1151 4142 1 PB

Páginas: 35 (8591 palavras) Publicado: 22 de março de 2015
| FELIPE KERN MOREIRA*

A PERCEPÇÃO DE AMEAÇA ESTATAL NO
CONTEXTO DA GUERRA FRIA:
APROXIMAÇÕES POLÍTICO-HISTÓRICAS DO
COMPORTAMENTO ESTATAL BRASILEIRO

INTRODUÇÃO
O presente artigo destina-se a identificar os padrões
históricos e políticos nacionais ocorridos no período denominado
Guerra Fria. Para tal, o modo como a política brasileira reagiu aos
estímulos externos, bem como o papel de uma visãoestratégica
por parte da comunidade decisória com forte influência do
pensamento militar, são elementos fundamentais para tornar
possível a análise dosfatores que o processo decisório brasileiro
considerava ameaças e as estratégias que foram estabelecidas
para combatê-las.
Este trabalho possui uma finalidade eminentemente
pedagógica ao que avança na contribuição aos esforços
historiográficosnacionais. Esforça-se para ir além da repetição
das categorias narrativas e assumir o desafio de responder aos
questionamentos: se o comportamento estatal brasileiro moverase segundo padrões do sistema internacional no período da
denominada Guerra Fria e em que medida isso acontecia. Muitos
outros livros e estudos poderiam ter sido mencionados neste
trabalho. Na verdade muito do que está escrito aquié resultado

*Professcy^PíS!8ês1nternacionais da Universidade Federal de Roraima - UFRR e
doutorando em História das Relações Internacionais pela Universidade de Brasília.

de um ouvido atento aos mestres e colegas. Entre a apresentação de estudo
que contivesse o 'estado da arte' do debate historiográfico acerca do assunto e
a escrita de opúsculo dídático e objetivo que conseguisse refletir acomplexidade do tema proposto escolhi este último.
GUERRA FRIA
A Guerra Fria é um dos períodos que mais mereceu reflexões por parte
dos historiadores e cientistas políticos ligados ao campo das Relações
Internacionais, enquanto campo de estudo, principalmente por parte da escola
norte-americana. As linhas ulteriores privilegiarão o debate em torno de dois
eixos temáticos que permitem a compreensão daGuerra Fria com maior
acuidade: ideologia e alinhamento.
Inegavelmente a II Grande Guerra determinou e abriu reais perspectivas
para um novo panorama geográfico e estratégico mundial que só viria sofrer
substanciais mudanças com a queda do Muro de Berlim. Em certo sentido, de
1939 a 1945, ocorreu um fenómeno de contestação interna à liderança do
sistema (GUIMARÃES, 2000,65), ou seja, matizado porum desequilíbrio global
de forças, o novo desenho geográfico-político mundial, a partir de um conceito
de países protagonistas vencidos e vencedores, delineou as novas estruturas
de poder mundial.
À narrativa histórica impõe-se o desafio da periodização temporal
enquanto convenção ou sistematização científica. Neste sentido, pode-se
sugerir o apoio financeiro do Presidente Harry Truman à Grécia eà Turquia
como o início do período denominado Guerra Fria. Estamos em fevereiro de
1947. Outro marco mencionado pela literatura é o da Conferência de Yalta, em
fevereiro de 1945, onde Winston Churchill, Stalin e Roosevelt decidiram sobre
questões do pós-guerra, cujo enfoque era a Europa e a questão da Alemanha.
Já em 1944, em Dumbarton Oaks, a União das Repúblicas Socialistas
Soviéticas - URSSavançava no campo do poder político mundial a ponto de
querer barganhar o privilégio de veto ilimitado e de incluir como membros
individuais da ONU todas as dezesseis Repúblicas unidas, na base de sua
autonomia constitucional. Em Yalta, o papel protagônico e a posição política
das duas potências começaram a se acentuar, o que pode ser entendido
naquele momento, onde a disputa ideológica ainda não erapredominante no
sistema internacional, a partir da questão da divisão alemã e do

enfraquecimento do poder decisório inglês (DERVORT, 1998,43-44).
Stalin, em Yalta, aceitou a fórmula do veto - que excluía as matérias
procedimentais e determinava a abstenção do membro permanente quando
chamado a manifestar-se acerca de disputa em que é parte - em troca da
aceitação da Ucrânia e da Bielorússia...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • 11 54 1 PB 1
  • 1580 5487 1 PB 1
  • 344 2996 1 PB 1
  • 650 2173 1 PB 1
  • 1203 2010 1 PB 1
  • 329 1228 1 PB 1
  • 2747 8169 1 PB 1
  • 54 183 1 PB 1

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!