05105412

Páginas: 7 (1698 palavras) Publicado: 18 de setembro de 2014
José (filho de Jacob)
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: José do Egito redireciona para este artigo. Para a minissérie da Rede Record, veja José do Egito (minissérie).
José

José interpretando os sonhos do Faraó, por Peter von Cornelius
Nome completo José do Egito
Nascimento
Harã1
Morte
Egito
Etnia Hebreu
Ocupação Pastor, profeta e governador do Egito1695 Eretz Israel map in Amsterdam Haggada by Abraham Bar-Jacob.jpg
Tribos de Israel
As Tribos
Rúben
Simeão
Levi
Judá

Naftali
Gade
Aser
Issacar
Zebulão
José
Manassés
Efraim
Benjamim
Tópicos
Filhos de Israel
10 Tribos perdidas
José ou José do Egito (em hebraico יוֹסֵף, significando "Yahweh acrescenta"; Yôsēp em hebraico tiberiano; mais tarde designado como צפנת פענח, Tzáfnatpanéach ou Ẓáfənat paʿnéaḥ, em hebraico padrão ou Ṣāp̄ənaṯ paʿănēªḥ em hebraico tiberiano, do egípcio que significaria "Descobridor das coisas ocultas") foi o décimo primeiro filho de Jacó, nascido de Raquel, citado no livro do Génesis, no Antigo Testamento, considerado o fundador da Tribo de José, constituída, por sua vez, da Tribo de Efraim e da Tribo de Manassés (seus filhos). Quando foicoroado como um homem de confiança ao Faraó, foi-lhe concedida a mão de Azenate, filha de Potífera, Sacerdote de Om2 .

Índice [esconder]
1 História
1.1 Na prisão
1.2 José torna-se Adon do Egito
1.3 O fim do governo
2 Na cultura popular
3 José do Egito e a Jornada do Herói
3.1 Apresentação e início da jornada
3.2 "Nó da Intriga"
3.3 Designação da prova e vitória do herói
4 Notas ereferências
4.1 Bibliografia
5 Símbolo da tribo de José
História[editar | editar código-fonte]
Filho preferido de Jacó, apesar de não ser o seu primogênito (mas o primeiro filho de Raquel, a mulher que mais amava), José nunca escondeu a seu poder liderança. O favoritismo, de que era alvo por parte do pai, valeu-lhe a malquerença dos irmãos, que o venderam, ainda jovem, com apenas 17 para 18 anos, por20 moedas (sheqel) de prata, como escravo a mercadores ismaelitas, os quais levaram ao Egito3 do período da XVII dinastia.

Já no Egito, foi comprado por Potifar (oficial e capitão da guarda do rei do Egipto), de quem conquistou a confiança e tornou-se o diligente dos criados e administrador da casa. Na casa de Potifar, acabou estudando com um escriba e aprendeu o antigo egípcio. Foi preso apósacusação injusta de tentativa de abuso da mulher do seu amo, depois de uma tentativa frustrada de sedução por parte desta.

Na prisão[editar | editar código-fonte]
Na prisão, tornou-se conhecido como intérprete dos sonhos. Lá, ele decifrou o sonho do copeiro-chefe e padeiro-chefe do palácio do Faraó, que foram presos acusados de conspiração. Segundo a interpretação de José, o sonho dopadeiro-chefe indicava que este seria enforcado, mas o do copeiro-chefe indicava que este seria salvo, tendo isto mesmo ocorrido4

José torna-se Adon do Egito[editar | editar código-fonte]
Logo após a interpretação de José, o Faraó, muito satisfeito com a sua inteligente interpretação , dá a José um anel de seu dedo, o fez vestir vestes de linho fino, pôs um colar de ouro no seu pescoço e o nomeia Adondo Egito, um cargo semelhante a chanceler, apesar de algumas versões da bíblia trazerem a palavra Governador.5 com apenas 30 anos ele então começa a reinar no Egipto. 6

José, então, ordena que se construam celeiros para guardar a produção do Egito durante os anos de fartura. Em verdade, também, nos anos em que passou na prisão, havia se inteirado da situação política do Egito e sabia também quenos anos de seca apenas ele, do Baixo Egito, teria comida criando assim uma vantagem sobre o soberano egípcio Tá, apoiado pela casta sacerdotal e que governava o Alto Egito. José casou-se com Azenate.7 E assim aconteceu. Nos sete anos de seca, José, que vendia os cereais dos celeiros reais a preço de ouro, conseguiu comprar para o Faraó quase a totalidade das terras do Alto Egito.

José...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!