Ética protestante

Páginas: 6 (1472 palavras) Publicado: 30 de outubro de 2012
Max Weber deu um contributo essencial ao estudo da ética protestante em alguns dos seus estudos publicados em 1904 e 1905, reunido, posteriormente, nos seus Ensaios sobre a sociologia da religião (1920-1921) e publicados, separadamente, no livro intitulado A ética protestante e o espírito do capitalismo. Esse livro tem por objeto responder a algumas interrogações cruciais: como compreender asingularidade da civilização ocidental? Como explicar que o capitalismo industrial, que se define pela existência de empresas racionais, cujo fim é suscitar um lucro máximo e cujo meio é a organização do trabalho formalmente livre e da produção com carácter permanente e regular (M. Weber, 1964), tenha conhecido o seu desabrochar exclusivamente no Ocidente?
O projeto sociológico de Weber consistiu,então, em evidenciar as afinidades eletivas existentes entre certas atitudes religiosas, nomeadamente aquelas que diziam respeito à ética protestante, e uma determinada mentalidade económica, a que chamou de espírito do capitalismo, expressa na "filosofia da avareza" de Benjamim Franklin, que valoriza a abnegação, o trabalho permanente e a procura metódica do lucro, entendida como dever moral.Comecemos por definir o que Weber entendia por espírito do capitalismo. Este não significa simplesmente "a paixão ardente do ouro", "o amor do dinheiro", "a aspereza do lucro", como o pensava W. Sombart. Trata-se, antes, segundo Weber, de um ethos, presente nos primeiros empresários, que afasta a procura do lucro de qualquer forma de hedonismo e de eudemonismo, e que visa a moderação desse lucroatravés de uma disciplina racional. Weber mostrou precisamente que a falta de escrúpulos e que o desejo de lucro ilimitado não constituíam uma das características do capitalismo, mas um dos fatores de qualquer economia. Assim, entendeu distinguir o desejo de aquisição, próprio de qualquer civilização, da acumulação infinita conseguida no quadro da economia capitalista, que pressupõe a empresa racional,a previsão de um mercado regular, a separação do trabalho doméstico e da empresa, uma contabilidade racional e a separação do lugar de trabalho do lugar de habitação. Assim, a diferença entre o espírito capitalista e o pré-capitalista não reside, como o pensava A. Bieler, numa graduação da acumulação ou do desejo de lucro pecuniário, numa diferenciação entre o Homem tradicional e o Homem moderno.Em numerosas sociedades do passado existiram embriões de economia capitalista, como na chinesa ou na hindu, mas o capitalismo racional é específico do Ocidente. O propósito de Weber consistiu em mostrar que o impulso do capitalismo não se devia unicamente ao desenvolvimento do racionalismo económico, mas a motivações de ordem religiosa. De facto, o espírito do capitalismo não é o reflexo dosfatores de produção, porque não coincidiu sempre com o desenvolvimento económico. Este espírito encontrou resistências na mentalidade tradicional e teve de combater o espírito que assimilava a procura do lucro ao auri sacra fames. Desta forma, o capitalismo não diz unicamente respeito a assuntos de foro económico ou técnico, mas desenvolveu-se graças aos homens que adotaram comportamentos racionais,por motivos éticos impregnados pela religião. Assim, o capitalismo, como tipo de economia racional, não é tributário unicamente das invenções técnicas, das grandes descobertas, como o entendia R. H. Tawney, ou ainda da existência do grande capital, como o pensava Marx, mas de um espírito novo que se explica por motivações extra-económicas. Importante é ver, no entanto, que Weber não concebeu AÉtica Protestante como uma simples inversão da relação causal marxista, que substituiria um princípio explicativo por outro, as determinações materiais pelas determinações espirituais.
O espírito do capitalismo apresentava afinidades com as premissas contidas na religiosidade protestante: no luteranismo, com a sua fé na certeza pessoal da salvação sob a égide de Jesus e com a sua valorização do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ética protestante
  • Etica Protestante
  • Etica Protestante
  • A etica protestante
  • Etica protestante
  • Etica protestante
  • Ética Protestante
  • Etica protestante

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!