“A interpretação do Neoclássico nas Províncias”

Páginas: 8 (1805 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
A INTERPRETAÇÃO DO NEOCLÁSSICO NAS PROVÍNCIAS

A difusão do neoclassicismo por todo o país processou-se, basicamente de
dois modos:
1- Nos centros maiores do litoral, produzindo exemplos de grande perfeição formal
e relativo apuro construtivo, embora dependente (não apenas pela influência cultural
importada) de mão-de-obra para construção, materiais, objetos de decoração,
plantas para osjardins e empregados europeus para sua operação e
funcionamento.
2- Influenciando a arquitetura urbana mais modesta e as residências das grandes
propriedades rurais, nas áreas de maior prosperidade financeira. Nesse caso a
influência do neoclássico compreendia modificações apenas de detalhes externos
da construção.
Mesmo assim, o movimento alcançou a mais ampla divulgação em quase todo
oterritório brasileiro e seu êxito, mesmo considerando-se que sua aplicação muitas
vezes limitou-se à transformações superficiais, não pode ser entendido como obra
do acaso, de modismos ou de simples importação. São de fato respostas a
mudanças de ordem estrutural na sociedade brasileira.
Aparentemente trata-se de uma transformação sui generis, pois,
conservando-se as bases socioeconômicas davida brasileira, os mesmos
proprietários rurais, senhores das mesmas terras e dos mesmos escravos,
ocupados no fornecimento do mesmo tipo de produtos agrícolas para exportação,
passam quase que subitamente a consumir um novo tipo de arquitetura em suas
residências rurais e urbanas.
Essa transformação pode ser explicada pelas mudanças políticas operadas
com a independência. Estas foramsuficientemente amplas para conferir novas
significações aos vários elementos da antiga estrutura social. Foram amplas também
para dar conteúdo à nova arte. Com a instalação da Corte portuguesa no Rio de
Janeiro e, sobretudo depois da independência, os grandes proprietários rurais
assumem diretamente as responsabilidades pela expansão europeia no país.
O Brasil passa a ser visto pelos paíseseuropeus como produtor e
exportador de matérias-primas, firmando-se ao mesmo tempo como importador de
mercadorias manufaturadas dos países industrializados, como a Grã-Bretanha e a
França e, mais tarde, a Alemanha e os Estados Unidos.

1

Esses grandes proprietários tenderiam a racionalizar a sua posição de
dominação como decorrente de uma representação, nos trópicos, da civilizaçãoeuropeia. Como agentes do processo de colonização e identificados com os
interesses econômicos de tipo colonial, viam na Corte, durante o século 19, o
foco de onde se irradiava a civilização pelo Brasil.
A organização política do Império criou os mecanismos através dos quais
foram conciliados interesses regionais e locais com os interesses nacionais e, ao
mesmo tempo, a vinculação cultural dasprovíncias com a corte. A participação no
Parlamento institucionalizava a forma de representação ou participação dos grandes
proprietários no poder político nacional. Em maior escala e de modo permanente, a
integração era alcançada através dos postos na oficialidade da Guarda Nacional e,
para um menor número, pela aquisição de títulos de nobreza outorgados pelo
Imperador.
Assim, os chamadosbarões do Império identificavam-se política e
culturalmente com o poder central. E, ao mesmo tempo, ao travar conhecimento
com uma arte e uma arquitetura oficiais passam a adotá-las de modo a demonstrar
prestígio e domínio. Ao regressar às suas províncias essa aristocracia rural
reproduziu nas construções oficiais e particulares o tipo de arquitetura e as
mesmas soluções artísticas da Corte,exteriorizando em suas áreas de influência,
os vínculos entre o poder local (que era seu) e o poder central.
O neoclassicismo, caracterizado como arquitetura oficial, (como o fora para
o Império de Napoleão), é reproduzido nas províncias, tanto nos centros urbanos,
quanto nas residências rurais, ainda que em termos apenas decorativos. As
construções, aproveitando a mão-de-obra escrava, eram...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Neoclassico
  • Neoclassico
  • Neoclássico
  • Neoclássico
  • Neoclassico
  • Neoclassico
  • Neoclássico
  • neoclassico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!