Ética profissional

Páginas: 8 (1862 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE GUANAMBI – CESG
FACULDADE GUANAMBI


Diana Fernandes Profeta
Gabriel Silva Cardoso
Júlia Roberta Malheiro Macêdo
Milena Pereira Viana



O ENFERMEIRO E A CONSTRUÇÃO DA AUTONOMIA PROFISSIONAL
NO PROCESSO DE CUIDAR





Guanambi – Ba
2014
1. INTRODUÇÃO
O estudo sociológico das profissões na área da saúde tem contemplado principalmente aMedicina, que contempla alguns clássicos como, por exemplo, a obra de Freidson. Para este autor, uma profissão distingue-se em relação a outras ocupações menores no que se refere à autonomia organizada e legitimada em seu poder. Tal autonomia confere à profissão um monopólio ocupacional que assegura uma posição de dominância no interior de um processo de divisão de trabalho. Esta autonomia é, paraele, baseada em dois princípios fundamentais: o conhecimento teórico reconhecido e protegido pelo Estado e o apoio das elites.
Apesar de procurar as causas da organização médica na estrutura social, Freidson não chega a tocar em questões cruciais, tais como, a natureza das elites por ele mencionada, o relacionamento da profissão com o Estado, e os interesses econômicos, sociais e políticos quesustentam o apoio dado pelo Estado. Este lapso deixou uma margem generosa para a crítica desenvolvida principalmente por autores marxistas. A grande virtude de Friedson foi a sua descrição e análise interna à profissão médica, dando uma contribuição decisiva para a dimensionalização desse campo de estudos.
A produção marxista moderna na área da saúde é importante principalmente pelo seuesforço de prover uma teoria que estabeleça uma conexão desta área com a sociedade mais ampla. Com este propósito, Wright situa a profissão médica dentro da estrutura de classe da sociedade capitalista. Ao enfatizar esse ponto, este autor critica vários estudos realizados sobre a divisão do trabalho na área da saúde que, por não se preocuparem com esse aspecto, confundem ocupações com classes.

AENFERMAGEM E A QUESTÃO DA AUTONOMIA
O tema da autonomia do profissional enfermeiro no processo de cuidar no contexto hospitalar torna-se a cada dia mais importante uma vez que proporciona a possibilidade de rever a enfermagem, enquanto profissão, a partir de sua própria tradição histórica, bem como articulando-a com outras áreas científicas, em um exercício moderno de interdisciplinaridade.
Oprocesso de autonomia pressupõe que o profissional enfermeiro e a equipe de enfermagem possam interferir no processo de definição das prioridades na assistência. A autonomia está embasada na direção da vontade do indivíduo para a ação, a partir de influências sociais e culturais.
Neste estudo, optamos por realizar uma reflexão crítica sobre o tema, propondo um questionamento sobre o senso comum doagir do profissional enfermeiro, qual seja, sua visão de mundo e, a partir daí, analisar se o profissional admite ser necessário haver mudanças em seu processo de trabalho e se a proposição que se faz sobre sua autonomia na ação cuidadora é viável ou pertinente.
O trabalho em saúde tem características próprias que inclui um conjunto de saberes e de práticas com a finalidade de realizar umaintervenção sobre um determinado problema de saúde, conforme os critérios adotados pelo modelo de atenção do serviço, considerando-o como um objeto de ação de saúde. O processo de trabalho em saúde, em geral, e de enfermagem, em particular, pressupõe uma divisão de trabalho baseado nos princípios tayloristas, que tem como finalidade a ação terapêutica; como objeto, o indivíduo que precisa de cuidado;como instrumental, o saber corporificado nas técnicas e nas metodologias assistenciais e, como produto final, um serviço de saúde prestado.
É sabido que a medicina científica ocidental, após a Segunda Guerra Mundial, avançou sobremaneira na área tecnológica, reforçando cada vez mais intensamente o paradigma mecanicista dominante. Tal fato possibilitou uma sintonia ainda maior com o sistema...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ética profissional
  • Etica profissional
  • Ética profissional
  • ética profissional
  • Ética Profissional
  • Ética profissional
  • Ética profissional
  • Etica profissional

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!