout the text a territory is made
up establishing similarities and differences between these two theories and discussing
the boundaries between: conscience and unconsciousness; holism and fragmentation;
self-regulation and potency; moralism, social condition and characterological structure;knowledge/power nets and the construction of new sciences; among others.
In building up these mediation spaces we intend to contribute to development on
both theories as well as to the raising up of new digressions.

“Onde queres revólver, sou coqueiro
E onde queres dinheiro, sou paixão
Onde queres descanso, sou desejo
E onde sou só desejo, queres não
E onde não queres nada, nada falta
E onde voasbem alto, eu sou o chão
E onde pisas o chão, minha alma salta
E ganha liberdade na amplidão.”
(Caetano Veloso)

*

Psicoterapeuta Corporal e Doutor em Psicologia (UFRJ). Autor do livro “Reich: o descaminho
necessário. Introdução à clínica e à política reichianas” (Sette Letras, 1999) e co-autor dos livros “Reich,
o Corpo e a Clínica” (Summus, 2000) e “Reich contemporâneo: Perspectivas Clínicas eSociais” (Sette
Letras, 1998). Também é co-autor do número especial da “Arquivos Brasileiros de Psicologia” (Imago,
1997) sobre o centenário de Reich.

2

Introdução
São temas reichianos: o inconsciente, a condição social, a religião, o
autoritarismo, o caráter, o corpo, a estrutura, a sexualidade, a couraça, a consciência, a
pulsação vital, o reflexo do orgasmo, a energia, a auto-regulação e ademocracia do
trabalho. São estudos da obra de Nietzsche (1844-1900): o inconsciente, a condição
social, a religião, o moralismo, o eterno retorno, o devir, a consciência, o desejo, a
verdade, a vontade de potência, o anarquismo, o fomento da aliança entre ciência, arte,
literatura e sua filosofia não-sistematizada, irracional – privilégio dos sentidos – e de
aforismos. Sendo assim, a relaçãocorpo-mente-sociedade é uma das sínteses possíveis
que fundamentam a possibilidade de problematização da construção espiralada
composta por Reich (1897-1957) e Nietzsche.
Aspectos continuístas, pontos de ruptura, bordas de tenro contato e de atrito.
Tanto Reich quanto Nietzsche produziram um espaço para além da consciência.
Igualmente partiram da superfície, do limiar entre psique, soma, socius, ouseja, do
sentido, para chegarem ao inconsciente e de lá retornarem ao consciente. Ambos
constituíram espaços de mediação entre diversos saberes. Da mesma forma, buscaram a
reintegração do animal ao homem: a necessidade e a “inocência” do animal e da criança.
Condenaram a civilização que afastou o homem de sua animalidade (não confundir com
redução do homem ao animal). Propuseram um homem quecombatesse a disciplina
autoritária e a subjugação. Explodiram o “Zé Ninguém” e a mediocridade.
Desmistificaram a inspiração dos céus e a substituíram por esforço e trabalho terrenos.
Os dois inventaram novas ciências, foram anarquistas, cada qual à sua maneira, e
finalmente morreram loucos, sozinhos e solitários – ou será que não?
Nietzsche arrebentou com a consciência moral, relativizou o bem e o mal...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Nietzsche Artigo
  • 2 GILLES DELEUZE E NIETZSCHE
  • FICHAMENTO 2 NIETZSCHE
  • Artigo 2
  • ARTIGO 2
  • artigo 2
  • Artigo 2
  • Artigo 2

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!