Ética no ensino: o papel do professor

Páginas: 11 (2717 palavras) Publicado: 14 de outubro de 2013
Ética no ensino: o papel do professor
1)      Leia com cuidado o texto (10). Embora o texto traga muitas informações quantitativas, aponta para questões que vimos desenvolvendo ao longo da disciplina, ilustrando um pouco melhor o cenário em que trabalhamos. Discuta com seus colegas no Fórum de Debates:
a)      Explique os argumentos dos autores com relação ao caráterdisciplinar/transdisciplinar da inserção filosofia no currículo escolar. Quais os pontos favoráveis? Quais os desfavoráveis de cada abordagem?
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n. 9.394/96),1 determina que, ao final do ensino médio, todo estudante deverá “dominar os conhecimentos de filosofia e de sociologia necessários ao exercício da cidadania”. Este foi um avanço significativo para a presença dafilosofia nesse nível de ensino. Alguns argumentos mais utilizados para defender o ensino transversal da filosofia, em oposição a um ensino disciplinar, três são recorrentes. O primeiro diz respeito à precariedade da formação de professores de filosofia para o ensino médio em âmbito nacional. Permanece, entretanto, a controvérsia em torno da pertinência da adoção do ensino disciplinar. Quem adefende considera que a medida pode ser indutora de processos de melhoria da formação docente; quem a critica, enfatiza a suposta irresponsabilidade que significaria, de imediato, colocar em sala de aula um grande número de professores aparentemente despreparados para a função.
Outro argumento, fortemente vinculado ao primeiro, diz respeito aos problemas que a obrigatoriedade da disciplina em nívelnacional poderia trazer aos estados e seus sistemas de ensino, em especial em termos de investimentos. Por fim, há os que se posicionam contrariamente à inserção da disciplina por criticarem o modelo disciplinar de escola. Estes defendem que a inserção de mais uma disciplina escolar é uma medida infeliz, particularmente no caso da filosofia. A partir desse ponto de vista, se a filosofia deve serum exercício de pensamento crítico, ou lúdico, ou que vise à autonomia etc., transformá-la em “matéria escolar” seria sujeitá-la aos rituais e tratamentos pedagógicos que os estudantes costumam identificar, precisamente, como o oposto da crítica, do prazer, da autonomia etc.
Além disso, um dos argumentos mais importantes do movimento em favor da inserção da filosofia como disciplina nocurrículo é a suposição de que somente o ensino disciplinar garantiria uma introdução verdadeiramente consistente e sistemática dos jovens no âmbito da reflexão filosófica; ainda mais se levadas em conta as próprias objeções daqueles que defendem um ensino transversal, a saber: a precariedade da formação dos professores e as limitações financeiras dos estados. Em uma escola ainda fortemente disciplinar,relegar a filosofia à transversalidade tenderia não apenas a diluir a especificidade da filosofia em meio aos estudos “que realmente contam no currículo” como também aprofundar a situação de precariedade que se imputa aos professores de filosofia no país, na medida em que poderia servir para reforçar a dispensa de contratação, por parte dos estados, de profissionais especializados para a função.b)      Quais são os pontos favoráveis dessa configuração apontada pelos autores acerca do mapeamento que fizeram no Brasil? Embora se trate de uma pesquisa feita em 2003, e cujos resultados já sofreram alterações nesses últimos anos, ainda se mantêm os problemas apontados por eles? Aponte especialmente a questão relativa à formação dos profissionais em filosofia, o que nos interessa mais deperto.
O ensino da filosofia no Brasil representa um mapa das condições atuais pensamento crítico em educação. Compreende-se que seja assim, pois não há propriamente ofício filosófico sem sujeitos democráticos e não há como atuar no campo político e cultural, consolidar a democracia, quando se perde o direito de pensar, a capacidade de discernimento, o uso autônomo da razão. Quem pensa opõe...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • o papel do professor no ensino de arte
  • O papel do professor no ensino à distância
  • O papel do professor no ensino de física
  • Qual o papel do professor no processo de ensino-aprendizam
  • O papel do professor no processo de ensino e aprendizagem
  • O papel do professor no processo de ensino-aprendizagem
  • O papel do professor no processo de ensino e aprendizagem
  • O papel do professor no ensino da matemática a distancia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!