Ética para um jovem

Páginas: 10 (2352 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
Escola Secundária Homem Cristo - Aveiro | Área Disciplinar Filosofia 10ºano |
Ano Lectivo 2011/2012 | CURSO CIENTÍFICO-HUMANÍSTICO DE LINGUAS E HUMANIDADES |



Ética para um Jovem
Trabalho sobre a obra
“Ética para um jovem”






Resumo

Este livro fala sobre uma das áreas da Filosofia: a Ética. A ética é uma área que estuda o que é bom para uma pessoa, como estadeve agir, as razões das decisões feitas, … Ao decorrer do livro, Fernando Savater mostra-nos vários valores essenciais para a nossa vida, mas principalmente mostra-nos a importância dos valores éticos: justiça, política, simpatia, empatia, liberdade...
Savater utiliza várias comparações e metáforas no decorrer do livro para nos explicar o sentido da ética, para explicar que a liberdade é algoque estamos condenados a ter, queiramo-lo admitir ou não. Neste caso, Savater disse "Quando alguém se esforçar por te negar nós os seres humanos, somos livres, aconselho-te a que lhe apliques a prova do filósofo romano. Na Antiguidade, um filósofo romano estava a discutir com um amigo que negava a liberdade humana e garantia que, para todos os homens, não há maneira de evitar fazer o que fazem. Ofilósofo pegou no seu bastão e começou a dar-lhe pauladas com toda a força que tinha. «Já chega, não batas mais!», dizia-lhe o outro. E o filósofo, sem deixar de surrá-lo, continuou a argumentar: «Não dizes que não sou livre e que quando faço uma coisa não posso evitar fazê-la? Pois então não gastes saliva a pedir-me que pare: sou automático.»", por isso teremos sempre liberdade. Ainda que haja umapessoa que diga que não quer ser livre e que irá ser escravo de alguém, só o é porque o decidiu. Ao longo do livro, Savater discute vários assuntos, que mais à frente irei falar...

Capitulo 1 – De que trata a Ética

Neste primeiro capítulo, Savater explica-nos através de duas histórias, que o ser humano é livre de pensar, decidir e agir, daí a existência da liberdade da acção humana. Essashistórias que o autor utiliza para provar que só e apenas os seres humanos têm direito à liberdade de pensamento e acção é a história das térmitas e de Heitor. As térmitas-soldado são como que obrigadas a defender o seu formigueiro, chegando mesmo a sacrificarem as suas vidas pelo seu formigueiro, enquanto que no caso de Heitor, ele podia ter escolhido o caminho da desonra e ter fugido, masdecidiu enfrentar Aquiles, um acto muito corajoso, pois Aquiles era mais poderoso e forte, o que mostra a liberdade de Heitor. Como Heitor, nós não estamos determinados a fazer nada, pois temos liberdade de opção, podemos escolher este caminho e não aquele,...
Fernando Savater também refere, que existem também coisas nas nossas vidas, que nos convêm e outras que não nos convêm e por vezes nãosabemos se é, de facto, importante para nós, arriscar tudo isso. No fim do capítulo, Savater dá-nos outro exemplo, desta vez de um filósofo romano, que contraria o determinismo, e defende o libertismo. O que nos diz que Fernando Savater é libertista.

Capitulo 2 – Ordens, Costumes e Caprichos

No segundo capitulo, Savater diz-nos os vários motivos que explicam as nossas acções, ou seja, oscostumes, as ordens e os caprichos. Os costumes são as acções que repetimos normalmente, são hábitos. Ordens são acções que realizamos porque alguém nos mandou, estamos então a obedecer a alguém. E os caprichos são acções que fazemos pois nos apetece, pois queremos fazê-las. No decorrer deste capítulo, Savater utiliza uma história sobre um capitão que se vê numa situação complicada: está no mar, com umatempestade perto, e tem de escolher se salva a mercadoria arriscando a vida da tripulação, ou se deita fora a mercadoria, para salvar a tripulação e o navio. A escolha será feita pela vontade do capitão, ainda que preferisse que nada disso acontecesse e conseguisse chegar ao sítio desejado com a mercadoria, a tripulação e o navio. Isto prova que não podemos escolher o que nos acontece (neste...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ética para um jovem
  • ETICA PARA UM JOVEM
  • Ética para um jovem
  • ética para um jovem
  • Ética para um Jovem
  • Ética para um jovem
  • Ética para um jovem
  • ética para um jovem

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!