11 M todos de treino da for a

Páginas: 22 (5389 palavras) Publicado: 3 de junho de 2015
PREPARAÇÃO NEUROMUSCULAR
BASES ANÁTOMO-FISIOLÓGICAS

PREPARAÇÃO NEUROMUSCULAR

OBJETIVOS DA AULA:
- Fornecer bases biológicas para a compreensão das adaptações morfológicas e
funcionais resultantes do treinamento de força, bem com apresentar as estratégias
metodológicas para a prescrição de treinamento neuromuscular.

PREPARAÇÃO NEUROMUSCULAR
Conjunto de métodos e procedimentos voltados aotreinamento do
aparelho locomotor do atleta.
Visa adaptações musculares através da aplicação de cargas
localizadas.

OBJETIVOS DO TREINAMENTO NEUROMUSCULAR
Profiláticos = prevenção de hipocinesias
Terapêuticos = reabilitação um segmento muscular
Psicológicos= redução dos níveis de ansiedade e agressividade
Estéticos = mudanças de status de peso
Treinamento = fator integrante da preparação física PROTOCOLOS DE TREINAMENTO VOLTADOS PARA O
DESENVOLVIMENTO DE 3 CAPACIDADES MOTORAS:

ESTÁTICA ou ISOMÉTRICA
FORÇA MÁXIMA
POSITIVA ou
CONCÊNTRICA

FORÇA
MUSCULAR
DINÂMICA

POTÊNCIA
RESIST. DE FORÇA

NEGATIVA ou
EXCÊNTRICA
ISOCINÉTICA

“TODOS OS ATLETAS NECESSITAM DE FORÇA MUSCULAR, PORÉM DE
NATUREZAS DIVERSAS”

ESTRUTURAS MUSCULARES

O tecido musculo esquelético é formado por estruturas que seorganizam de forma hierárquica,
por diversos fascículos que são constituídos por um conjunto de células ou fibras;
As fibras são formadas por um conjunto de miofibrilas e essas são compostas por inúmeros
sarcômeros, que são formados por miofilamentos.

SARCÔMEROS
UNIDADES BÁSICAS DA CONTRAÇÃO MUSCULAR

Formado por uma infinidade de proteínas, que participam da geração da força muscular.
Entre asproteínas destacam-se os filamentos de actina e de miosina, cuja interação com ATP e
Ca⁺, promove a geração de tensão, a aproximação dos discos Z, o encurtamento do sarcômero.

PROTEÍNAS PARTICIPANTES DA GERAÇÃO DE FORÇA MUSCULAR

Historicamente a ACTINA e a MIOSINA têm sido as proteínas primárias analisadas. Entretanto,
pesquisas mais recentes envolvendo a proteína TITINA e a NEBULINA têm mostrado um*papel
relevante destas proteína, principalmente na geração de força durante as ações excêntricas do
músculo.

*Papel-chave da titina: união e na elasticidade muscular; sustentação e na orientação da
miosina; na estocagem de energia elástica; na produção de tensão ativa e passiva;

UNIDADE MOTORA = neurônio motor (motoneurônio α) + fibras musculares

RECRUTAMENTO OU ATIVAÇÃO:
Princípio dotamanho.
Determinado pela intensidade do
exercício em ordem crescente
I
Unidades Motoras do tipo I = são consideradas de pequeno tamanho
Unidades Motoras do tipo IIA e IIX = são consideradas grandes e c/ alto limiar de excitabilidade

MOTONEURÔNIO
INERVADOR
MOTONEURÔNIO
INERVADOR
Fásico

Fásico

Tônico

FISIOLÓGICA (FUNCIONAL)





Contração muito rápida
Muita força
Alta fatigabilidadeGlicolítica rápida






Contração rápida
Força moderada
Resistente à fadiga
Glicolítica lenta




Contração lenta
Baixo limiar de
excitabilidade
Resistente à fadiga
Oxidativa




TIPO DE FIBRA

IIX

IIA

I

TONALIDADE
Branca

Branca

Vermelha

PRINCÍPIO DO TAMANHO NO RECRUTAMENTO DE UNIDADES MOTORAS

Estímulos de baixa intensidade ativam as
unidade do tipo I.
Estímulos de alta intensidade =ativam unidades
do tipo II.

Padrão seletivo e somatório
Pesquisas demonstram que:
-

Quanto maior a intensidade do exercício, mais unidades motoras serão recrutadas, ou seja,
manipular a intensidade do exercício significa interferir no padrão do recrutamento das unidades
motoras que realizarão o trabalho mecânico proposto no treinamento.

CLASSIFICAÇÃO DAS FIBRAS MUSCULARES
EXPRESSÃO GÊNICA (Séc.XXI)
Correlação da ATPásica, com específicas formas de
MHC levou ao 3 tipos de fibras: I, II e IIX.
BERGSTROM & HULTMAN = propriedades
morfológicas, contráteis e metabólicas.
RANVIER = Abordagens funcionais das fibras ditas
vermelhas e brancas

ISOFORMA DE MHC (1990)

VELOCIDADE DE CONTRAÇÃO E
CAPACIDADE OXIDATIVA (1970)

COLORAÇÃO DAS FIBRAS (1900)

- Em 1900, as fibras foram classificadas de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • 11 Apocalipse O M Todo Futurista
  • Aula 14 17 11 14 Engenharia de M todos
  • M todo
  • M todo das For as
  • M Todos
  • M todos
  • M Todos
  • Os M Todos De

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!